quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Solta das garras de espíritos




                              SOLTA DAS GARRAS DE ESPÍRITOS

Meu nome é Eliane Serrou de Araújo, e posso testemunhar de um Deus vivo e poderoso.
Nasci em um lar um tanto confuso, minha mãe procedia de um lar Batista, e era verdadeiramente convertida e conhecedora da palavra de Deus, meu pai provinha de um lar católico, mas ele não era praticante e tinha um pé no espiritismo. 


Quando nasci meu pai se batizou na Igreja Batista onde fomos criados. Aos dezesseis anos tive o meu encontro definitivo com Cristo. Aos dezoito anos casei-me com o Pr. Milton Marques de Araújo e segui meu caminho com o Senhor. Pouco tempo depois minha mãe faleceu e minha irmã mais nova via que meu pai não compartilhava da mesma fé que a minha mãe professava. Ele tinha uma doutrina mais espírita, então ela resolveu sair em busca de quem tinha a verdade (a mãe ou o pai).

Começou então a freqüentar o espiritismo chamado mesa branca, depois não contente foi para a umbanda e por fim parou na quimbanda, onde se praticava magia negra. Ali ela começou a desenvolver a sua “espiritualidade” com viagens astrais e etc...

Um dia recebi seu telefonema onde ela dizia estar em espírito na sala de minha casa e descreveu a roupa que eu usava e o lugar que eu estava sentada, qual foi o meu espanto, pois sua descrição era correta e ela nunca estivera em minha casa, pois tinha me mudado fazia pouco tempo.
Repreendi em nome de Jesus e ela desligou o telefone, naquela hora orei a Deus: Senhor em nome do Teu filho Jesus Cristo eu quero colocar diante de Ti a vida da minha irmã. 

Minha mãe era temente a Ti Senhor e eu sou tua serva. Que ela seja salva em nome de Jesus.
O meu ministério sempre foi com música, e nunca me aprofundei no ministério de libertação.

Passado algum tempo ela me ligou de novo dizendo: - Estou desesperada, estou perdendo tudo que construí (ela tinha uma boutique bem conceituada na cidade). Então eu e meu marido resolvemos ir até a casa de meu pai que morava em outro estado. Quando chegamos ficamos penalizados em ver o trapo humano que estava a nossa frente. Então ela começou a relatar o que havia ocorrido. O pai de santo havia chegado da Índia e havia dito que para abrir os portais afim de que aumentasse os seus “poderes” seria preciso sacrificar uma criança recém nascida. Ela por sua vez não concordou com aquilo. Saiu do terreiro e foi parar numa Igreja Evangélica a procura de ajuda.
Quando entrou na Igreja estava na hora do louvor, ela foi adentrando e não conseguia ver o rosto e nem a Bíblia nas mãos das pessoas. Sentou-se no primeiro banco e passou mal o culto todo, não ouvindo nada que o pastor pregara naquela noite. Mas quando ele fez o apelo ela foi a frente e disse:- ajude-me pastor. Para seu espanto ele lhe disse:- só vou orar por você quando o efeito da droga passar (ela não estava drogada e sim possessa). E saiu dali desesperada, pois os demônios começaram a ameaça-la, de que caso ela os deixasse ela morreria.


No dia seguinte ela foi trabalhar e quando uma cliente entrava em sua loja, ela possessa falava tudo que aquela pessoa tinha feito de imoral, ou seja, descobria a vida íntima das pessoas, espírito de adivinhação. Com isso ela foi perdendo toda a sua clientela. Foi nessa situação que a trouxemos para a nossa casa. Foram anos de luta, pois ela resistia a deixar os “poderes” que possuía. Tinha noite que quando sentia que ficaria possessa, só dava tempo de bater na porta de nosso quarto e mais nada, passávamos um bom tempo expulsando em nome do Senhor Jesus já que era legião, seu pescoço parecia duplicar e sua voz grossa em de longe parecida com a dela que é calma e meiga.


Inúmeras vezes os demônios a tirava de casa e quando ela voltava a si não sabia onde estava, nos ligava e um orelhão para que pudéssemos buscá-la.  Uma das vezes que ficou possessa, oramos e ela vomitou varias coisas tal qual havia ingerido no terreiro de quimbanda. A medida que ela foi se fortalecendo na palavra de Deus, passou a renunciar tudo que tinha de errado em sua vida e então veio a libertação por completo. Hoje ela serve ao Deus vivo e poderoso sabendo que Ele é a verdade.

Foi batizada nas águas e segue a vida totalmente liberta.
E para a glória de Deus, depois de algum tempo o pai se santo também se converteu e hoje é um servo do Deus vivo.


107 comentários:

  1. Não sei se a Eliane vai poder acrescentar algo aos comentários, recentemente ela mudou para Brasilia.
    Deve está ainda neste processo.

    ResponderExcluir
  2. Bom Guiomar, você sabe que particularmente não acredito em possessão demoníaca, até porque não acredito que demônio exista. Posso imaginar a situação da moça em questão, posso até conjecturar que ela sofra de "síndrome de Tourette", Esquizofrenia, Psicose,ou qualquer outra patologia psíquica, tudo, menos possessão. O que que quer dizer que ela esteja mentindo no depoimento dela, pelo contrário, as sensações e os sintomas são tão reais, tanto para o doente quanto para os espectadores, que eu sinceramente não teria coragem de afirmar que a pessoa não está realmente passando por aquilo. Pois é tudo muito real, e de uma certa forma, é real mesmo.

    Então você pode me perguntar:
    _E como é que ela foi curada após ir para igreja?

    Grosso modo, posso afirmar que o culto religioso funciona como uma hipinose coletiva, e de fato há benefícios para pessoas que apresentam um quadro leve de distúrbio psíquico. Note que estou pontuando positivamente o ritual religioso como um todo. Infelizmente, e eu posso dizer com propriedade, pois já presenciei situações extremas, que há casos também em que o contrário acontece, ou seja: A pessoa possuía uma propensão para determinado transtorno, e procurou a igreja para que as inquietações possem sanadas, mas o que aconteceu foi que um gatilho foi disparado, e o quadro da pessoa passou a piorar gradativamente, até que o pastor solicitou que a família a encaminhasse a um psiquiatra. A pessoa hoje está bem, desde que psicotrópicos foram receitados.

    O que aprendi com isso?

    Aprendi que o culto religioso bem dirigido e por profissionais competentes, com um mínimo de formação em Psicologia Cognitiva, pode ajudar e muito uma pessoa que se sente possuída por demônios, mas assim como um bom Psicólogo, é preciso saber quando devemos pedir ajuda Psiquiátrica.

    Gente! Minha opinião particular. Sem fundamento Cientifico ou Acadêmico. Sem preconceito também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois Edson, existem pastores sensatos, sábios e humildes, que sabem quando começa e quando termina sua atuação.
      O papel ada igreja deveria ser AMAR, e do amor procederiam todas as fontes necessárias para a benção na vida dos participantes, mas infelizmente a igreja está enferma de desamor.

      Excluir
  3. “Meu nome é Eliane Serrou de Araújo, e posso testemunhar de um Deus vivo e poderoso.
    Nasci em um lar um tanto confuso, minha mãe procedia de um lar Batista, e era verdadeiramente convertida e conhecedora da palavra de Deus, meu pai provinha de um lar católico, mas ele não era praticante e tinha um pé no espiritismo.”


