domingo, 17 de fevereiro de 2013




ATEUS?
Bem-aventurados os que não viram e creram” - JESUS.
Quase tudo o que vejo de uns tempos para cá na Internet é, SUPOSTAMENTE, “blasfêmia”!
São “ateus” que um dia foram “crentes” ludibriados e que agora vazam sua raiva e ressentimento contra tudo o que se chame Deus!
Com o advento das comunicações de nível global, e com o que a religião no ocidente vem fazendo – num espetáculo de blasfêmia quase sem precedentes históricos – e que se tornou escândalo mundial [...], os que antes “obedeciam por medo”, hoje levantam as mãos aos céus em acusações contra “Deus” – que, no caso, é apenas uma “projeção” da religião do engano.  Caio Fábio.
Esta é uma opinião que pela própria postura de quase todos os novos “ateus”, me leva a concordar plenamente com o Caio. Chegamos a imaginar as bocas espumantes de ódio ao escreverem em seus blogs, grupos ou em bate papos, com palavreado de baixo calão, ironias, zombarias contra os cristãos; sempre culminando em críticas contra a suposta ausência de Deus nos eventos desastrosos provocados pela natureza ou contra o Deus das punições.
Percebo que os novos “ateus”, na sua grande maioria buscam fortalecer suas conclusões a respeito de Deus e do cristianismo em fontes apenas filosóficas e históricas, que apesar de preciosas, não podem oferecer além de conclusões baseadas em investigações teóricas

O grande erudito Orígenes, exortava os cristãos a trazerem os tesouros intelectuais dos gregos para servir à “filosofia cristã” (entendendo o cristianismo como a “verdadeira filosofia” ou postura diante da vida e do mundo). No entanto, segundo o seu aluno Gregório “Taumaturgo”, enquanto ele abria o leque do conhecimento incentivando os seus alunos a estudarem todo tipo de texto, seja de estrangeiro ou grego, seja espiritual ou político, seja divino ou humano, ele tinha a responsabilidade de pôr ordem na confusão dos seus alunos, mantendo o cuidado de não cerceá-los. Ele lhes apresentava todas as escolas de filosofia, indo adiante deles, como um viajante experiente, segurando-os pela mão e mantendo as suas cabeças acima das águas. Desta forma apresentou tudo o que é útil e verdadeiro em todos os filósofos, rejeitando, porém, tudo que é falso.

Seria Orígenes pretensioso ao afirmar para os seus alunos o que era falso ou útil e verdadeiro? Ou tinha no entendimento a clareza das suas convicções? E em que poderia se firmar com tanta convicção? Trago a memória parágrafos do texto escrito pelo teólogo J.Lima: 


“O significado de “conhecer” tanto no Antigo Testamento quanto no Novo Testamento, não é “entender”, mas sim “experimentar”.

Daí que o “conhecimento” de Deus não pode ficar restrito à “razão”, mas a “razão” tem que interagir com a “ação”.
Isso explica o porquê de algumas experiências serem consideradas anti-bíblicas, justamente pelo fato de não encontrar uma explicação escrita na Bíblia.
Para mim a palavra escrita é letra, essa só é palavra de fato quando em confronto com a minha existência, torna-se vida.
A chave hermenêutica para se interpretar a Bíblia é o VERBO QUE SE FEZ CARNE, e não a TEOLOGIA SISTEMÁTICA elaborada por nenhum pai da igreja, reformador ou quem quer que seja o teólogo, por melhor que esse seja.”

“Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis sãos os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos. Porque quem compreendeu a mente do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? Ou quem lhe deu primeiro a Ele, para que lhe seja recompensado? Porque dEle e por ele, e para Ele, são todas as coisas; GLÓRIAS, pois, a Ele eternamente. Amém” (Romanos 11.33-36).
Por Guiomar Barba.










162 comentários:

  1. Guiomar Barba,

    Eis aqui minha oração de militante agnóstico.

    "Senhor, fiz o melhor que pude com as ferramentas que me destes. Deste-me um cérebro para pensar com ceticismo e eu o usei. Deste-me a capacidade de raciocínio e eu a apliquei a todas as alegações, incluindo a tua existência.
    Deste-me um senso moral e sentí as dores da culpa e as alegrias do orgulho pelas coisas más e boas que escolhi fazer. Tentei fazer aos outros o que gostaria que eles me fizessem, e, embora tenha sentido falta deste ideal, muitas e muitas vezes, tentei praticar teu princípio fundamental sempre que pude. Seja qual for verdadeiramente a natureza da tua imortal, infinita e espiritual essência, sendo eu um ser mortal, finito e corpóreo, não sou capaz de comprendê-la, apesar de todo meu esforço, e portanto seja feita a tua vontade..."
    Amém.


    Os teístas creem que Deus criou o universo e tudo que nele existe incluindo planetas, estrelas e vida. Como distingüir um Deus onipotente e onisciente de um Design Inteligente ou de uma inteligência extraterrestre extremamente poderosa?
    Citando Arthur C. Clarke em "A Última Lei de Shermer" (2002) p-33. "Qualquer inteligência extraterrestre suficientemente avançada é indistingüivel de Deus."
    Eu não sei, e tampouco você.

    ResponderExcluir
  2. Gui, Na verdade os ateus tem dificuldade com a ideia de um Deus antropomórfico, ai optam por ter Deus como uma pulga, uma pulga do tamanho do universo, atras de sua orelha. Eu prefiro a forma de um Pai, do tamanho do universo.

    ResponderExcluir
  3. Um enfoque interessante.
    concordo em partes com a declaração do Caio, mas temos que levar algumas coisas em consideração.

    Se hoje existe uma geração de ateus que antes foram cristãos, o que os levou a mudar radicalmente de posição? Quando um ateu se converte, ele vira mico de circo nas mãos dos cristãos, que o mostram como um troféu de como a fé cristã é poderosa em transformar um pecador. Mas e quando acontece o contrário? quando milhares de pessoas deixam de seguir uma igreja, param de crer em Deus, o culpado é quem? a pessoa? a dureza dos seus corações? Eles deram ouvidos ao diabo? Por que não procurar também na igreja, na fé, na crença, o porquê de um cristão virar ateu?

    Por hora, deixo apenas essa reflexão.

    ResponderExcluir
  4. Mas afinal qual o mais idiota, o que aceitou Jesus como seu salvador, o seguidor de Buda, o discípulo de Maomé ou o descrente de todos?
    "O pior cego é aquele que não quer ver".

    ResponderExcluir
  5. Guio querida, já comecei a ler o texto não gostando e nem preciso dizer porque né? (CF*)

    **Percebo que os novos “ateus”, na sua grande maioria buscam fortalecer suas conclusões a respeito de Deus e do cristianismo em fontes apenas filosóficas e históricas, que apesar de preciosas, não podem oferecer além de conclusões baseadas em investigações teóricas.**(Guio)

    Mas Guiomar, como assim fontes históricas que não podem oferecer nada além de suposições??? Voce com isto diz que a bíblia é baseado em algo que se pode provar e gostaria muito de ver tais comprovações. Me pergunto como e em que vc se baseia para dizer que a HISTÓRIA não passas de investigação teórica. Guio, por favor né? Este trecho sequer merece ser comentado!

    Fico rindo demais quando um "crente" abestalhado e bandido (bandido não é só o Caio tá? Antes que venham me apedrejar aqui, mas todos que procedem como ele, pra mim é um bandido no sentido de enganar e iludir a outrem) feito o Caio Fábio se acha no direito de apontar o dedo e dizer: [os que antes “obedeciam por medo”, hoje levantam as mãos aos céus em acusações contra “Deus” – que, no caso, é apenas uma “projeção” da religião do engano.]


    Fico me perguntando o que passa na cabeça de uma pessoa para fazer tal afirmação? O que conhece da vida dos outros para dizer: obedecia por medo, não teve um encontro com "deuso" etc etc etc? Seria ele um profeta que tem visto a "face de deus e recebido dele, dicas preciosas?

    Mas sabe porque os famigerados profetas e pastores da casa da mãe joana fazem isto? Porque o que ele dizem encontram guarida em milhares de mentes e corações dos que, julgam estar crendo no deus do impossível que na verdade, nunca pode nada!



    Pessoas que, para justificar sua fé descabida e ilógica, se dá ao trabalho de, dizer, em sua inocente, infantil e indecente arrogância que o outro que cria e hoje não crê, nunca teve um encontro real com "deuso", nunca foi "crente de verdade", nunca bebeu da fonte de águas "vivas"(Ora, água viva não é uma espécie de medusa? é ruim de eu beber isto viu? rsrs). E o que dizer de novos ateus ou neo-ateus que, hoje atacam e criticam a religião? Podemos culpa-los? Em parte sim, mas isto é do ser humano Gui! Qnd me converti (o que segundo vc em sua onisciência, foi algo movido por medo ou sei lá mais o que), queria anunciar Jesus a toda alma vivente e da mesma forma, qnd me "desconverti" ou, como gosto e prefiro dizer, me converti. Mas isto é algo que passa com o tempo e com a (nova) maturidade chegando. Alguns levam mais tempo, outros menos, mas penso que nem todos alcançarão tal maturidade tal qual os "crentes" que não se cansam de anunciar as nada boas (e velhas) novas de jesus, o mito. Existem exageros e ataques a pessoas sim, mas, lembre-se que a maioria absoluta de ateus atacam a religião e não as pessoas. Defender ideologias não é mau, não é proibido e não pode ser julgado como intolerância.

    Intolerância é o que vemos cristãos e mulçumanos fazer ao anunciar que seu deus é o “único caminho, a verdade e a vida”.

    Em suma Guiomar, achei seu texto tendencioso, dono de uma mentira descabida e baseado nas falácias de um homem que não serve de exemplo para ninguém.

