quarta-feira, 29 de abril de 2015

Trabalho e satisfação no Senhor Jesus




Por Marco Cruz

Um dos vários aspectos de como uma pessoa se vê e também é reconhecida é o seu trabalho, seja ele remunerado ou não.

Hoje em dia, em nossa sociedade, a instabilidade passou a ser uma característica do mercado de trabalho, e cada pessoa é pressionada a estar sempre se atualizando e desenvolvendo novas habilidades e competências para tentar se manter no emprego. Mesmo assim, apesar desses esforços, poderá perdê-lo caso não atinja metas e alvos. Ou seja, a possibilidade de desemprego é uma realidade e fonte de preocupação para muitos de nós. (Agora, imagine acrescentar a isso o fato de sua fé cristã “pesar” contra você na comunidade em que vive e trabalha.)

Entretanto, um outro aspecto do trabalho que passou a ser bastante defendido é que “devemos fazer apenas aquilo de que gostamos, devemos buscar a satisfação total”. Mas outros alegam que buscar somente satisfação em tudo o que fazemos é perigoso.

As Escrituras dão uma resposta completa sobre a ansiedade, a fonte de satisfação e a realização pessoal no trabalho: “Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens, sabendo que receberão do Senhor a recompensa da herança.” Cl 3.23

Porque a Palavra de Deus é válida em qualquer lugar do mundo – independentemente de cultura ou se é pobre ou rico –, tanto nós, cristãos brasileiros, quanto os cristãos perseguidos somos desafiados a ser testemunhas do Senhor no dia a dia e buscarmos a satisfação em Deus, inclusive no ambiente de trabalho.


OBS: O autor é Secretário Geral da Missão Portas Abertas Brasil, sendo que o presente texto é parte do editorial do número 5, ano 33, da revista mensal da organização. Já a ilustração acima eu a extraí de https://blog.guiabolso.com.br/wp-content/uploads/2015/03/felicidade-trabalho.jpg

Nenhum comentário:

Postar um comentário