    Se o jogo não pode terminar empatado, o torcedor escolhe um lado para atacar e outro para defender. Este é o combustível altamente inflamável que mantém as guerras religiosas, por exemplo, entre muçulmanos e cristãos, e no cristianismo de resultados: entre católicos e protestantes.

    A Eliane inicia a sua história de maneira parcial, com um pré-julgamento, como é bastante comum no meio religioso. Alivia a barra da mãe (protestante), que a seu ver é santa e ataca o pai(católico) acho que vendo nele a figura do capeta.

    Freud explica... (rsrs)




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Levi, você viu o que desejou ver. Hoje mesmo me ligou uma pessoa, que frequenta a igreja católica e a batista, enquanto que o marido está efetivamente na batista.

      Eliane quis apenas dizer que o pai dela não havia se definido quanto a sua fé.

      Bom, sobre você Freud não precisa explicar, porque você é a própria encarnação dele. rsrsrs

      Excluir
  4. E depois eu que sou o Provocador né Levi?

    ResponderExcluir
  5. Apesar de viver boa parte da minha vida em meios pentecostais, Nunca fui Simpático a ideia da des-demonização. Pois também vejo essa teoria como sendo parte integrante de toda doutrina dualística que transporta para a metafísica todos os componentes da ambivalência humana. Penso, que o ser humano sozinho, com toda sua complexidade psíquica é capaz de desenvolver seus próprios dramas e fracassos, sem necessariamente terem de recorrer à agentes espirituais como sendo a causa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que então, Jesus disse: Em meu nome expulsarão demônios, falarão novas línguas, curarão os enfermos e se alguma coisa mortífera beberem, não lhe fará dano algum, dando Ele mesmo o exemplo?

      Até mesmo para os dramas e fracassos, as vezes necessitamos de uma mão amiga que nos ajude a levar a carga.

      Excluir
  6. Guio, eu sei muito pouco a esse respeito, mas acho q a fala do Levi é perfeita nessa questão de troca de visão espiritual, sempre temos que decidir um lado e falar mal do outro. Conheço ex evangélicos ( e vc tb)que relatam verdadedeiros horrores vividos dentro da igreja e espíritas de todas as vertentes q fazem o mesmo.
    Eu mesmo presenciei uma situação bem inusitada: Eu e meu marido fomos visitar o retiro de carnaval da igreja da minha tia. Foi em um sítio para o lado de Bangu aqui no Rio de janeiro. Depois de um tempo muito agradável com os irmãos, o pastor decidiu reunir todos num salão para uma oração. Havia uma exaltação muito grande, muito fervor e meu marido q é muito entregue foi lá na frente para receber uma oração. Eu logo sai, pois o meu filho era ainda de colo e fiquei então da porta pra distrai-lo. Lá pelas tantas havia uma moça colocando as mãos sobre as cabeças, e uns caiam, outros choravam e meu marido começou a se incomodar com a forma que ela balançava a cabeça dele e com a gritaria. De repente essa mulher "cheia de unção" parou, e veio caminhando para porta, achei que ela vinha falar comigo, mas ela passou por mim, como se estivesse hipnotizada e foi embora. Eu estranhei e fiquei observando, ela foi andando lentamente, como se estivesse sonâmbula para direção da piscina. Eu sai correndo com o Gui no colo e fui chamar alguém. Os irmãos da igreja vieram correndo e a tiraram da intenção de se afogar. Mais tarde conversando com minha tia que era membro da igreja fiquei sabendo que ela tinha problemas psiquiátricos e tinha parado de tomar os remédios por conta da "fé". Fico pensando o que outras pessoas que também estavam visitando ficaram pensando do ocorrido. Muitos com certeza ficaram com medo de ter permitido uma pessoas suicida colocar a mão sobre suas cabeças. Pense que horror para os que acreditam em poder, unção! Então ...dentro das igrejas há tb muitas loucuras e Jesus está dentro e fora dela. Graças a Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari, por favor leia a minha resposta a Levi.
      Quanto a sua experiência, infelizmente, já presenciei coisas terríveis em nome de exorcismo. Claro que as igrejas evangélicas estão cheias de pessoas sem discernimento, sem sabedoria, tornando estes movimentos de oração e liberação propícios para manifestações emocionais que são tratados como possessões. No entanto, não podemos negar também que muitos psiquiatras têm levado pacientes a dependência de drogas, quando o problema é puramente espiritual. Tive muitas experiências nesta área e vimos as pessoas realmente libertas das suas supostas loucuras.

      Excluir
  7. Foi justamente disso que falei no comentário inicial Mariani. Obrigado por complementar com um exemplo real, para que não ficasse parecendo que eu estava sendo parcial em minhas conjecturas.

    o provocador

    ResponderExcluir
  8. A sobrevivência até nossos dias do misticismo dos tempos de Noé e a superstição não me irritam tanto quanto a aceitação acrítica das obras de misticismo e superstição, religiosas ou não, que podem defraudar, humilhar e às vezes inclusive matar. Como todos os seres humanos, também sou imperfeito. Às vezes sou intolerante e condescendente e não sinto nenhuma simpatia pelas fragilidades humanas que fundamentam a credulidade. Depoimentos como este narrado no texto, podem ser tanto nocivos quanto benéficos, dependendo da receptividade, e da fragilidade psíquica do "paciente-fiel".

    ResponderExcluir
  9. Gui e demais confrades

    Os comentários acima dos confrades dando ênfase ao que Provador ou Edson que cara sem personalidade rsrsrsrs falaram perfeito é eu o que penso e não conseguiria explicar melhor.

    Como bem disse a Mariani já ouvi este tipo de testemunho de todos os lados.

    Creio que 99,99999999 % é psíquico e a igreja pode ajudar ou atrapalhar já vi ambos os casos.

    Também há de convir que uma pessoa que sadia jamais procura uma igreja e uma pessoa extremamente tendenciosa ao desequilíbrio comumente se envolve com estas situações até achar um equilíbrio.

    Na Igreja católica já presenciei vários fatos como estes e digo de todos eles tenho certeza que o fator psíquico é enorme.

    Na Igreja católica por exemplo jamais a igreja constata uma possessão fala em libertação. Existem sacerdotes (bem poucos) geralmente um ou dois na Diocese que são exorcistas e geralmente não sabemos quem são e só eles tem a autoridade para reconhecer pela formação deles casos de possessão diabólica.

    A maioria não gosta e não incentiva este tipo de sensacionalismo ou espetáculo.

    Eu era coordenador de um grupo de oração com mais de 1.000 pessoas e aconteciam casos assim frequente e quanto mais o "inimigo" escandalizava e dava shows mais gente curiosa apareciam no grupo e ele aumentava. O demônio deve ser muito burro se faz isso.

    A igreja católica diz que achar alguém possessa é como encontrar alguém santo (no sentido católico).

    No caminho de fé é impressionante quantas pessoas eu conheci que dava mais importância a estas manifestações diabólicas do que a caridade e a amor ao próximo.

    Me lembro de um fato inusitado que aconteceu no grupo. Uma mulher que dizia ter um espírito diabólico e gritava e pulava a uma certa altura da cama e ainda ficava rindo o tempo todo da cara de quem rezava por ela. Foi evangélicos, espíritas, católicos e nada.

    Fui lá e conheci a história da mulher que seu marido havia a abandonado e pela carruagem da história percebi que ela inconscientemente arrumou uma forma de chamar atenção.