    Anja

    ResponderExcluir
  6. Nobres Amigos Confrades,

    As redes sociais não estão tomadas por ateístas, e sim por neo-ateístas. O que é completamente diferente. Esse neo-ateísmo que temos de forma escancarada, é uma ofensa aos próprios ateístas, é uma suposta militância anti igreja, anti religião e afins. Na maioria, uma mulecada, que devido a problemas familiares e sociais, precisam de alguma forma chamar a atenção, e viram nesta onda, um jeito eficaz.

    Quem já viu na ATEA, aquelas declarações, tipo, "minha mãe só briga comigo", "minha professora pega no meu pé", "meu amigo crente não aceita meu jeito de ser", e por aí vai... Depois no final tem as iniciais T. G. 14 anos, G. V. 15 anos, M. L. 17 anos... Gente, ateísmo querendo ou não os amigos teístas (assim como eu) é coisa séria. Não é essa lenga lenga facebookiana que a gente vê.

    Eu considero uma palhaçada essa ondinha neo-ateísta que esta ao nosso redor. E afirmo, que mesmo sendo teísta convicto (e isso é um problema meu rsrsrs), as pessoas que mais tem acrescentado em minha vida, se dizem ateístas. Penso que o texto da Guiomar generalizou de certa forma o ateísmo a um grupo de pseudo intelectuais que tomou conta das redes sociais.

    E quanto ao Caio falar blogs, "palavreado de baixo calão, ironias" eu até concordo com a teoria dele, afinal, ele é um grande teórico, já na prática, ele é igual, pois o palavreado dele é bem baixo também quando esta a falar do que é oposto ao seu pensamento. Mas até ai é compreensível, pois todos somos assim. Ao falar de nossas convicções exageramos um pouco.

    Quanto ao texto ser tendencioso como falou a Rozana, eu pergunto: E qual não é?

    Já viu Palmeirense escrever a favo do Corintias ou vice e versa? Todos escrevem sobre o que acreditam ou não, sobre suas convicções, logo, todos somos tendenciosos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me chama de volta né? rsrsrs

      Ta certo!

      Quem de nós não é tendencioso ao defender nossas opiniões?

      Excluir
  7. Tenho notado que grande parte dos textos que leio de teístas refletem filosofias de origem desconhecida. São intelectuais de um livro só e nada sabem da origem de seus conceitos. Teem a tendência de superestimar o grau com que os outros discordam com suas crenças. Acabam citando outros que teem seu mesmo nível cultural.

    ResponderExcluir
  8. Embora não possamos provar uma negativa, posso argumentar que não podemos provar que existe Ìsis, Zeus, Deus, Apolo, Brahma, Ganesh, Alá, Jeová ou mesmo o Monstro de Lock Ness. Mas a incapacidade de provar a inexistência desses deuses de maneira alguma os tornam objetos legítimos de crença. Quanto mais de culto. A runúncia do Papa Bento XVI vai fazer muito crente refazer seus conceitos, pois o ônus da prova lhes pertence.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem a opção curtir Mirandinha? (só lá no face né? rsrs)

      Excluir
  9. O cristianismo já foi "a verdadeira filosofia" na boca de Justino, um dos "pais da igreja". Por esses tempos, não havia ainda as igrejas neopentecostais que boçalizaram totalmente a cabeça dos seus fiéis; mas antes das neopentecas, já havia a pentecostal, que sempre foi indiferente à filosofia e a própria teologia. Precisamos ir mais longe, lá com os reformados para vermos algum tipo de "pensamento cristão" que valha a pena na tradição protestante.
    Como filosofia, o cristianismo pode ser como qualquer outra filosofia. Não existe filosofia falsa ou filosofia verdadeira, existe filosofia válida ou não.
    Como filosofia o cristianismo vale a pena?
    Como religião francamente está em decadência.

    ResponderExcluir
  10. vamos combinar: esses neoateus são chatos pra caramba. Alguns são insuportáveis no seu lenga-lenga contra o cristianismo.
    Mas é aí que entra minha afirmação sobre o cristianismo como religião em decadência (aliás, Nietzsche já tinha dito isso há tempos): O cristianismo clássico não soube se contextualizar, mudar seus paradigmas, seu discurso, seu moralismo e conservar o que de importante ele tem: sua essência; ou nas palavras de Rudolf Bultmann - seu kerigma.

    A religião cristã (falando agora especificamente do Brasil) está condenado ao anacronismo teológico das poucas igrejas reformadas que ainda existem e a boçalidade e falta de conteúdo das milhares de igrejas neopentecostais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edu. Não acredita que uma forma nova de cristão esteja aparecendo? Um cristão que apenas crê para si e aceita com alegria os que creem e assim são felizes e os que não creem e assim também são felizes. Coisa inimaginável até ontem, mas que, parece, está começando a acontecer.

      Excluir
    2. Seriam cristãos seguidores de Cristo, Gabriel? Jesus disse: Ide pregai o evangelho... E quando os discípulos fossem voltariam com júbilo trazendo seus frutos.

      Excluir
  11. Mirandinha, tendo a me preocupar quando você some, mas depois lembro que o seu fantasma nem sempre deixa rastro. Kkkkkkkkkkkkkk Obrigada pelas largas pegadas.
    Deus nos deu um cérebro e liberdade para pensar da forma que escolhermos.
    Deu-nos a capacidade de raciocínio para usarmos com sabedoria nas nossas alegações.
    Deu-nos um senso moral e se alegra com os nossos acertos e se apieda de que soframos tanto com os nossas equívocos, quando devemos apenas revê-los.
    Tentar fazer aos outros o que desejamos quefaçam conosco, ao meus olhos, já é evidência de um bom caráter, de um coração que ama, partindo do principio que nem sempre conseguimos fazer o melhor por nós mesmos.
    É tarefa demasiadamente exaustiva e inglória querer compreender a natureza de um SER perfeito, se nem mesmo conseguimos compreender a nós mesmos em toda a nossa complexidade ou aqueles que são tão humanos quanto nós.

    A última Lei de Shemer (2002) não disse a última palavra sobre Deus, apenas revelou com sinceridade a sua incapacidade de distinguir uma inteligência suficientemente avançada, de Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que incapacidade? As coisas espirituais são discernidas pela faculdade do espírito.

      Excluir
  12. Gabriel, muitas vezes eu oro dizendo a Deus que preciso de que ele se revele a mim como um Pai. Eu também tenho dificuldades de lidar com a imagem de Deus divindade, talvez porque ainda não consegui exorcizar completamente o deus que me foi apresentado e talvez nunca vá conseguir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gui. Não compreendo suas palavras a forma mais perfeita de Deus e a do Pai. Gerador, guardador, auxiliador, educador, severo e amoroso. Não importa se o filho é rebelde ou obediente se renega ou aceita um Pai perfeito é tudo isso para todos os filhos.

      Excluir
    2. Gabriel, quando penso em Deus divindade, penso no criador e quando penso em Deus Pai, penso nele com todos os atributos que você citou e mais... Entende? É aquela questão que escrevi: ainda tenho resquícios do deus que me apresentaram.

      Excluir
  13. Edu, veja que Caio atribui a religião o projetar um deus enganoso, embora no seu texto ele tenha como frágil o argumento dos dissidentes: " São os ateus da Bíblia. De fato são anti-biblos muito mais do que ateus; posto que todo ateísmo deles se baseia num fato: Deus se revela na Bíblia, e, portanto, se se prova que a Bíblia tem “imperfeições”, ou que se tem um choque entre o V.T. e o Novo, então... ambos são mentira; e, assim, “Deus” é negado [...]

    Eu entendo que o caminhar com Deus exige o maná diário, uma busca constante da Sua presença, porque como diz Paulo, a nossa luta não é contra carne e sangue. Sem dúvidas, espíritos malignos vivem a nossa volta buscando nos desviar da fé em Deus. E muitos não estão dispostos a lutar, ceder a descrença parece mais fácil.

    Por outro lado, aumentando o saber, muitos se afastam de Deus, crendo que a sabedoria humana lhes basta.

    ResponderExcluir
  14. Roz, infelizmente tenho que lhe dizer mais uma vez o que penso: você foi machucada, escandalizada, não teve as respostas das suas demandas e hoje transmite um ódio até certo ponto explicável, da religião, essencialmente da evangélica e envolve todos os pastores e líderes no mesmo pacote, o que não é justo.

    Você disse: "Mas Guiomar, como assim fontes históricas que não podem oferecer nada além de suposições??? Voce com isto diz que a bíblia é baseado em algo que se pode provar e gostaria muito de ver tais comprovações. Me pergunto como e em que vc se baseia para dizer que a HISTÓRIA não passas de investigação teórica. Guio, por favor né? Este trecho sequer merece ser comentado!"

    Minha querida, em termos metafísicos, a prova incontestável é para aquele que teve experiência do gênero, outros pareceres, não passam de suposições teóricas.

    Quanto a história bíblica ou não, temos historiadores que investigaram e investigam os fatos. Existem inúmeros documentários que provam a realidade de histórias bíblicas, tanto quanto seculares.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Considerar ciência e história como suposição e a bíblia como a única fonte incontestável, me desculpe, endosso o que o Mirandinha disse:´}E ser intelectual de um livro só e um livro nada confiável. aliás, um livro bem controverso.

      Excluir
  15. Matheus, " Penso que o texto da Guiomar generalizou de certa forma o ateísmo a um grupo de pseudo intelectuais que tomou conta das redes sociais."

    Fui bem clara, tanto o Caio se refere aos dissidentes das igrejas, como eu me refiro e especialmente a aqueles que vivem vomitando ódio via internet.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que são exatamente os neo-ateísta. Por favor, reformule seu texto, não é feio dizer que misturou tudo na intenção de falar algo que acrescenta. Se você me disser que tem ateístas espumando ódio e mostrar eles, eu retiro minhas palavras em relação a "generalização". Pois eu acompanho muitos grupos que se dizem "ateístas", e que de fato não passam de neo-ateístas que não sabem nem o que dizer, apenas querem aparecer. E isso, sem medo, deve representar um percentual muito grande, para não dizer todo da rede.

      Desculpe, a ideia foi boa, mas faltou observar um pouco mais o contexto e a atualidade. E sobre isso não há nem o que discutir. Basta observar e vai perceber, que ateísmo é diferente, e o que você fala, e os exemplos que trás das redes, não são de ateístas.

      Excluir
    2. Matheus será que não está claro aqui? "São “ateus” que um dia foram “crentes” ludibriados e que agora vazam sua raiva e ressentimento contra tudo o que se chame Deus!
      Com o advento das comunicações de nível global, e com o que a religião no ocidente vem fazendo – num espetáculo de blasfêmia quase sem precedentes históricos – e que se tornou escândalo mundial [...], os que antes “obedeciam por medo”, hoje levantam as mãos aos céus em acusações contra “Deus” – que, no caso, é apenas uma “projeção” da religião do engano." Caio Fábio.

      Eu não tenho nenhum problema em me retratar querido, acho isto muito digno. Mas não vou te citar nomes (se é o que você quer dizer com mostrar eles)

      Excluir
    3. Enfim, ainda assim vejo no texto uma generalização.

      Mas paciência, quem tem olhos vê o que esta a sua frente, e nas letras é necessário mais que olhos para entender o que elas expressam.

      Excluir
    4. Ainda bem que você sabe disto. Meu filho mais novo as vezes me fala: mainha, tu precisa ser mais clara, ninguém advinha o que está na tua cabeça kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  16. Mirandinha "Embora não possamos provar uma negativa, posso argumentar que não podemos provar que existe Ìsis, Zeus, Deus, Apolo, Brahma, Ganesh, Alá, Jeová ou mesmo o Monstro de Lock Ness. Mas a incapacidade de provar a inexistência desses deuses de maneira alguma os tornam objetos legítimos de crença. Quanto mais de culto. A runúncia do Papa Bento XVI vai fazer muito crente refazer seus conceitos, pois o ônus da prova lhes pertence."

    O inverso também é verdadeiro, com a vantagem para o teísta de que ele tem suas próprias provas pessoais de que Deus existe.

    ResponderExcluir
  17. Edu, o cristianismo sempre valerá a pena quando vivenciado, tomando por modelo o próprio Cristo. Infelizmente, nosso pecado é um entrave para que não sejamos semelhantes a Jesus em tudo, e esta dessemelhança tem levado milhares a não acreditarem que Ele está em nós.

    ResponderExcluir
  18. Quando eu me torno uma cavalgadura bípede ninguém chama a culpa para si.
    Me recuso a desenhar.

    ResponderExcluir
  19. Roz, você volta a por escrita nas minhas linhas?

    "Considerar ciência e história como suposição e a bíblia como a única fonte incontestável, me desculpe, endosso o que o Mirandinha disse:´}E ser intelectual de um livro só e um livro nada confiável. aliás, um livro bem controverso."

    Leia melhor meus comentários querida. Eu estaria negando até a própria bíblia que nos indica que a ciência aumentaria e nos incentiva a estudar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Guiomar, foi vc comentou isto não foi? Minha querida, em termos metafísicos, a prova incontestável é para aquele que teve experiência do gênero, outros pareceres, não passam de suposições teóricas.

      E então?

      Excluir
  20. Nobre Amiga Guiomar,

    "Provas pessoais de que Deus existe"... Ok... Podes até ter as suas, mas como você mesmo diz, é pessoal, é sua e não serve para outros, caso contrário seria coletiva rsrsrsrsrss Mas isso os ateístas também tem, provas pessoais de que Deus não existe, assim como eu tinha provas pessoas que o Papai Noel existia, afinal eu ganhava presentes todos os anos... O coelhinho da páscoa também, pois nunca fiquei sem meus chocolates.

    Prova pessoal é uma argumentação muito fraca. Embora eu creia na existência de um Força Motora Inicial Inteligente, e por motivos culturais até a chame de "deus", eu nunca iria fazer uso de "provas pessoais" para fazer uma defesa de crença.

    ResponderExcluir
  21. Nobres Amigas Guiomar e Rozana,

    Uma coisa é certa, ninguém pode afirmar certezas, e nesta discussão de fontes, comprovações sobre existência e inexistência, nós estamos diante de um espada de dois gumes. E ninguém há que possa sem sombras de dúvidas dizer que uma coisa é mais ou menos incoerente que a outra, quando nos referimos a crenças e descrenças.

    Os contra-argumentos são como espelhos, dá pra usar exatamente os mesmos, é só mudar o vetor. Vocês utilizam os mesmos argumentos para refutarem uma a outra, apenas mudam o foco, a direção. E isso resulta em uma guerra interminável, que muitos filosofos e teologos travaram a séculos, e ainda travam, sem um resultado que prove alguma coisa. Apenas sofismas e mais sofismas.

    Cheguei a conclusão que a vida é muito boa e rápida para que tente provar alguma coisa. Se existe ou não, busco dar sentido a minha vida, e eu decido o que é para mim uma verdade, independente de que para os outros seja uma mentira. E partindo desta linha de raciocinio, você tem seu Deus Ideal, eu tenho o meu, e cada desenvolve o seu, seja externamente ou internamente, seja com nome ou sem nome, seja por meio da religião ou fora dela, seja cristão ou muçulmano, seja o que for o homem, ele tem em si uma convicção, que trás sentido a sua vida. Não pense que não crer, lhe faz alguém que não vê nenhum sentido na vida. É apenas uma opção, não crer em um Ser que algumas pessoas idealizaram.

    ResponderExcluir
  22. Matheus, somos diferentes... A bíblia passou a ser real para mim quando eu fui além da letra. Tratando de coisas espirituais eu exijo vivenciá-las para que elas me sejam fidedignas. Muitas das minhas experiências são coletivas amigo kkkkkkkkkkkkkk

    Quanto a você dizer que o ateu pode provar a não existência de Deus, é raro, não li, nem ouvi, nem um ateu afirmar tal coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas ninguém falou em provar. Pois "provas pessoais não existem". Ironicamente, apenas quis dizer que sua fraca argumentação pode ser usada por qualquer um, até por aqueles que acreditam na Cinderela.

      """Podes até ter as suas, mas como você mesmo diz, é pessoal, é sua e não serve para outros, caso contrário seria coletiva rsrsrsrsrss Mas isso os ateístas também tem, provas pessoais de que Deus não existe, assim como eu tinha provas pessoas que o Papai Noel existia, afinal eu ganhava presentes todos os anos... O coelhinho da páscoa também, pois nunca fiquei sem meus chocolates."""

      Como disse o Altamirando, "não vou desenhar".

      Excluir
    2. Engraçado que você só falou em coletividade, depois da comparação entre algo pessoal e coletivo. Quanta desonestidade intelectual hein???

      'a vantagem para o teísta de que ele tem suas próprias provas pessoais de que Deus existe"

      Parei, se for para ficar lendo sofismas, vou ler a Protagoras!

      Excluir
    3. Você julga desonestidade por sua interpretação e conceito de quem você não conhece. Eu falei em coletividade por seu próprio comentário.

      A medicina só aprova um remédio depois de comprovada a sua eficácia...

      Excluir
  23. Dentre os ateus brasileiros existem dois que são dignos pelo menos da minha admiração: Dráuzio Varela e Ricardo Boechat. Estes sim, souberam interpretar, como pessoas inteligentes que são, a cartilha dos bons modos, educação e respeito devido ao outro.

    Apesar de não esconder de ninguém sua crença, são polidos e articulados ao ponto de serem agudos em sua convicção, exercendo certa influência em seu meio, e ao mesmo tempo dóceis e carismáticos ao ponto de merecerem os aplausos até de quem descorda de seus pontos de vista.

    No minha singela opinião, (não me levem a mal, por favor) As palavras agressivas e as vezes até certo ponto inoportunas, deve-se primeiramente ao deslumbramento provocados pela aparente popularidade que a pessoa obtém dentre seus pares. O que é de se lamentar. Pois queira pessoalmente ou virtualmente, a política do bom convívio com o outro vem do berço, a não ser que o meio em que vive seja determinante para a formação do seu caráter. Aí já seria caso de levantar um "Q" de dúvida quanto a harmonia existente entre esse grupo.

    No mais, endosso as palavras sábias do Matheus. Não existe melhores pessoas para se discutir temas de ordem existenciais do que os ateus.

    ResponderExcluir
  24. É Matheus,
    Agora você achou tampa para seu penico."Provar a existência de Deus através do inconsciente coletivo". Santo Daime?
    He, he, he... Vivendo e aprendendo.
    Em seu livro, "Por que as pessoas acreditam em coisas estranhas", Michael Sherman não arguiu sobre esta vertente.

    ResponderExcluir
  25. Errata

    Leia-se "discorda" no lugar de "descorda"!

    ResponderExcluir
  26. Nobre Amigo Altamirando,

    Eu tive uma única experiência com Santo Daime por meados de 98... Uma péssima experiência rsrsrsrsrsrs Me disseram que a experiência foi ruim porque participei da cerimônia mal intencionado, e assim atrai coisas ruins.

    Quanto ao uso do "coletivo", na verdade foi apenas um meio de exemplificar o que é uma "experiência pessoal" no todo, nada, simplesmente nada rsrsrsrsrsrs

    Nunca levei nada a sério, por alguém dizer "eu senti", "eu fui tocado", "eu vi", não sou muito destas ideias... Penso que as coisas devam ser mais racionais, por isso gosto muito de Spinoza, Anselmo e também algumas argumentações de Aquino... Agora, essa coisa de "prova pessoal", mesmo que em suposição as tivesse, só serviriam para mim, e nunca para os demais amigos... PESSOAL É PESSOAL... kkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  27. Matheus,
    Fiz o último comentário me dirigindo a você mas alfinetando a Guiomar quando ela lhe enviou aquela bomba:

    "Matheus, somos diferentes... A bíblia passou a ser real para mim quando eu fui além da letra. Tratando de coisas espirituais eu exijo vivenciá-las para que elas me sejam fidedignas. Muitas das minhas experiências são coletivas amigo kkkkkkkkkkkkkk

    Quanto a você dizer que o ateu pode provar a não existência de Deus, é raro, não li, nem ouvi, nem um ateu afirmar tal coisa."