    Eu então iniciei a oração e ela voava sobre a cama. Combinei que com meu irmão que iria enganá-la e disse que estava orando quando na verdade não estava nada e ela gritava furiosamente que eu parasse de orar pois estava queimando rsrsrs Perguntei sobre a bíblia e coisas e tal e ela não sabia responder nada. Então esperei que ela calmasse e quando estava em si eu disse:

    - Olha o demônio partiu e disse que não aguentava mais tanta oração e que nunca mais voltaria aqui.

    Conclusão ela nunca mais teve piripaque.

    Também outras pessoas ficaram boas pois quem acha que tem o demônio acha também que só Deus pode libertá-la isso é sugestivo.

    Bom é isso aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora a história de que ela viu a casa da irmã e disse por telefone a roupa dela e tudo mais eu não vi ninguém aqui dizer algo. Neste caso só o Padre Quevedo para responder rsrsrsr

      Diga-se de passagem que este padre desmistifica até os milagres da igreja católica. São bem poucos os que ele reconhece que ali existiu um fato não explicado e sobrenatural.

      Excluir
    2. Pois bem Gil, existem pessoas que vão a igreja evangélica preparadas para fazer seu espetáculo. São carentes de atenção e barraqueiras também. rsrs

      Você citou, gostei. rsrs

      Eu estava lendo os comentários e esperando que alguém explicasse o fato de que ela viu a casa da irmã e disse por telefone a roupa dela e tudo mais. Eliane não contou muitos outros detalhes.

      Você disse que "A igreja católica diz que achar alguém possessa é como encontrar alguém santo (no sentido católico)."

      Passei quase todo um dia conversando com uma senhora católica no aeroporto de guarulhos, faz alguns meses. Ela me pareceu uma pessoa que realmente vivia a sua fé. Ela me contou vários casos de exorcismo procedidos na igreja dela. Inclusive ela e um filho seu, eram um testemunho vivo de liberação.

      Você não tem ideia de quantas pessoas são realmente prisioneiras de espíritos malignos. quando você anda realmente com Deus não é difícil discernir entre doença mental e espiritual. Existem também enfermidades malignas.

      Excluir
  10. Bom dia a todos,

    Eu sempre tive o pé meio atrás com essa parada de "estar possuído", ainda mais que já faz algum tempo que a obsessão espiritual oficialmente passou a ser conhecida na Medicina como "possessão e estado de transe", e se tornou um item do CID (Código Internacional de Doenças)que permite o diagnóstico da interferência espiritual Obsessora. É bem verdade que há um certo cuidado ao se falar disso no meio acadêmico e cientifico. O CID 10, item F.44.3, define estado de transe e possessão como a perda transitória
    da identidade com manutenção de consciência do meio ambiente, fazendo a distinção entre os normais, ou seja, os que acontecem por incorporação ou atuação dos espíritos, dos que são patológicos, provocados por doença.

    Eu me lembro quando na minha fase "rebelde", mesmo sendo um conhecedor do que supostamente se crê ser a verdade "divina" (Bíblia Sagrada e a Cruz de Cristo) eu escolhi curtir a vida, e sempre que estava loucaço, com o nariz cheio de pó, a cabeça cheia de cana, ou em algum transe provocado pelo consumo de LSD, meus familiares falavam que eu estava possuído pelo capeta. Eu até cheguei a acreditar que realmente estivesse... Mas espera aí... Então quer dizer que eu domino o capeta sem auxilio divino, pois bastava eu não cheirar ou beber, e pronto, o capeta estava neutralizado, não havia transe e nem alucinação. Foi partindo desta ideia estereotipada que surgia no seio familiar que comecei a perceber que essa coisa de demonizar tudo, é na verdade uma ferramenta para proliferar o medo, e levar aos incautos e iletrados ao encontro do Deus que liberta rsrsrsrs.

    Sem contar que nossa psique é vulnerável a diversos fenômenos sócio-culturais denominados e explicados pela Psiquiatria Transcultural, além visões e inspirações de Origem emocional ou orgânica, ou seja, produzidas por nós mesmos. Por isso fico sempre bem alerta quanto a essa questão de estar "endemoniado", não que seja um ateu, um descrente, mas sempre busquei entender, compreender e crer de forma muito racional, sem se prender a essa "crenças patológicas".

    Grato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você, bem sensato o que falou, no entanto, não podemos esquecer que quando alguém está mentalmente susceptível é um alvo seguro para atuações malignas. Quando foi que Jesus foi tentado? Exatamente quando havia jejuado por 40 dias e 40 noites.

      Quando trabalhávamos com drogados, escutávamos as visões deles e sabíamos que eram provocadas pelas químicas injetadas ou ingeridas, mas muitas vezes tivemos jovens totalmente possessos. As reações eram totalmente diferentes.

      Excluir
    2. Mas que o crente tem mania de demonizar tudo, há tem!!! E olha que vejo isso desde minha meninice... Por isso, acaba se tornando dificil acreditar em muitas destas baboseiras que rolam nos templos. É triste, mas esta tudo virado em um circo... E o pior, é ver que o povo gosta do barulho hehehehe

      Olha este texto Guiomar que escrevi alguns meses atrás, após ter uma conversa bem chata com um crente daqueles cheios dos sinais e poderes hehehehehe

      http://filoboteco.blogspot.com.br/2012/02/evangelho-simples-e-produtivo.html

      Essa seria minha visão "gospel" sobre essa onda de sinais supostamente divinos ou malignos!

      Excluir
    3. Infelizmente, tenho que concordar com você.

      Excluir
  11. Gil, vc passou a pena no demônio??rsrs...Muito boa narrativa. Eu tb acho que tem muita frescura e o Quevedo é muito maneiro, mas acho q ele extrapola no ceticismo, vc não acha?
    Me lembro q uma vez fiquei chateada de não cai na igreja.
    Tinha um pastor q tinha o dom de fazer emagrecer KKKKKKKKKK ALGUÈM JÁ OUVIU FALAR DISSO?
    Bem, ele foi na minha igreja numa escola dominical e minhas amigas me falaram para recebermos oração para emagrecer KKKKKKKKKKKK Uma senhora mega obesa caiu ficou estirada, recebendo uma "lipo espiritual" e fui lá receber uns chacoalhões. Não emagreci nem um grama, e a dona tb não. rsrs... olhando isso agora eu vejo a loucura e o absurdo disso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério??? O cara tinha o dom da lipo divina rsrsrsrs Essa eu nunca tinha ouvido falar Mariane. Mas é cada coisa de louco que nada mais me surpreende. Sério, não há como ficar doido com essas "crenças patológicas" e seus pensamentos mágicos e ideia deliróides. Ta maluco!

      Excluir
    2. Mariani não emagreceu por que não tinha fé....heeeee

      Excluir
    3. Mari, se formos nos basear em charlatanismo, teremos inúmeras experiências para contar, no entanto, eu mesma vi duas pessoas orando por uma criança que tinha uma perna, visivelmente menor que a outra, e após a oração elas ficaram literalmente iguais.

      E olha que eu estava com um pé atrás com os oradores, porque vi coisas lá, que não tinham sentido e eram muito manipuladoras.

      Já ouvi espíritos falarem sobre a vida de uma pessoa, sem que a possessa a conhecesse,como muitas vezes o Espírito Santo de Deus me revela fatos sobre pessoas que eu não conheço ou não estou em contato, e quando procuro as pessoas constato que não foi paranoia da minha cabeça.

      Excluir
  12. Valeu, Provocador!! É muito difícil ser imparcial mas ainda assim a gente tenta. rsrs...