    Para ela, através do inconsciente coletivo ela prova a existência de Deus. Você como ateu é o único a afirmar que prova. PESSOAL É PESSOAL...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não disse jamais para ninguém que provo a existência de Deus. A minha fala está clara: "A bíblia passou a ser real para mim quando eu fui além da letra. Tratando de coisas espirituais eu exijo vivenciá-las para que elas me sejam fidedignas", apenas respondi a Matheus, falando mais claramente, que milhares de outras pessoas já vivenciaram experiências iguais ou semelhantes as minhas.

      Eu só tomo remédios que foram aprovados pela medicina...

      Excluir
  28. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  29. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  30. Guiomar, foi vc comentou isto não foi? [[Minha querida, em termos metafísicos, a prova incontestável é para aquele que teve experiência do gênero, outros pareceres, não passam de suposições teóricas.]] (GUIOMAR)É SÓ VC OLHAR MAIS ACIMA EM SEUS COMENTÁRIOS ou melhor, basta ler o texto, que nele vc já diz isto!

    E então?

    ResponderExcluir
  31. Matheus, quando foi que vc viu eu tentando provar algo aqui? rsrs apenas questiono e Guio o porque da bíblia ser a ÚNICA fonte quando ela afirma em seus texto que a história e a ciencia, ante a bíblia não passam de "meras investigações teóricas" como se a bíblia é que não fosse "isto": [[ Percebo que os novos “ateus”, na sua grande maioria buscam fortalecer suas conclusões a respeito de Deus e do cristianismo em fontes apenas filosóficas e históricas, que apesar de preciosas, não podem oferecer além de conclusões baseadas em investigações teóricas."]] (Guio)

    Aí é foda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Continuo dizendo: refiro-me a experiências espirituais, subjetivo...

      Excluir
  32. Guio, vc diz: "Roz, infelizmente tenho que lhe dizer mais uma vez o que penso: você foi machucada, escandalizada, não teve as respostas das suas demandas e hoje transmite um ódio até certo ponto explicável"

    ódio Guio? Acho que vc não me conhece de fato! Não tenho ódio, tenho indiferença, não respeito, tenho ideias contrárias, mas, falar que odeio? Não! Como posso ter ódio de algo que só me fez mal assim como faz a tantos outros milhões? Como posso odiar algo que leva pessoas que eu gosto e me desprezarem e me odiarem, ou mesmo não me desprezando e nem odiando, insistem em dizer que eu devo MUDAR PQ VIVO EM PECADO? Como posso odiar algo que quer que eu lute contra o que sou para ter "comunhão e ser salva pelo deus" que em mim (antes que nascesse), plantou tais desejos e "me fez como sou" e insiste que eu abdique de tudo que ele mesmo plantou em mim para que me salve (salvar de que? nem quero ser e não preciso ser salva).

    ódio Guiomar? Vc acha mesmo que tenho motivos para ter ódio? SIM! TENHO!!

    Mas eu não sei odiar, apenas sei desprezar. E é o meu desprezo que a religião tem de mim e seu deus também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois querida, sua réplica mais uma vez evidencia toda amargura e ódio que você nutre pela religião e seus afins.

      Quando você diz que Deus plantou em você tais desejos, você deixa clara a sua eterna guerra contra o deus que lhe apresentaram que não é o seu feitor. Aquele que te conhece desde que você era um ser informe no ventre da sua mãe, mas que não colocou nada errado em você e sim capacidade de escolhas. E te ama assim como você é.

      Excluir
  33. Agora aqui Guio, vc realmente não só generalizou, como foi descuidada ao afirmar que: eu me refiro e especialmente a aqueles que vivem vomitando ódio via internet.

    Ora ora ora Guio! O que apresenta seu texto? Alguns trechos de um texto do JL, um trecho do vômito do Caio Fábio que, vc degustou ambos e regurgitou aqui com um breve acréscimo, ou estou errada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô sua rebelde desviada da sagrada igreja L&M, enfim você deu as caras (e as asas) né??

      Como diz o ditado, a boa filha, à casa torna...

      E um dia eu vou conseguir entender todo esse ódio que você tem pelo Caio F. Acho que já te perguntei isso, mas como eu não entendo, creio que o que você me disse não me esclareceu o fato...hehhhh

      Excluir
    2. rsrsrs é um mistério Edu, mas, não tenho ódio do Caio também uhauhauhauahuaauhauhauhauahuahuahauhau

      Excluir
    3. Não querida, eu apenas ajuntei Caio e J.Lima endossando o que penso. Antes de conhecê-los eu professava a mesma fé.

      Excluir
  34. Gui,

    esperava uma resposta com mais conteúdo para as minhas perguntas sobre do porquê tantos crentes terem deixado a igreja e se tornado ateus.

    Sem dúvidas, espíritos malignos vivem a nossa volta buscando nos desviar da fé em Deus. E muitos não estão dispostos a lutar, ceder a descrença parece mais fácil.

    "Sem dúvida"? Mas quem pode afirmar alguma coisa sobre crenças religiosa "sem dúvida"? ao contrário, o que mais há são dúvidas!!

    O mercado editorial cristão está cheio de livros que buscam ensinar aos crentes a resolverem suas dúvidas quanto a problemas com a interpretação oficial evangélica da bíblia. O que mais existe na cabeça de crente são dúvidas.

    Mas eu vou te indicar um bom livro com bons argumentos de defesa da fé cristã: "Não tenho fé suficiente para ser ateu", da editora Vida.

    Ele não prova a existência do deus cristão além de qualquer dúvida, os próprios autores reconhecem que nos argumentos de defesa da crença cristã, existem lacunas que só podem ser preenchidas com fé e não argumentos. Mas no geral é uma boa leitura para te fazer mais familiarizada nesse campo da apologética, que creio você procura entrar.

    Aliás, o livro é até recomendado para os ateus da nossa igreja L&M.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edu, a algum tempo atras eu li este livro. Realmente poderia ler novamente.

      Não é questão de optar por uma resposta fácil, além de toda a gama de problemas que nos foram trazidas com a apresentação de um deus segundo a imagem e semelhança do homem, temos sim, espíritos malignos que trabalham incansavelmente para negar a existência de Deus ou fortalecer a ideia deste Deus criado a imagem e semelhança do homem.

      Excluir
  35. Mas eu gostaria que os confrades enfocassem o tema principal que creio o texto da Gui nos apresenta:

    Por que um crente se torna ateu?

    e consequentemente, podemos estender a pergunta:

    Por que um ateu se torna crente?

    creio que a discussão ficaria mais profícua, pois será um tema ainda não discutido por aqui.

    ResponderExcluir
  36. GUI

    Já que você, para abalizar seu texto, trouxe a fala do Caio Fábio, eu gostaria de fazer um contraponto trazendo à baila, o “herege” da vez, Ricardo Gondim, que foi esculachado pelo Dono do “Caminho da Graça”, como um BUNDÃO.

    Na entrevista do Futura, levada ao ar em dezembro de 2011, Gondim defendeu o diálogo entre religiosos e ateus porque, para ele, as religiões não podem se colocar como “donas da verdade”. “A verdade não pertence a uma tradição religiosa.”

    Gondim é um crítico do movimento neopentecostal brasileiro, “um sub-grupo do cristianismo”, conforme diz. Em 2010, ele escreveu que teme que o Brasil se torne um país de maioria de evangélicos porque haveria uma catástrofe cultural. “Como os novos puritanos tratariam Ney Matogrosso, Caetano Veloso, Maria Gadu?”

    Ele citou um teólogo para dizer que os ateus éticos estão conectados ao divino, porque “Deus vai além da ideia de Deus”.

    FONTE:
    http://www.paulopes.com.br/2012/01/pastor-gondim-afirma-que-ateus-tem-de.html#ixzz2LJP4I1Aq

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. “Deus vai além da ideia de Deus”.
      Isso faz muito sentido é bonito e combina com a ideia de DEUS.

      Excluir
  37. Levi, eu sou admiradora do Gondim, tenho livros dele e já o ouvi muitas vezes e visito, ainda que raramente o seu blog.

    Concordo com ele quando diz que nenhuma religião é dona da verdade. Existe uma verdade que é Jesus. Para você eu posso está me contradizendo, mas se pensarmos bem, vemos que todas as religiões têm o mesmo Deus visto de formas diferentes.

    Eu conhecia esta afirmação dele: "teme que o Brasil se torne um país de maioria de evangélicos..." concordo plenamente, ele sabe que infelizmente, temos religiosos na sua grande maioria e não seguidores do evangelho de Cristo... Seria um desastre, principalmente para os verdadeiros evangélicos.

    Levi é pena que ninguém percebeu que eu trouxe o mestre Orígenes. Vou buscar o João Cirilo kkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Levi, confesso que falei uma bruta besteira quando disse: "mas se pensarmos bem, vemos que todas as religiões têm o mesmo Deus visto de formas diferentes."

      Realmente na hora que escrevi, esqueci que "existem" trilhões de deuses.Pensei nas poucas religiões que conheço.

      Excluir
  38. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Isto aqui esta parecendo o "muro das lamentações" rsrsrsrsrsrsrs assim não rola... Uma troca de comentários pessoais que esta sendo até ridículo...

    Alguns amam a Deus, isto é lindo, e se outros odeiam, o que há de errado? Acaso que liberdade temos? Somos obrigados a amar tudo, porque os preceitos morais dizem ser mais bonitinho?

    Porque essa necessidade de ficar afirmando que fulano ou ciclano tem ódio? Porque essa necessidade de ficar apontando o que um faz ou deixa de fazer, falar ou acreditar... Poxa, este texto foi horrível... Sem o minimo de conteúdo para se debater, e a prova esta aí, perdemos o nosso tempo a falar do Caio, da Anja, da Guiomar, dos ateus e por aí vai... Se tiver dois ou três comentários que se aproveite para alguma reflexão é muito.

    Não é radicalismo não, é só lerem todos os comentários e perceberão que tudo se tornou uma disputa pessoal... To fora, no próximo podem me chamar, ou não também, não ficarei bravo.

    E se quiserem responder a este comentário, me julgando, me acusando ou justificando o que não se justifica, sintam-se a vontade. Não ficarei ofendido com ninguém, até porque estou fora desta disputa.

    Eduardo, talvez o motivo principal pelo qual os crentes se tornam ateus, se deva ao fato de perceberem as charlatanices da fé, o comportamento intolerante dos fieis, a extrema propriedade da razão, e por aí vai... A instituição, a cada ano, vai aos poucos matando a ideia da existência de Deus, por meio dos seus joguinhos que visam cifras, status e poder.

    Aqui dou por encerrada minha participação neste fórum.

    Não sintam-se ofendidos, pois esta não foi a intenção. A partir do momento que você afirma que um esta espumando ódio, já não é mais observação, e sim julgamento. E aqui ninguém é santinho ou santinha para exercer este papel.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  39. Gente , conosco o Donizete kkkkkkkkkkk

    Confissões.

    As clássicas tentativas de provar a existência de Deus, principalmente as de Tomás de Aquino, Anselmo, Descartes e Kant, em nada contribuíram. Pelo contrário, teve efeito colateral. Pois despertou os ateus do seu sono.

    Não é possível provar a existência de Deus por vias naturais ou à nível da razão humana. Por isso é que suas engenhosas argumentações sucumbem ante as conspirações opostas à sua existência.

    Sim. Tudo conspira contra essa realidade metafísica. Tudo desmente sua existência. Mas em meu íntimo mantenho firme esta convicção: Deus existe! Proclamo essa verdade, sou fascinado por ela, tem caráter absoluto.

    Não nego ser um eterno desiludido com as concepções clássicas de Deus! Por isso procuro a síntese das ambiguidades que envolvem o seu ser.

    Continuo possuindo uma consciência de Deus! Isto é, eu reconheço que habito em um universo que exibe as impressões digitais de Deus.

    Apesar de fazer sistematicamente revisões do meu credo, eu não posso recordar sequer de um período de minha vida em que tenha pensado que a realidade não possuía divindade. Minha convicção foi, e ainda é, de que existe alguém no controle do cosmo, que participou de sua criação e que pode exigir alguma coisa de minha vida.

    Mas Deus não é demonstrável, Ele se afirma como um paradoxo. O inexplorado, o inédito, o desconhecido encontram-se nele de forma inesgotável. Quanto mais pensamos conhece-lo mais misterioso Ele se apresenta.

    Entretanto creio a despeito do que vejo. Creio apesar do que sei. Creio contra a observação e a razão.

    A repulsa que muitas vezes me acomete, não é em relação ao eterno. Mas sim em relação ao Deus que inventaram para mim e diante do qual organizei a minha vida por um bom tempo. Esse para muito pouco serviu.

    ·

    ResponderExcluir
  40. Eu já havia rascunhado um comentário mas o Matheus foi mais rápido no gatilho. Concordo em gênero número e grau.

    Guiomar, e todas as pessoas que pensam como você. Perca esta mania de perseguição e descubra o significado do palavra "ATEU".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mirandinha, não é mania de perseguição, veja os comentários nos blogs, e grupos e veja como os "novos ateus" tratam os cristãos, a igreja... Além de que não estamos falando de ateus, até porque eu não conheço nenhum aqui na internet, o tema foi sobre os novos "ateus".

      O texto está horrível, mas parece que os noventa e cinco comentários foram feitos por cada um de nós... Estava meio parada a confraria rsrs

      Excluir
  41. Mas Gui, esse deus segundo a imagem e semelhança do homem, é o deus da Bíblia...

    ResponderExcluir
  42. ei, que negócio é esse? não abandonem o debate. qual o problema Math, de alguém dizer que o outro sente ódio de alguém ou de alguma coisa? em que isso ofende? ora, quem pergunta quer saber. quem afirma, deve provar a verdade do que diz.

    eu estou indicando um bom caminho para essa discussão, mas só o Math respondeu. Mas Math, se um crente vê a instituição indo pro brejo, porque ela deveria pensar que Deus está indo junto? será que esses ateus novos foram tão burros em identificar de forma absoluta Deus com a instituição humana da igreja?
    creio que a resposta vai além disso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, não souberam fazer a separação entre Deus e a instituição humana. Quando você conversa com os novos "ateus", eles sempre começam ou terminam por trazer a tona as suas revoltas contra líderes e o sistema, nada mais consistente, ou talvez isto seja mais consistente do que possamos imaginar.

      Excluir
  43. Ok Edu, sendo deus uma criação do homem, como pode-se separar deus do homem e deus da igreja inventada pelo homem? (dando pitaco na pergunta que vc fez ao Matheus)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vontade é de excluir este comment, mas deixa pra ver no que dá rsrs

      Excluir
  44. Edu meu caro,

    No meu entender não há debate, o texto da Guiomar não tem consistência. Me desculpe a Guiomar, mas ela copiou opinião de crentes enrustidos com mania de perseguição que odeiam aos que abdicaram congregar sua fé.
    Vou tentar responder sua pergunta baseando na minha alta..ignorância.
    _"Por que o crente se torna ateu".
    Não preciso da ajuda dos universitários para saber que quando um indivíduo acredita em um sistema político, religioso ou econômico e este sistema não lhe traz resultados palpaveis que atende aos seus anseios, é claro que o indivíduo se desligará dele. Então o crente se torna ateu por desilusão, falta de evidências ou promessa vã.
    Edu, ateu não se torna crente. Há uma migração de crentes para diferentes denominações cristãs, mas para o ateu se tornar crente só se perder a memoria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que pode ocorrer é um "crente enrustido" voltar a ser crente assumido.

      Excluir
    2. Mirandinha, eu ajuntei Caio, Orígenes e o J.Lima, exatamente porque concordo cem por cento com o que eles escreveram, no entanto, querido, antes que eles existissem na minha vida, eu sou evangélica e creio no que prego. Apesar do sistema, das promessas mentirosas de empresários da fé, eu permaneço na fé, porque ela tem me trazido respostas necessárias para o meu espírito. Eu nunca me pautei por homens, por dogmas humanos, mas pela minha comunhão com Deus, portanto, eles nunca serão um motivo para que eu venha descrer do que é real na minha vida.

      Gostaria de lhe comunicar que o J.Lima, se desvinculou do sistema que para ele não funciona, portanto, seu julgamento sobre ele é equivocado. Mas ele permanece em Cristo.

      Excluir

  45. Aqui na “Logos & Mythos” tem de tudo:

    Ateu fazendo oração.
    Crente virando ateu.
    Crente horrorizado com ablasfêmia de supostos ateus .
    O pastor Gondim irritando o Pastor Caio Fábio que o chamou de “bundão”.
    Crente dizendo que “todas as religiões têm o mesmo Deus visto de formas diferentes” .
    Crente enrustido voltando a ser crente assumido.
    Uma salada indigesta que já afugentou o Matheus.

    (kkkkkkkkk)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Embora ele tenha misturado nela as suas frutas kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  46. "Ateu não se torna crente"

    "crente enrustido voltar a ser crente assumido"

    Se vocês querem discutir o que propus nesses termos, melhor mesmo acabar logo com o debate. Esperava mais de vocês.

    ResponderExcluir
  47. o texto da Gui busca debater a questão do ódio que alguns ateus manifestam e isso é digno de debate, pois o ateu autentico é racional. Ateu com ódio é uma aberração do ponto de vista cientifico, filosófico ou religioso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ateu, como eu disse, não tem ódio, tem desprezo Gabriel. Desprezo, apenas isto.

      Excluir
    2. Exatamente Gabriel, mas eu já esperava mais ou menos este resultado, porque não existem "ateus" na net. Pelo menos eu não conheço nenhum.

      Excluir
  48. Esses ateus sentem tanto desprezo que fazem questão de todo dia mostrar o tal desprezo pelo seu "Pai celestial ausente"; se isso não for ressentimento, seria o quê? Levi explica...

    Ai o cara fala tão mal de gay, fala toda hora, todo dia, que podemos dizer que isso é uma projeção, que ele está atacando no outro o que ele não consegue admitir em si mesmo;

    Será que com ateu que vive falando mal da religião e de Deus seria diferente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, Edu

      Não sou eu. É Freud quem diz, pela pena da escritora e poeta Maria Rita Kehl (doutora em psicanálise pela PUC): “o ressentimento expressa a tentativa do ‘EU’ de evitar confrontar-se com sua própria covardia e com os prejuízos que ela lhe causa. A agressividade ‘renunciada’ retorna no ressentimento, sob a forma de acusação moral contra os outros ― uma modalidade disfarçada em nome de ‘altos ideais’ propagados por este ou aquele que se considera moralmente superior a todos os que o rodeiam, mas não consegue evitar de se sentir prejudicado por sua nobre escolha”. [RESSENTIMENTO – Clínica Psicanalítica. Editora Casa do Psicólogo – páginas 59 e 62]

      Na psicologia Junguiana, também, há algo que merece profunda reflexão:

      “Somos levados ao ponto de exaustão pelo ideal de ego para ser diferentes do que somos. Esforçamo-nos para criar exatamente a persona que acreditamos que nos trará a aprovação e o reconhecimento que desesperadamente precisamos”.

      CONCLUSÂO:

      Nenhum time ganha os três pontos correspondente a uma vitória. No empate cada um leva apenas um ponto. Sabe como é, Edu? No empate saem todos da arena em silêncio. (rsrsrs)

      Excluir
    2. Eu creio que nos casos dos novos "Ateus", isto é transparente...