    Matheus, essa moda passou pela igreja pela década de 90 quando havia a tal unção do riso e unção do dente de ouro. Tenho uma amiga que exibe até hj uma obturação feita em ouro que ela diz ter recebido miraculosamente em um culto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari a "unção" do riso para mim é uma ignorância absurda, é natural que você começando a rir perto de pessoas, mesmo sem saber o motivo, elas irão rir também e podem chegar a gargalhadas, já tive várias experiências neste sentido. No entanto, acredito, por experiência também, no gozo do Espírito, que não tem nada haver com unção, que podemos dançar e rir, tomados de um gozo enorme. Não necessariamente diante das pessoas ou em um culto preparado para tal.

      Quanto ao dente de ouro, lembro-me quando começou esta onda. Eu mesma dizia: se fosse de marfim... kkkkkkkkk mas tinha uma moça na ig que eu era membro, que o caso dela, foi parar no JN. Eu não tenho o que comentar, sei que não era uma pessoa dada a manifestações espirituais. E ela contou como ganhou o tal dente.

      Excluir
  13. Mateus, por outro lado eu vejo que para certas pessoas a igreja é sim a terapia "gratuita" necessária. Veja como o Gil atuou com a moça petiosa, ele a curou com um pouco de sabedoria. O problema é que a igreja como está sendo levada atualmente (e não todas) acaba gerando mais doenças que saúde. A igreja me fez muito bem! (Tudo bem que não ganhei a lipo santa) rsrs... mas tive pastores bons e q cometeram erros mais tentando acertar q qualquer outra coisa.E outra, talvez possamos duvidar da existência do diabo, mas do mal ninguém duvida e penso que de certa forma a igreja encaminha o jovem para o caminho de bem sim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, com certeza Mariani. É como diz Cristina Pozzi Redko, em "Alguns Idiomas Religiosos de Aflição no Brasil" "Entendo esse tipo de culto, Cultos de Aflição, como aquele para o qual se dirigem pessoas aflitas e em busca da resolução de problemas concretos do cotidiano. Com esse enfoque, a religiosidade é usada para resolver problemas que dizem respeito a doenças, dificuldades amorosas e financeiras e problemas familiares". Tipo, nada que não se explica por meio da psicologia e as tese de "sugestão". Com certeza a igreja não é de um todo má, mas a questão é, até onde estes devaneios são de fato espirituais, ou não. Eu hoje não consigo defender com sadia estas idéias deliróides, na psicologia são as chamadas idéias supervalorizadas, superestimadas ou sobrevalentes, todas sinônimos de fanatismo ou de crença exagerada.

      Mas isso não é um privilégios dos frequentadores de cultos religiosos e centros de batuque não. Elas residem em todas as areas onde se aborda alguma temática especifica. E se tornam errôneas exatamente pela supervalorização emocional ou psicológica do que se é expressado (político, ideológico, sobrenatural, extraterrestre, religioso), e isso pode ser igualmente observado até mesmo em indivíduos que supostamente sejam psiquicamente normais, assim com a gente.

      Não sou contra a igreja, não sou contra o mundo espiritual, até acredito em milagres, sinais, e espiritos, mas busco de forma racional investigar os fenômenos, pois o charlatanismo é grande.

      Excluir
  14. Mariani

    Não era o demônio kkk se não eu tinha corrido kkk

    Quanto ao padre Quevedo ele é doido de pedra mas sabe do que está falando ele derruba todos os charlatães.

    Outra história interessante:

    Havia em Itu na cas de uma mulher tres imagens que choravam e suavam sangue. Uma de Maria que chorava lágrimas e sangue e uma de Cristo morto que suava sangue.

    Eu fui visitar junto com outro seminaristas que acreditava naquilo. Diante da sua insistência eu fui com ele.

    Chegando lá a mulher nos acolheu e ele foi logo me dedurando que eu não acreditava. A mulher me olhou indignada e neste momento a imagem do Cristo morto começou a suar sangue.

    O meu amigo tremeu da ponta da cabeça à ponta do pé era negro e ficou branco e começou a passar mal, ele quando criança foi consagrado ao chifrudo rsrsrs

    Com um paninho eu colhi o sangue da imagem e fiquei espantado com aquilo, nunca havia visto algo assim.

    As imagens de maria tinha debaixo dos olhos as lágrimas e outra o sangue coagulado, também a imagem de Cristo morto tinha sangue coagulado nela.

    Pergunyei a mulher se Quevedo tinha ido lá e ela nervosa disse que ele explicou que o fato é comum e natural o que ela disse a ele:

    - Então faça acontecer! kkkkkk

    Bom resumindo a igreja católico através do bispo diocesano permitiu que os especialistas fizessem testes e ficou comprovado (não me lembro o nome disso) que o sangue da imagem era o mesmo sangue da mulher e que a imagem quando ficou distante dela não vertia tais fenômenos.

    Padre Quevedo tinha razão. Não era uma farsa! Mas a mulher sem saber possuia uma capacidade de realizar tais efeitos sem saber. Entendi então porque quando ela ficou sabendo que eu duvidava a imagem começou a verter sangue.

    Como diz padre Quevedo isso não equisiste!!!!!

    Apenas para ilustrar como a mente é poderosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora a história da lipo é fantástica!!! kkkkk Tem algum que consegue diminuir o tamanho do nariz?????

      Excluir
    2. Gil, seria mente mesmo? Neste caso esta mulher deveria ser trabalhada nesta mente para curar pessoas, ou ela era possuída por um espírito de engano para manter as pessoas presas a idolatria?

      Excluir
  15. Perfeito Mateus!! Concordo plenamente.

    ResponderExcluir
  16. EDU, eu não emagreci por que comia demais e Deus não faz pela fé o que temos que fazer por nossa parte, essa era a loucura do negócio! KKKKKKKKKKK
    Mas eu sou uma gordinha feliz!

    ResponderExcluir
  17. Guio, essa moça do dente de ouro tb era uma pessoa aparentemente sensata, não era oficial da igreja, e ela afirmava q a obturação q tinha havia recebido em um culto. Não sei o que te dizer, acredito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bizarro. E o mais curioso é que são ondas que não voltam...

      Excluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. GIL, o espiritismo não acredita em milagres por essa razão. Todos os fenômenos que dizemos sobrenaturais são naturais porém não são descritos por não conhecermos seus motivos.

    Quanto a lipo, sacaneia não, pÔ!! só os gordinhos sabem o que passam KKKKKKKKKKK Mas se souber da "unção da rinoplastia" te mando contato. rsrs
    Abração!!

    ResponderExcluir
  20. Olhem! Isso ainda existe. Fui procurar pra ver se havia menção da unção do emagrecimento e pasmem:

    http://blogdorevrodrigo.blogspot.com.br/2011/09/bizarro-pastor-promete-oracao-do.html

    ResponderExcluir
  21. Lipoaspiração divina:
    http://www.paulopes.com.br/2012/02/pastor-diz-conseguir-emagrecimento-de.html#.UG82jZioPVo

    ResponderExcluir
  22. Confrades, vocês perceberam a resposta do pastor a irmã da Eliane quando ela desesperada pediu ajuda?

    Ele confundiu dor, desespero, com entorpecimento, assim como outros confundem possessão com loucura. E uma aflição que deveria acabar em momentos, se torna um dinheiro a mais para alguma clínica.

    Outro fato digno de ser observado, é que uma pessoa seja qual seja a classe de transtorno, não passa a Adivinhar o que se passa na vida íntima dos outros, como fazia a irmã da minha amiga.