      Excluir
  49. Exatamente, empate. Não vitória.

    E Levi, sem essa de "ajugentou", apenas não vou perder meu tempo com romances em que nem participando estou kkkkkkkkkkkkk Querem se amar, lavar a roupa, que lavem, mas me deixem fora... Depois das coisas resolvidas eu apareço por aqui para tomar um café. kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra quem não ia perder tempo Matheus... Você parece está gostando da salada kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. Nobre Amiga Guiomar,

      O que vc pensa ou não a respeito de me manifestar ou não, é de pouca importância. Quando não há o que debater, pela falta de fundamentos, resta a salada, que por sinal é filha da sua incapacidade de nos fazer debater.

      Melhor não cutucar quem esta quieto, aproveita e vai ler um livro, ver um filme.

      Excluir
    3. Você precisa aprender a não subestimar as pessoas e nem agir com presunção. Se ferrar pô!

      Excluir
    4. Matheus, mas bem que você comentou um bocado em?
      Eu leio 66 livros constantemente, e ainda não consegui saber bem, um sequer... kkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    5. Enquanto isto, estou dando milho aos pombos...

      Excluir
  50. Eduardo, meu último comentário agora vai pra vc, pois, quando vc pede para que abordemos o texto dizendo crer que a chave do texto está no questionamento do porque um crente "virar ateu", me preocupa demais ou aliás, me mostra do porque as vezes eu e vc discordarmos tanto em temas tão simples e de certa forma, com apenas um modo de ser visto e interpretado. É que vc sempre procura ver por uma ótica impossível e imaginária, aqui na sala talvez seja para tentar resgatar algo no texto para evitar seu naufrágio iminente e inevitável, o que é louvável, afinal, vc como o pastor-mor da sala, deve zelar pelo bom andamento do “culto”, mas noutros temas que, tal qual este texto, é impossível de se ter outra vista a não ser a que já vem explícita nas linhas e entrelinhas do texto é uma missão inglória e muito complicada né Edu? Quando vc diz:
    ”Mas eu gostaria que os confrades enfocassem o tema principal que creio o texto da Gui nos apresenta:

    Por que um crente se torna ateu?


    Eu vejo aí uma tentativa frustrada de por no texto o que não há e talvez até mesmo plantar uma semente de questionamento na Guio, que, em momento algum pensou fazer deste questionamento a chave de seu texto.

    Eu te pergunto Eduardo, onde é que vc viu em uma linha sequer no texto tal questionamento?

    A única coisa que o texto apresentou foram acusações lamuriosas de que um ateu “espuma ódio e agride cristãos e a deus” sem motivo algum aparente, afinal, deus é deus e existe “baseado em experiências pessoais” (que não se podem provar) e que, além de pessoais, são coletivas. Então, um ateu (neo-ateu) que teve suas experiências pessoais de que deus não existe, está fora de contexto, está alucinado e espumando ódio em seu engano, pois nunca se converteu, nunca teve um encontro com deus, nunca conheceu (experimentou) deus, e por medo (ou outras intenções) tentou ser convertido (ou convencido) mas, não aguentou a dura e árdua tarefa de servir ao criador sem precisar nada receber em troca, foram ludibriados e, hoje se valem de bases HISTÓRICAS (que 2° a Guio de nada valem) para “vomitar” seu ódio espumante contra deus e os cristãos. O que mais o texto apresentou além disto Eduardo? O QUE MAIS???????

    NADA! O texto nada trás, além disto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Eduardo: "Esses ateus sentem tanto desprezo que fazem questão de todo dia mostrar o tal desprezo pelo seu "Pai celestial ausente"; se isso não for ressentimento, seria o quê?" (???)

      Eu disse um ateu e, mais particularmente, eu e, a menos que vc esteja mesmo se referindo a mim em sua fala "geral"(?) ela não faz sentido algum, porque eu não estou tendo tempo nem para minhas exibições fantásticas (rsrs) vou perder tempo brigando com deus? Ou seria brigando comigo mesma numa tentativa de, como disse o Levi, criar exatamente a persona que acredito que me trará a aprovação e o reconhecimento que desesperadamente preciso? (será mesmo que é isto que tenho buscado e não teria eu outras formas de faze-lo senão "vomitando ódio contra deus"? Ou como disse o Doni, o deus que inventaram pra mim?)

      Penso eu que vc, ao se referir assim a mim, não tem percebido que as minhas muitas aparições que são infinitamente mais ousadas e fantásticas que “vomitar ódio diariamente” estão cada vez mais escassas e raras e vou perder meu tempo fazendo o que vc me atribui? Apenas deixo minha opinião quando, estando presente, ela faz-se necessária e, sendo o tema religião e deus, “BASEADA EM MINHAS EXPERIENCIAS PESSOAIS” (como diz a Guio) e que não são coletivas, tenho plena convicção de que, deus não existe, aquele bastardo!

      Anja

      Excluir
    3. Uai Roz, nunca vi nesta confraria um assunto não levar a outro no mesmo tema. E parece que todos nós gostamos do texto, afinal fazia um tempinho que eu não via tantos comentários aqui na confraria.

      Eu não disse em nenhum momento que as "bases históricas" não têm valor, você insiste em escrever nas minhas linhas, eu já escrevi isto para você, que as fontes históricas não têm valor para o que é TRANSCENDENTAL. Eu não sei desenhar também querida...

      Excluir
    4. Guiomar, o transcendental está apenas na sua cabeça! É sua cabeça quem o cria, quem o alimenta e quem a faz ter certeza do invisível.

      Excluir
    5. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkktenho plena convicção de que, deus não existe, aquele bastardo! E quem é o bastardo então?

      Excluir
  51. Edu meu caro, (e os outros confrades também).

    Eu aceitei participar da confraria L&M na intenção de participar de idéias de pessoas com personalidades peculiares e próprias. Se eu quizer saber sobre Deus eu leio a bíblia, se sobre Hitler leio Minha Luta. É diferente de eu querer saber a sua opinião sobre Deus ou Hitler mesmo sendo sua opinião baseada em alguém, mas ela é a sua.Publiquei aqui os títulos; "O Pecado involuntário", "Concessionária do Espírito Santo", "A Importância da Mente", todos baseados em livros lidos, mas minha opinião. Não foi Ctrl c - Ctrl v.
    Todas as vezes que alguém cola opinião alheia e entro com picardias e para evitar isto, estou me abstendo a comentar (como você já deve ter percebido).Para minha presença não ficar mais "afugentável".

    ResponderExcluir
  52. Vixeeeeeeeeeeeeeeeeeee....

    Seria o mundo "wikpedista"???

    Falando nisso, já que o Altamirando citou, se alguém quiser o Minha Luta do Hitler, eu tenho em PDF, é muito bom rsrsrsrs

    Agora, que tal alguém publicar um novo texto, com temas explícitos para debate???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu quero Matheus! Carrega o arquivo lá no grupo?

      Excluir
    2. E no caso do texto da Guio, não é o mundo wik, mas caiofabiano mundo show.

      Não que eu já também não tenha me valido de partes em ctrl+v, absorver pqnas ou grandes partes de pensadores é algo louvável, quando se trata de absorver.

      Excluir
    3. Anja, absorver é uma cois copiar é plágio. Reflete a opinião do outro.

      Excluir
    4. opss quis dizer ctrl + c rs

      pois é Mirandinha, pois é!.........

      Excluir
    5. Copiar, sem citar as fontes é falta de ética. citei cada fonte e as faço minhas. Ninguém tem seu cabedal de conhecimento sem pescar nos rios alheios e formar sua própria lagoa.

      Excluir
  53. Já está na hora, mas que seja um texto de sua própria autoria e que não seja um intelectual de um livro só. Se alguém desejar alguns livros para diversificar os assuntos, teho "A Bíblia do Diabo", "São Cipriano" e "O Ponto Negro". Pena que eles ensinam as mesmas lições da Bíblia. He, he...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk Mirandinha se for e-book, manda estes livros para meu e-mail? anjaarcanja.batzion9@gmail.com

      Vou fazer-me bruxa e lançar uns feitiços aqui rsrs ou quem sabe eu não faça um pacto hauhauhauahuahu

      Excluir
  54. Guiomar, o transcendental está apenas na sua cabeça! É sua cabeça quem o cria, quem o alimenta e quem a faz ter certeza do invisível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A negação dele está na sua amargura contra a igreja, líderes e afins. Agora a salada engrossou kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. Aff fui.......... sem mais! (desde o começo já havia percebido, mas, de teimosa, to aqui perdendo meu tempo)

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  55. Guiomar, sua desonestidade intelectual aliado e um texto "copy-past" como este seu (???) te fez até ter uma perda repentina de juízo ao recusar-se a dar razão que seu texto foi sem objetivo algum e, apesar da tentativa do Edu de dar algum sentido ao texto (e que vc absurdamente e irracionalmente, chamou de "mudança de assunto") me deixa triste não por ter perdido meu tempo aqui, mas, por vc que se mostra a cada dia mais cega (se é que algum dia teve visão)esperando um dia segar algo, um prêmio um galardão, lamento, esperava mais de vc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  56. Eita religião chata é essa chamada de ateíesmo hein. Não somente essa mas toda aquela com perfil fundamentalista. Quase insuportável...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nobre Amigo Donizete,

      Diga "todas" de uma vez kkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. Diante dum texto frívolo e acusativo deste e quem sou chata e fundamentalista sou eu Doni? Não sabia que aqui imperava o corporativismo, é insuportável estar num lugar onde temos de descer alguns degraus para alcançar os demais e, vc me surpreende com seu comentário "profícuo", justo voce Doni? Pra cima de mim? rsrsrs

      Excluir
  57. Ctrl+C - Ctrl+V =

    " Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão pela qual a raça humana ainda não atingiu (e nunca atingirá) todo o seu potencial, essa palavra seria “religiões”.

    ResponderExcluir
  58. Como nos games, aqui foi um finish him do Matheus: "Quando não há o que debater, pela falta de fundamentos, resta a salada, que por sinal é filha da sua incapacidade de nos fazer debater."

    ResponderExcluir
  59. Nobres Amigos Confrades,

    Não é do meu costume ofender e nem emitir argumentações de juízo acerca dos participantes deste Blog e de nenhum outro, embora muitas vezes acabe por cometer esse erro.

    Quando falo em não perder tempo, falo em relação a bater na tecla do existe ou não existe, estou certo ou não estou, sendo o cerne da publicação um assunto completamente "relativo", pois já mencionei antes, a questão das refutações que podem ser as mesmas, desde que se mude o vetor.

    Cansei mesmo, cansei dessa ladainha. Mas nem por isso vou deixar de me pronunciar quando for citado o meu nome. Ou seja, não me pronunciei pelo texto, e sim porque citaram meu nome.

    Essa coisa de descer ou subir degraus Anja, só acontece quando em um debate alguém subestima o oponente, e além de ser muito feio e deselegante, é desonesto. Mas confesso que não é esse o real problema do meu cansaço, porque também cometo este mesmo erro. Infelizmente não senti tesão pelo texto, só isto.

    Penso ser normal isso, não é mesmo?

    Mas se alguém mencionar meu nome, terei que me manifestar, isso é óbvio rsrsrsrs

    Me perdoem os amigos, Eduardo, Donizete, Guiomar e cia, mas é isso ai. SEm ressentimentos, apenas falta de tesão.

    ResponderExcluir
  60. Então Matheus, vc irá se pronunciar já que eu estou lhe mencionando. rsrs

    Quando eu disse ter de descer degraus, de forma alguma quis dizer que sinto ou estou acima de qualquer um desta sala eu de mim mesma quase nada sei e o que sei, tenho aprendido muito com alguns desta sala e, o que eu levo comigo e externo em opiniões em grupos de debates e blogs, é o pouco (e bem pouco) que estudei e, principalmente, meu aprendizado prático na vida. Brinco demais sou por vezes sarcástica, mas sempre em tom de brincadeira, o que não foi o caso da citação que fiz acima e explicitarei abaixo os motivos.

    Pessoalmente penso que a Guiomar equivocou-se e muito em seu texto baseado noutro texto de outro equivocado, ao tentar focar um ódio, mágoa ou ressentimento que acomete os ateus ou "novos ateus". Dizer que agressões partem de lá, mas não de cá, é ser desleal e não querer ver que, "pau que dá em zé, da em mané" e, nesta história não existem santos e pecadores, bonzinhos e mauzinhos, certos e errados.

    Perceba que, em meu primeiro comentário, eu, apesar de mencionar o Caio com rispidez (mas sempre o faço), expus minhas questões sem depreciar o texto em si, e, como resposta, fui acusada de transmitir ódio e, mais abaixo leio em outro comentário: "aqueles que vivem vomitando ódio via internet" (Guio), o que, não só me tirou o tesão, como também me deixou bastante brava ao ser encaixotada junto aos que se enquadram no texto e, por isto fiz referencia a descer degraus porque, mesmo seu sendo muito passional, tenho evitado ao máximo atingir diretamente as pessoas com minhas opiniões, por isto e pelo teor do texto e das respostas aos comentários eu fiz referencia a descer degraus. Agora eu atinjo a pessoas algumas vezes? Sim, claro e da mesma forma eu me desculpo (já fiz isto com vc zilhões de vezes Mat e penso ser isto que acabou nos afastando um pouco), com a mesma raiva que, perdendo a cabeça eu agrido alguém, eu, com o mesmo amor me desculpo, o que não é o caso de faze-lo aqui neste fórum neste momento.

    A partir da referida resposta da Guio, já não houve mais sentido algum em estar pressente no debate, que, fazia muito tempo que não participava, mas vendo que a Guio compartilhou o link, resolvi vir matar a saudade, para meu descontentamento, mas não ressentimento. Ouvir sempre a mesma fala de que, somos amargurados, decepcionados, e bla bla bla e sempre dizendo que, “olha, eu te amo mas preciso lhe dizer a verdade” Ora isto cansa! é uma ladainha descabida e me deixa sérias dúvidas tais declarações. O que é a verdade? Como alguém pode dizer-se dono da verdade e ainda sentir no direito de julgar o outro sem sequer conhecer? Como posso dizer que uma pessoa como o Gondim e um bundão como o confuso do Caio fez? Como alguém na mesma medida pode me dizer que estou errada, e sei lá mais o que? É muita chateação para estar sujeita pra pouco lucro ou melhor, nenhum lucro!



    E Matheus, minha admiração pelo seu intelecto é imensa e explicita.

    Outra pessoa que me deixa embasbacada ao ler seus comentários, mesmo vez ou outra percebendo uma alfinetadinha de leve, é o Levi, além de nutrir grande admiração pelo Mirandinha e suas alfinetadas deliciosas na galera rsrs não vou ficar aqui citando nome por nome, senão, como sou desbocada demais, falo merda!

    Queria poder dizer que foi um bom debate e foi bom estar aqui matando a saudade, mas, infelizmente para mim não foi.

    Abraços a todos, Matheus, um beijo carinhoso (tento sempre dar ouvidos ao que vc fala e o And também, mas, não consigo).

    Bjux a todos,

    Anja

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. errata 'JÁ FIZ ISTO ZILHÕES DE VEZES COM VC MATHEUS E SEMPRE ME DESCULPEI COM VERGONHA E AMOR) e penso de certa forma, que este é um dos motivos que nos afastou num pouco. mais ou menos isto rsrsrs

      Excluir
    2. ERRATA 2: Como posso dizer que uma pessoa como o Gondim É um bundão como o confuso do Caio fez?

      Excluir
    3. Errata 3: (afff) tento sempre dar ouvidos ao que vc e o Anderson fala, mas não consigo

      Excluir
    4. Acho que agora ficou certo rsrs

      Excluir
  61. Anja e demais confrades:

    Anja, você está certa; eu não disse, mas você e o Math estão certos: o texto não tem profundidade. É verdade que eu tentei levantar as discussões sugerindo um enfoque que o texto não deu, ou seja, por que um crente vira um ateu raivoso contra a comida que comeu? Mas sou especialista em tirar leite de pedra.

    Por outro lado, não vi nenhum problema da Guiomar colar um texto do Caio e outro do JLima e embasar neles, sua própria opinião, concordando com eles. Ora, isso é um recurso corriqueiro em qualquer trabalho acadêmico (não que o texto da Gui seja acadêmico, e ninguém aqui pode exigir dela ou de ninguém, trabalhos nesse nível).

    Acontece que uma tal de Anja(caída, com certeza) não suportando ouvir o nome de Caio Fábio e não querendo admitir que muitos novos ateus são exatamente isso que o Caio diz(não vi ninguém refutar o que ele disse com argumentos sólidos, logo...), resolveu desmerecer o testículo (ops..) da Gui.

    Amigos, eu quero ver é argumentos provando que o que se diz é verdadeiro(ainda que isso seja difícil de se fazer com os temas que são tratados aqui, muitas vezes, subjetivos). O que eu percebo(mas posso estar equivocado) é uma má vontade tremenda contra a Guiomar por ela ter a coragem de ser uma crente, ser uma cristã (algo que está se tornando ofensivo para alguns).

    Quem quiser desqualificar o que o outro disse, diga-o com argumentos válidos e não com o emocional lá em cima.

    Desculpem se estou fazendo uma análise equivocado da coisa; quem achar que sim, refute.

    E se ninguém tem mais nada a dizer, que o próximo venha ao púlpito dizer seu sermão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edu meu caro
      Quem primeiro falou que o texto não tinha consistência fui eu e não por ser de autoria da Guiomar. Apesar de que se ela conhecesse o grego Orígenes, não o citaria em seus textos de louvor a Deus. Orígenes foi perseguido pela igreja e todos seus seguidores. Por outro lado, saia de cima do muro, você está agindo como insuflador de gladiadores e ainda não tomou posição alguma.Poucos integrantes da L&M tem convicção de idéias como a Guiomar. Sua fé é inabalável.Até aí tudo bem, o problema que causa conflito é quando ela afirma que é dona da verdade e só ela vai para o céu mandando para o infern quem não pensa igual. Ela não está sobre o muro mas sua ladainha é a mesma mesmo publicando idéias alheias. Alguns intolerantes emudecem, outros dão coices ou comentam com acidez mas e aí? Faz parte do jogo. Edu, desça do muro e lute, tome um partido.

      Excluir
    2. Edu, se o pastor não defender a ovelha, estes bodes a pisoteiam até a morte, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Na verdade depois de muito comentarem o texto que rendeu com este meu, 130 comentários, fato raro ultimamente aqui, alguns confrades descobrem que o texto não tão consistência, mas não tenho dúvida, ele cutucou a ferida ainda aberta dos novos "ateus".

      Colar texto nesta confraria, nunca foi proibido.
      Agradeço a todos os confrades que se fizeram bem presentes aqui e confesso que estou amando vocês muito mais. kkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    3. Mirandinha meu querido, eu não sou dona da verdade, eu sigo Jesus, O caminho a verdade e a vida. Infelizmente, muitas e muitas vezes pego atalhos, mas arrependida volto para o caminho que escolhi voluntariamente seguir.

      Eu não te mando para o inferno querido, você não sabe quantas vezes pela madrugada planto meu joelho no chão por você e por cada confrade. Eu os amo e quero vê-los no céu na eternidade.

      Excluir
    4. Guiomar. Novos ateus?
      Aqui não existe ninguém mais ateu que você. Você não acredita em Buda, não acredita em Maomá, Krisna, Alá, Jeová, Zeus, Apolo, Brahma. Todos são deuses igual ao seu. Para o seguidor de qualquer um deles você é uma atéia. Ateus não acredita em deuses. Agnósticos não acreditam em divindades, parece ser a mesma coisa mas não é.