    ResponderExcluir
  23. “Os estados de possessão correspondem às nossas neuroses, para cuja explicação mais uma vez recorremos aos poderes psíquicos. A nossos olhos, os demônios são desejos maus e repreensíveis, derivados de impulsos instintuais que foram repudiados e reprimidos. Nós simplesmente eliminamos a projeção dessas entidades mentais para o mundo externo, projeção esta que a Idade Média fazia; em vez disso, encaramo-las como tendo surgido na vida interna do paciente, onde têm sua morada”. (Freud )

    Fico feliz ao ver, hoje, a neurociência confirmando várias intuições de Freud.

    O Código Internacional de Doenças, a que o caro Matheus De Cesaro se referiu, traz em seu bojo uma legião de “espíritos e demônios” que perturbam a saúde mental do homem. Cliquem no link abaixo para visualizá-los (rsrs):

    http://pt.wikipedia.org/wiki/CID10_Cap%C3%ADtulo_V:_Transtornos_mentais_e_comportamentais

    Inclusive, os exorcistas da IURD nas sessões após a meia noite, em suas abluções citam: " Saem, demônios do cid F.44.1, do F. 44.2, do F.44.3,dos F.20.1 à 9, , e por aí vai.

    Não sei porque o Conselho Federal de Medicina ainda não se pronunciou sobre o uso do manual do CID para fins de curas de mentira.(rsrs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Levi, é muito complicado você crer nestas manifestações, tendo já bases cientificas mais que provadas que não passam de distúrbios neurais... E ainda tem gente que insiste!

      Excluir
    2. Levi, você não explica como a moça na sua casa falando por telefone com a irmã, adivinhou qual a roupa que ela estava e onde estava sentada, nem tampouco como ela conhecia a vida privada das pessoas que chegavam a sua boutique para comprar.

      Diagnosticar como neurose o possível é fácil, mas explicar certos fenômenos, nem encarnando Freud vc não explica, portanto, Freud me deixa sem respostas.
      Por que você não comenta estes fatos?

      Excluir
  24. Gui,

    O que falta na teologia cristã clássica, é uma explicação plausível de como os demônios entraram na história humana. Já que isso aconteceu tardiamente via cultura persa, incorporando-se posteriormente a cultura judaica e ampliada pela cristã.

    Você não acha interessante ver um antigo testamento totalmente desanjado e desdemonizado enquanto que no Novo esses seres ocupam papel proeminente?



    ResponderExcluir
  25. Olha, o culto está muito bom, cheio de possessões, exorcismos, Cids, Freud, Matheus....

    GUIOMAR,
    seu relato é interessante, sem dúvida. Mas podemos abordá-lo por várias vias.

    O último comentário do DONI é teologicamente importante, então, vou me deter um pouco nele.

    Qual a origem dos demônios?

    A resposta mais fácil na teologia cristã é que eles são os anjos caídos do céu. Acontece que não há base bíblica alguma para se afirmar isso, muito pelo contrário. A carta de 2 Pedro diz em 2.4:

    "Com efeito, se Deus não poupou os anjos que pecaram, mas lançou-os nos abismos tenebrosos do Tártaro, onde estão guardados à espera do julgamento".(Bíblia de Jerusalém)

    Esse texto é bem claro: não existe anjos caídos soltos por aí entrando em corpo de desavisados, todos estão presos esperando o julgamento.(para quem acredita mesmo na queda dos anjos)

    Então, demônios é uma coisa e Anjo caído é outra.

    Mas então, de onde vêm os demônios? Como disse o DONI, o AT se cala e nem mesmo fala de demônios; no NT sim, eles estão em toda parte, mas ninguém explica de onde vieram.

    Mas sabem de onde eles vieram? Da mitologia dualista da religião persa, o Zoroastrismo no século VI aC. E foi exatamente por influência dessa mitologia que os judeus posteriormente incorporaram em seu imaginário religioso a figura de Satan e seus demônios.

    Então, precisamos em pleno século 21 buscar alternativas para explicar essas possessões, pois se de fato elas existem, elas estão possessas de uma mitologia. A não ser, claro, que Zoroastro, o profeta persa, tenha sido revelado de fato por Deus o que ele escondeu dos seus servos da Bíblia.

    Mas como "todos sabemos" se os deuses das outras religiões(especialmente as africanas) são tudo demônios, isso não deve ter sido verdade, senão teríamos que admitir que o demônio revelou a sua própria origem a Zoroastro...



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edu, E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele. (Apocalipse 12:9)
      Assim como Deus tem os seus anjos que trabalham ao seu serviço (é bíblico), o diabo que em tudo procura imitar a Deus, porque foi exatamente o que ele cobiçou, a soberania de Deus, ele veio com as suas legiões e legiões de anjos que trabalham ao seu serviço para se opor ao estabelecimento do Reino de Deus na terra. Realmente, tanto Pedro como Judas, dizem o mesmo: “E aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, reservou na escuridão e em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia; (Judas 1:6)
      Eu creio, no entanto, que a prisão é espiritual, eles estão em trevas e tormento, porque foram expulsos do reino da luz, mas não ainda no inferno como profetizou João: “E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre (Apocalipse 20:10). (Uma profecia do que virá).

      Veja que Jesus disse: “Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno preparado para o DIABO E PARA OS SEUS ANJOS.

      No AT temos o relato sobre Saul: “E o Espírito do SENHOR se retirou de Saul, e atormentava-o um espírito mau da parte do SENHOR.
      Então os criados de Saul lhe disseram: Eis que agora o espírito mau da parte de Deus te atormenta; (1 Samuel 16:14-15).
      .
      Na verdade não vemos relatos no AT sobre espíritos, exorcismos, como no NT, no entanto, acredito que a prática de consulta aos espíritos era tão comum, que Moisés determina: “Não vos voltareis para os necromantes nem consultareis os adivinhos, pois eles vos contaminariam.

      Excluir
    2. Diante dos documentário e da infinidade de pessoas que já tiveram experiências com espíritos, até mesmo crianças possessas agirem de forma totalmente sobrenatural, não cabe a ninguém negar a existência deles se a própria ciência nunca pode provar os fenômenos e eles estão ai sem resposta, veja este caso simples da irma~de Eliane, quem pode dizer como ela pode descrever sobre Eliane com tanta nitidez?

      Se não existe respostas concretas para tais fenômenos,continuemos a nos aprofundarmos no assunto.

      Excluir
  26. Gui,

    o seu comentário sobre a mulher que fazia a santa sangrar demonstra exatamente esse dualismo persa. Nós possuímos o Espírito Santo, "eles" possuem demônios que os fazem ser idolatras. (nessa aí você já colocou todos os irmãos católicos do GIL no mesmo cacho...)

    Isso sem falar que o cristianismo acabou por incorporar o dualismo persa. Satanás tornou-se de fato e de direito, o arqui-inimmigo do Jesus Deus.

    Desde então, a Trindade de um lado e Satan do outro (mas lemvre que esse satan não pode ser aquele que caiu do céu, pois ele está preso segundo a carta de pedro), brigam pelas almas humanas.

    Essa ideia fazia todo sentido nos séculos iniciais do cristianismo e principalmente depois na Idade Média. Mas gente, já estamos no século 21...

    "Amanheceu o pensamento..." (Frejat)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia o que respondi ao Gil sobre o assunto, antes de me crucificar. kkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  27. Gui,

    diante do que expus, precisamos (se é que você concorda com o que eu falei) buscar novas explicações para antigos fenômenos.

    e aí, pausa para recolhermos dízimos e ofertas...??? hein??????