      Excluir
    5. Falei em mandar para o inferno no sentido figurado, mas quem foi que te disse que eu quero ir para o céu?

      Excluir
    6. Mirandinha, eu acredito em todos eles, só não os tenho como meu Deus. Aliás eu nunca soube que alguém seguia Buda como sendo Deus e talvez outros que você citou e sim como profetas apenas.

      Excluir
    7. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir

    8. Então você acredita em Maomé? Você acredita que quem o soldado que morre por Alá tem 70 virgens esperando por ele no céu? Guiomar, Guiomar Você já foi num terreiro de macumba, já dançou um candomblé?

      Existem mais deuses que sua vã filosofia reconhece. Os deuses gregos, os deuses egípcios, os deuses astecas, indus, maias. São muitos os deuses. A religião professada por nós é e cristã por sermos conquistados por ibéricos, os africanos. Se tivéssemos sido descobertos por japoneses estaríamos adorando Buda.

      Excluir
    9. Porra Eduardo, tu só pode estar avacalhando kkkkkkkkkkkkkkkkk

      Tome um partido como disse o ateu... sem essa de perseguição a Guiomar, isso se torna muito desonesto intelectualmente falando, ainda mais partindo pastor mor da L&M kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    10. Mirandinha, sei que só na Índia existem milhões de deuses. Você me perguntou sobre uns poucos, dentre eles Buda e Maomé que são tidos como profetas e não deuses. Alá, pelo menos para os muçulmanos e todos os que tem a fé Abraâmica, é tido como O criador, poderia dizer o mesmo Deus que eu creio, visto de forma diferente.

      Zeus para a antiga Grécia, era considerado o Pai dos homens, aquele que supervisionava o universo, o que se assemelha ao Criador, portanto, embora a crença em outros deuses, eles tinham Zeus como o Rei dos céus.

      Krishna, segundo alguns livros que li sobre ele, e contato com seus seguidores, ele se diz a personificação de tudo que existe. Seus atributos nos aponta para o próprio satã.

      Bom, você não precisa que eu fale sobre eles, você é uma enciclopédia, mas o que quero dizer, segure a bomba kkkkkkkkkkkkkkk os espíritos malignos se fazem de deuses, eles existem sim, e desejam ser adorados e cultuados, finalmente foi este o maior desejo do diabo: Ser igual a Deus e receber louvores e adoração.

      Já entrei num centro de macumba sim, nunca dancei candomblé sei quem são os espíritos que dominam os centros.

      Não esqueça que no Japão tem inúmeros adorando a Jesus. O evangelho tem alcançado inúmeras nações.

      Excluir
  62. Que o próximo papa o "Lulalá 51" proteja alma de vocês.
    Que venha o próximo capítulo,crente ou não, mas autêntico.

    ResponderExcluir
  63. "Ateu, como eu disse, não tem ódio, tem desprezo Gabriel. Desprezo, apenas isto". Anja Arcanja
    Infelizmente para todos nós, essa é nossa maldição(minha não de vocês rssss), o debate precisará continuar na confraria L&M, até que o ressentimento percebido nesta sentença, seja compreendido e apaziguado.

    ResponderExcluir
  64. Mirandinha, com certeza, para o inferno você não gostaria de ir e se fizer esta escolha insensata, eu vou orar até você entender realmente que a morte não é o fim...

    ResponderExcluir
  65. "mas não tenho dúvida, ele cutucou a ferida ainda aberta dos novos "ateus"." (Gui)

    É mesmo lamentável sua insistência em me atacar e me ofender Guio mesmo sem ter a mínima noção do que seja um ateu ou um neo-ateu. Um texto pífio como o seu não representa nadae, embora vc tenha querido atingir-me, nem de longe conseguiu, fico chateada é com a falsidade que vc demonstra ter! Me senti mais chateada ao perceber isto e com os comentários do que com o texto que, em si, apenas demonstra o quanto o seu intelecto é capaz de produzir e, de vc eu não poderia esperar mesmo muita coisa além disto. Agora sim vc assume que teve a real intenção de enfiar um dedo na ferida, magoar, cutucar, machucar e por aí vai... é muita sordidez para quem diz viver o amor e ter ido além da letra. Muita pequenez de quem tenta passar uma ideia de santidade estando podre por dentro e rancorosa até os ossos.

    Só lamento por vc Guiomar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Roz, eu sequer estou pensando em você quando faço meus comentários, quando quero responder a você, faço direito para você. Se você se sente ofendida, verifique porque. Eu leio tudo que você escreve contra mim e minha postagem, com um riso largo no rosto, você está escrevendo com liberdade, isto num é bom? Os verdadeiros amigos ficam, mesmo tendo idéias antagônicas.

      Quando falo no dedo na ferida, quero dizer que se realmente vocês fossem ateus como se declaram não receberiam para si os comentários, nem o texto. Vocês não são os únicos na internet que conheço, e você não imagina o que já li de supostos ateus.

      Excluir
    2. Eu disse que em sua intenção de me atingir vc não obteve sucesso e, como disse, não tenho ressentimento algum e, apenas fico chateada por vc me desenhar desta forma e me pesar com seu peso.

      E a propósito, qnd vc disse ter cutucado a ferida aberta dos "novos ateus" (entre aspas como faz faz questão de fazer), não vi nenhuma aqui queixando-se disto ou questionando isto e quantos mil ateus vc pensa que seu reverberar de pensamento (ou vomito) alheio estiveram presentes aqui lendo isto?

      Guio, faça melhor que esta maquiagem barata que agora tenta passar!

      Excluir
    3. Se você faz questão de sentir-se atingida por mim, eu não posso mudar o quadro. Se você realmente fosse descrente em Deus, não se lastimaria, com certeza. Não te desenhei ou pesei, você se sentiu assim...

      Nem todo mundo que entra nesta sala deixa pegadas. O blog é propagado pela net. Eu recebi criticas de pessoas por está discutindo com hereges, o que segundo a pessoa, não me acrescentaria nada, mas mesmo assim, não estou pensando se elas leram ou não...

      Excluir
  66. O texto rendeu 142,3,4 ou 5 comentáros não pelo conteúdo que até agora não causou frisson. O número se deve à cutucadas, algumas com alfinetes outras com agulha de costurar sacos. Mas se o que vale é o número de comentários vamos falar de briga de galos. Na próxima eu trago as facas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk virei de punhal em mãos na próxima! rs (virei nada) rsrs

      Excluir
    2. Mirandinha, Mirandinha, eu sou um conciliador, gosto de ficar em cima do muro vendo os dois lados e apontando os erros e acertos de ambos(algo totalmente egocêntrico e pretensioso, sei, mas o faço a partir do que penso e quase nunca estou certo), pois um problema grave é que os da direita do muro acham que os da esquerda são totalmente errados e vice-versa, sem perceber que há verdade e erros em ambos os lados. Mas as vezes eu pulo para um dos lados do muro. A Guiomar tem o direito de achar que o que ela crê é verdade; ela tem o direito de dizer que quem não segue ao Jesus dela vai para o inferno...do mesmo modo que você tem o direito de dizer que não quer ir para o céu. Todo mundo tem o direito de dizer o que quiser, só não tem direito de querer exterminar quem lhe contradiga. E tem muito crente que adoraria que os ateus morressem. E vice-versa.
      A Guiomar só mudará seu pensamento teológico a partir da própria Bíblia, a partir da própria teologia. Como esse exemplo que você deu: se ela conhecesse o pensamento do herege Orígenes, talvez não o citasse com tanto louvor.

      Excluir
  67. Mirandinha e Edu, lamento que vocês estejam deduzindo sobre o rumo da minha fé e falta de conhecimento.
    Eu já afirmei aqui, que as minhas experiências com Deus estão acima de qualquer tratado teológico, mas agradeço a Deus que estas experiências tem sido uma confirmação da Bíblia na minha vida. Por este motivo citei o J.Lima, quando ele diz: "Para mim a palavra escrita é letra, essa só é palavra de fato quando em confronto com a minha existência, torna-se vida."

    Quanto a Orígenes, está na internet a biografia dele. Continuo louvando ele Edu, como louvo muitos outros que nem sempre concordo com tudo que diga.

    ResponderExcluir
  68. Anja.

    Você sabe que te curto pra caramba. O problema que identifico é que você é bastante intensa na defesa de suas ideias. E sou gato escaldado com isso. Pois vivi boa parte da minha vida em um ambiente avesso a qualquer pensamento contrário ao que rezava na cartilha. Num lugar caracterizado e dominado por certezas, onde uma simples centelha de ideia divergente já despertava na liderança seus instintos mais primitivos.

    Sou palpiteiro. Amante número 1 dos palpites. Aprendi cortando na própria carne que não vale muito a pena entrar em pé de guerra em defesa de meus ideais ou de minhas ideias.

    Se eu conseguir conquistá-los, não quero que seja sob o preço de deixar para traz mortos e feridos, mas sim rastros de amizade e admiração.

    Inclusive esta é a razão de sempre postar temas mais voltados a reflexão teológica. Pois mesmo sendo sujeitos a interpretação pessoal, são metafísicos. Por melhor elaborado que seja, não passará de mera especulação. Estarão sempre restrita ao campo das ideias. Logo, ninguém é tão maluco ao ponto de brigar por elas.

    Abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. verdade Doni!

      Acontece que a questão aqui nem chegou no campo das ideias rsrs

      Te curto muito tb e vc sabe né?

      Bjux

      Excluir
  69. The End

    E todos viveram felizes para sempre!

    ResponderExcluir
  70. Mirandinha, o próximo a pregar no deserto seria o Gil, mas ele está licenciado. O próximo seria você, então, quando quiser, nos traga uma belo sermão ateísta-espiritualista!!

    ResponderExcluir
  71. Edu meu caro,

    Me desculpe, mas passo minha vez.

    ResponderExcluir