    ResponderExcluir
  28. AH, E ESQUECI DE DIZER QUE NOSSO AMIGO MATHES-CABELEIRA-SANTA-UNGIDA-COM-UNÇÃO-DE-SANSÃO FARÁ PARTE DO NOSSO MINISTÉRIO DE AUTORES.

    VAMOS TODOS DIZER:

    "SEJA BEM-VINDO EM NOME DE JESUS..."

    CLAP, CLAP, CLAP, CLAP, CLAP...(PALMAS)

    ResponderExcluir
  29. “ela viu a casa da irmã e disse por telefone a roupa dela e tudo mais."

    Emblemático é que essa parte da história, você se referiu por duas vezes, inclusive da última vez colocou-a em negrito.

    A minha intuição me diz que foi exatamente esse fenômeno que lhe despertou maior curiosidade e atenção. Notei isso logo no começo dos debates, e pensei: “A Gui com certeza vai desafiar todos aqui a explicar o que ela mais deseja saber” , ― e isso veio nesse seu último comentário, que eu destaco aqui:

    “Levi, você não explica como a moça na sua casa falando por telefone com a irmã, adivinhou qual a roupa que ela estava e onde estava sentada, nem tampouco como ela conhecia a vida privada das pessoas que chegavam a sua boutique para comprar.”

    Pelo que percebi, a afirmação de Eliane, segundo você disse, causou-lhe espanto . Você pediu socorro ante a grandeza do fenômeno. O desconhecimento da origem desse fenômeno a levou a percepção de que se tratava de algo satânico, uma prova disso é que você para repreender a Eliane, recorreu ao nome de Jesus (símbolo de autoridade).

    Mas se eu disser que você ao repreender a figura de Eliane e sua declaração bombástica, estava lá no fundo repreendendo a si mesma?

    Que me diz desta assertiva. Responda livremente. Estamos num culto de portas fechadas. (rsrs)

    Antes de responder, leve em conta o que disse a mesma autoridade a quem você pediu socorro:

    ”O nosso maior inimigo está dentro de nós mesmos”

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Levi, Antes de tudo, quero te dizer que eu não fui protagonista desta história. Este fato se passou entre Eliane e a irma dela.

      Lamento dizer-lhe que sua psicologia falhou. Quando eu pedi para vocês explicarem o fenômeno, foi exatamente porque sabia que vocês teriam argumentos para qualquer tipo de reação da moça em questão, mas quando parte para o sobrenatural, nem a ciência explica...

      Se eu estivesse realmente espantada com o fato, nesta confraria de hereges rsrs, a única pessoa que eu perguntaria seria ao Gil, porque sei que ele é católico. A maioria de vocês não acreditam e eu já sei disto, seria perder tempo.

      Com certeza, em culto de portas abertas, rsrs eu diria o que acredito, sem reservas, ou seja, espíritos se comunicam seja por telepatia, ou como seja, eles o fazem. Já contei de uma moça que estava a beira da morte e eu falei para ela sobre Lázaro e sua ressurreição, (eu não a conhecia) uns dois dias depois, ela sentiu que estava pior, então foi a outra cidade, em busca de um macumbeiro, quando ela chegou lá, de imediato, ele lhe disse: esta história de Lázaro que lhe contaram é mentira. bla bla bla, como ele sabia?


      Concordo plenamente com você quando cita: ”O nosso maior inimigo está dentro de nós mesmos”. exatamente por isto, eu não preciso me preocupar com o diabo, eu tenho que viver de forma digna.


      Se eu contasse para você uma experiência muito profunda com espírito, você iria mandar psicotrópicos para mim kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Agora meu amigo, você filosofou, mas não respondeu nada, e eu não vou cobrar de você porque nesta Freud se perde também kkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  30. Monumental Levi meu mestre Bronzeado!!! Parafraseando o bigodudo: Não afugente de si o "demônio", pois ele pode ser a melhor coisa que você possui". Às vezes Sartre também ajuda: "O inferno são os outros". Entendo (corrija-me se estiver errado) Guiomar, e como já disse em comentários anteriores, que o medo é o combustível da superstição, do misticismo, e por conseguinte da religião. Não é tão mal assim sentir medo. O Medo nos mantêm afastados dos perigosos. O medo aciona o gatilho do "lute" ou "corra". O medo nos impede de cometer o mesmo erro. O medo da punição nos impede de matar, de roubar, de ferir. O medo nos impede de trair. O medo do pecado nos impede de ferir a nosso Deus. O medo de nosso Deus nos impede de cometer os "pecados". E o medo do diabo, consequentemente nos aproxima de Deus. Por mais que eu não acredite, tenho que respeitar o medo, ou a crença (que pode até ser sinônimo)da possessão demoníaca. como já disseram, não sei quem: De todos os medos que temos, o medo que mais devemos temer é justamente o medo de não ter mais medo de nada".

    Se ninguém assumir a autoria da frase, por favor, digam que é minha! Rsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jamais queria continuar crendo e amando a Deus por medo, já vivi esta desgraça, hoje estou sob a graça, e amo-O e O sirvo, porque hoje O conheço, ainda que dentro dos meus limites humanos. Sei também que milhares e milhares de pessoas já saíram desta fase, amadureceram.

      Quanto ao diabo, na cruz do calvário, JESUS O VENCEU, não precisamos temê-lo, apenas caminharmos com Jesus.

      Excluir
  31. Quanto às indagações da Guiomar acerca dos eventos ocorridos. Acho que ela ainda não entendeu que todos aqui estão tentando dizer de forma delicada que tudo não passou de:

    1) Uma mentira inocente contada pela pessoa que narra a cartinha

    2) Uma meia-mentira, pois na verdade talvez a pessoa apenas tenha dito o óbvio tipo: Você está em casa! (é lógico, se ela atendeu ao telefone). Você está com aquela sua camisa branca! (partindo do principio lógico de que a pessoa ao telefone sempre usa, ou, usa costumeiramente camisas brancas não seria nenhum absurdo a dedução). Você está sentada naquela poltrona de respaldar (Novamente, o raciocínio lógico deduz que a pessoa estivesse sentada no mesmo lugar que costuma sentar quando atende ao telefone, que por sua vez não é sem fio, o que impediria a pessoa de ficar caminhando pela casa). E por que eu disse "meia-verdade"? Porque a pessoa que ouviu as "adivinhações" acabou, "inconscientemente", aumentando os eventos.

    3)A pessoa "possuída pelo demônio" desenvolveu algum tipo de telepatia, percepção extra-sensorial, anomalia cognitiva, o que seria pouco provável, uma vez que embora muitos experimentos científicos sobre a telepatia tenham sido realizados, incluindo aqueles feitos recentemente por universidades respeitáveis nos Estados Unidos(alguns com resultados positivos), a existência da telepatia não é aceita pela maioria dos cientistas e céticos com o eu. Mesmo com todas pesquisas e estudos relativos aos assuntos psiônicos, as evidências existentes ainda não tem o peso suficiente para que seja aceita a existência do fenômeno

    Até que seja possível comprovação científica a respeito do mecanismo do fenômeno. Deve-se questionar, neste sentido, quais são os fatores que contribuem para que uma determinada teoria seja aceita enquanto científica e não outras. Em ciência, assim como em toda área do conhecimento, sempre estão em pauta interesses que escapam meramente do campo "científico", tais como interesses financeiros, econômicos, políticos e ideológicos.

    Bom, é até onde posso tentar responder as perguntas da Guiomar. Não estou dizendo que estou certo, mas também não estou afirmando que estou errado. O Levi talvez pudesse contribuir um pouco mais com a questão do inconsciente coletivo, o que fiz foi apenas esboçar minha opinião

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edson, desta vez tenho que lhe dizer que você não usou a sua inteligência.

      Não houve nenhuma cartinha, minha amiga me contou a história e eu pedi a ela para mandar para que eu publicasse no meu blog. Conheço minha amiga e sei em quem estou confiando. Além de que eu mesma já vi coisas sobrenaturais. Talvez você precisa de conhecer algumas pessoas que trabalhem com macumba ou alguém que saiu de lá. Você vai ouvir coisas espantosas. A televisão sempre está exibindo casos extraordinários, ao vivo ou documentários. Querer negar os fatos é querer fugir da realidade por algum motivo.

      Excluir
  32. Esse Levi é o cara rsrsrs Ele não fugiu da pergunta kkk

    Gui quanto a sehora que vc encontrou católica na igreja tem um movimento que se assemelha e muito com os evangélicos (apesar de eu ser um dos pioneiros aqui na diocese, a liderança atual não gosta muito de mim por causa das minhas ideias). No início eram pentecostais, hoje se parecem muito com neo pentecostais (aprendi com o DONI no face). Eles acham que o demônio está em tudo e arrancam o demônio adoidados, nem precisa dizer que a massa do povo se encontram neste segmento.

    Quanto à idolatria citada por você um amigo pastor meu do grupo acolher quando nos unimos fez a seguinte brincadeira: E agora o que nós evangélicos vamos fazer? O que sempre nos motivou foi converter católicos! Então arrematou: Gil, se você soubesse como somos idólatras, não existe um povo mais presunçoso do que nós, idolatramos nós mesmos o tempo todo.

    Eu não preocupo com isso sinceramente! Deus ama a todos.

    Eu faço uma pergunta aos confrades em uma dúvida que tenho:

    - Como pode o demônio decaído ser tão numeroso a ponto de influenciar todas as pessoas e estar em todo lugar? Teria ele o poder da onipresença?
    Não existe ai uma falha de proporcionalidade? Quantos anjos decaídos existem, eles criaram outros? Esta estória está mal contada.

    Eu penso que se Deus tem um cabo eleitoral este é o demônio! É o parceiro melhor que Deus tem. Partindo da lógica dos religiosos ele converte muito mais gente do que Jesus. Haja visto que a igreja ( principalmente a que participo) em tempos atrás o utilizou e muito para através do medo convencer as pessoas a se converterem. O inferno atem muito mais valor e impacto que o céu. Os neo pentecostais que o diga hoje.

    Quantas pessoas religiosas vão a igreja por amor a Deus e quantas vão por interesse, necessidade e medo do inferno?

    Sei lá! A religião precisa mais do demônio do que Deus. Precisa mais do inferno do que o céu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gil, quando falei sobre idolatria não queria agredir os católicos, não ignoro que no meio evangélico se idolatra cantores, pregadores, líderes, bíblia, etc e tal, assim como muitos católicos idolatram ídolos.

      Quanto a quantidade de demônios, você lembra que muitas vezes Jesus expulsou legiões de demônios de uma única pessoa?
      Existe muito mais poderes no mundo das trevas que imagina a nossa vã filosofia. rsrs

      Excluir
    2. Gui na paz! Estamos aqui pra isso mesmo rsrsrsrs

      Excluir
  33. Matheus meu caro desculpe minha indelicadeza e falta de educação então ai vai:

    "SEJA BEM-VINDO EM NOME DE JESUS..."

    CLAP, CLAP, CLAP, CLAP, CLAP...(PALMAS)

    ResponderExcluir
  34. “Diagnosticar como neurose o possível é fácil, mas explicar certos fenômenos, nem encarnando Freud vc não explica, portanto, Freud me deixa sem respostas.”

    Realmente Gui, é extremamente difícil dar respostas, ao outro sobre o que vai na sua subjetividade.

    Traduzindo psicaliticamente , acho que seu questionamento seria mais ou menos assim:

    “DESEJO que me falem sobre o meu desejo em entender o que se passa entre mim e a pessoa que considero possessa?.

    É nas entrelinhas do que o outro fala e escreve, que captamos certas nuances que se repetem. Não tenho título de analista, apenas sou um curioso em psicanálise. Mas me desculpe, foi o que deduzi de sua insistência (mecanismo de defesa) em me fazer entrar em sua guerra particular repercutida no texto postado, provocado, reconheço, pela assertiva que fiz: “Freud explica... “ (rsrs)

    O segundo ponto importante do discurso postado Gui, para mim, o ponto chave da questão, está nas entrelinhas do trecho pinçado do embate “Eliane X Guiomar”:

    “No dia seguinte ela foi trabalhar e quando uma cliente entrava em sua loja, ela possessa falava tudo que aquela pessoa tinha feito de imoral, ou seja, descobria a vida íntima das pessoas, espírito de adivinhação”.

    O que diz a psicanálise:

    tememos o outro diferente, porque ele pode revelar a nossa verdade encoberta. Trabalhamos duro para tentar eliminar as partes que vemos nos outros e julgamos inaceitáveis em nós. Quando estamos em meio à projeção, parece que estamos vendo a outra pessoa, mas, na realidade estamos vendo nela, aspectos ocultos de nós mesmos. Pelo menos, inconscientemente, o outro continua a ser o nosso espelho.

    “A medida que ela foi se fortalecendo na palavra de Deus, passou a renunciar tudo que tinha de errado em sua vida e então veio a libertação por completo”. (GUI)

    O que subtendo do trecho acima:

    Você, lá no fundo, se considera vitoriosa, pois a sua amiga Eliane é agora uma LIBERTA ― uma igual, isto é, aquela que não revela mais as “imoralidades” e o que é íntimo das pessoas.(rsrs)

    Freud, em um mergulho dentro de si mesmo, disse certa vez: “Começamos a sepultar nossos traços sombrios na aurora de nossas vidas, por volta dos três a cinco anos de idade”.

    Mas essa “sepultura” ou “porão esquecido” em que guardamos desejos reprimidos e crimes não ditos, à maneira de um arquivo entravado, não pode ser deletado desse magnífico computador, denominado, cérebro. Ele continua a nos enviar as suas irresistíveis ressonâncias. (rsrs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Levi, por favor, você está comentando sem haver lido bem o testemunho e sequer lido as minhas réplicas.

      “A medida que ela foi se fortalecendo na palavra de Deus, passou a renunciar tudo que tinha de errado em sua vida e então veio a libertação por completo”. (GUI) você está insistindo que sou Eliane outras vezes a irmã dela.
      Eliane já comentou no nosso Logos Y Mytos, mas não gostou da forma como algumas pessoas contestam e não voltou mais.

      Levi veja que absurdo você afirma: "“No dia seguinte ela foi trabalhar e quando uma cliente entrava em sua loja, ela possessa falava tudo que aquela pessoa tinha feito de imoral, ou seja, descobria a vida íntima das pessoas, espírito de adivinhação”.

      O que diz a psicanálise:

      tememos o outro diferente, porque ele pode revelar a nossa verdade encoberta. Trabalhamos duro para tentar eliminar as partes que vemos nos outros e julgamos inaceitáveis em nós. Quando estamos em meio à projeção, parece que estamos vendo a outra pessoa, mas, na realidade estamos vendo nela, aspectos ocultos de nós mesmos. Pelo menos, inconscientemente, o outro continua a ser o nosso espelho."

      A verdade encoberta dela não era adultério e coisas de certo nível moral que ela revelava dos outros. A verdade dela foi exatamente buscar poder no mundo espiritual da magia e por consequente ela fez coisas absurdas.

      Eu entendo que você não vai poder explicar o fenômeno meu caro.

      Excluir
    2. Na história em pauta, como em toda história que se conta, GUI, há um conteúdo latente, que tem a ver com DESEJOS. (rsrs)

      Bom é saber que existe o avesso da moeda, que a nós, seres reativos, parece absurdo. (rsrs)

      Desmitologizar é preciso, para se entender certos tipos de arquétipos da psique.

      Excluir
    3. Sabe Levi, o que acho cruel na psiquiatria é este radicalismo. Lembro-me de uma amiga psiquiatra que queria de uma forma apavorante, meter na minha cabeça que o meu filho mais velho iria ter ciumes do bebê que estava chegando. Lógico que isto é muito normal, mas depois que chegou ela seguiu com uma paranoia absurda, me dizendo para eu vigiar 24 horas o bebê, e muito pelo contrário eu tive um grande ajudante no meu filho primogênito.
      Outra feita, ela cismou que uma pessoa da minha família estava louca porque havia jogado pedra no marido, kkkkkkkkkkkkkk estava louca sim, de raiva. Por ela, teríamos levado a moça para um psiquiatra.
      Desta forma, muita gente fica dependendo de drogas porque os psiquiatras preferem acreditar que eles adivinham o que está vivendo o paciente e jamais abrem mão das suas convicções...

      Excluir
  35. GIL,

    nos meus últimos comentários, levantei a questão teológica da não existência de nenhum anjo caído solto pela terra entrando no corpo de pessoas (imagina um anjo dentro de você...), pois todos foram presos por Deus, segundo nos disse o autor da carta de pedro.

    Logo, fica a pergunta: de onde vêm os demônios?

    Estou esperando a GUI considerar essa questão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. GIL, existem de fato no mínimo 7 bilhões de demônios no mundo(é esse o número de habitantes atual do planeta? rsss) Só que nenhum deles é anjo caído.

      Excluir
    2. Edu eu havia lido seu comentário e só joguei mais dúvidas para incrementar o balaio de gato rsrsrsrs

      É EDU somos demônios e deus.

      Excluir
  36. Eu tenho umas histórias com testemunhas que aconteceram comigo em relação ao capeta que me deixaram impressionados e em dúvida do que aconteceu mas minha cota já foi batida aqui rsrsrs.



    ResponderExcluir
  37. A questão é: por que atribuir a demônios(esses seres míticos desde a antiquidade grega) esses fenômenos psíquicos? o padre "Quemedo" diz: (sou fã daquele cara rss): "mandem ou demônios contra mim, mandem.." rssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também sou "pé frio", igualzinho ao Quevedo (kkkkkkk).

      Excluir
    2. Na dúvida desta força negativa prefiro ficar na moita kkk

      Excluir
    3. Eu já ouvi alguém zombar, falar um montão do que não sabia, depois chegou pra mim amarelo, apavorado, porque viu um demônio.

      Excluir
  38. Algo que gostaria que nosso teólogo Eduardo explicasse, é por quê os demônios não entram num ateu? Não vale dizer que o fato de ser ateu já um sinal de possessão, pois não vou aceitar hein?!

    Não é uma coisa estranha gente? Deus permitir que primeiro a pessoa seja possuída pelo demônio para só então entrar com providência. Fazendo uma analogia rápida, seria o mesmo que dizer que primeiro um laboratório tem que criar a doença para depois inventar a cura. (o que não duvido que aconteça)

    Será que para os que acreditam nesses eventos, não pensam que pode haver um desejo um tanto obscuro de Deus? O que dizer então dos crentes (crentes mesmo) que são supostamente possuídos?

    Creio que essas perguntas devam ser respondidas, antes mesmo de tentarmos responder às perguntas da GUI. Passo a batata quente então para nossa queridíssima Guiomar Barba.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edson meu querido, como eu não conheço todos os ateus do mundo não posso afirmar que nenhum deles, tenha sido possuído ou seja possuído ou opresso.

      Se a pessoa não for possuída para que a cura? Se a pessoa nunca teve alguma enfermidade para que a cura? Os são não precisam de médicos...

      "Da mesma fonte não pode jorrar água doce e salgada." "E que concórdia há entre Cristo e Belial?"

      Ser crente não imuniza ninguém contra opressões ou até possessões.
      "Mas dirá alguém: Tu tens a fé, e eu tenho as obras; mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras.
      Tu crês que há um só Deus; fazes bem. Também os demônios o creem, e estremecem. (Tiago 2:18-19).

      Submetei-vos, pois, a Deus, resisti o diabo e ele fugirá de vós."

      Excluir
  39. Das duas uma: Ou tudo isso não passa de loucura ou auto-sugestão, ou um ateu é totalmente imune às investidas dos demônios, uma vez que um ateu sério não dá créditos ao Diabo.

    Sendo assim, creio que ser crente é perigoso demais.

    Ah! Já sei: Os demônios querem na verdade apenas afrontar a Deus, roubando uma ovelha de seu aprisco. Mas meu cérebro não para de formular hipóteses e mesmo antes de escrever estas linhas, outras perguntas já são concebidas:

    Não teria o sangue do cordeiro mais poder que a astúcia do Diabo? Deveríamos duvidar das narrativas Bíblicas quanto a essas questões? Assim como João Batista, que depois de um tempo preso, pediu a um dos discípulos que perguntassem a Jesus se ele era mesmo o Messias que há pouco o próprio João havia anunciado, e dito que não era digno de desatar, carregar ou costurar suas alparcas?

    Enfim...tudo leva a crer que algo está errado:

    Ou a narrativa da menina possessa

    Ou a narrativa Bíblica que nos garante proteção mediante redenção divina.

    Ou eu, que não acredito em nada disso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edson, quantas vezes o povo de Israel, logo após vivenciar um milagre inusitado, chegava a duvidar que realmente Deus estava com eles? Chegaram até a fazer um bezerro de ouro e adorá-lo como se fosse um deus. É próprio do ser humano, duvidar, temer. Até mesmo Elias, após suas façanhas, fugiu com medo de Gezabel, temendo que Deus não protegeria a sua vida.

      João Batista, quem sabe, não entendeu porque Jesus não foi em sua defesa, sabendo que ele havia sido preso injustamente. Ele não havia vindo para salvar Israel?

      Excluir
  40. Edson Moura,

    O assunto não necessita de meus comentários. Eu só iria repetir suas afirmações. Reafirmo completando sua posição: Um ateu sério não dá créditos ao Diabo, nem a Deus.

    ResponderExcluir
  41. Edson,

    você como um bom crente que foi, leitor da Bíblia (leu mais a Bíblia do que eu, com certeza) deve saber essas respostas. Mas nem mesmo se um ateu ficasse possesso ele acreditaria no diabo...rssss

    Mas dizer que alguém está possesso do diabo é um erro. Digo, o Diabão mesmo, o chefe da turma. dizem os especialistas em demonologia (sabia que existem especialistas em demônios??) que o Diabo não incorpora em ninguém, pois ele é de um grau superior, elevado.

    Os demônios que incorporam nas pessoas são a ralé do reino satânico. Os nossos irmão espíritas dirão que são os "espíritos obsessores", desencarnados que foram da pá virada em vida e que estão agora, meio perdidos no mundo dos espíritos.

    Dizem os especialistas em capirotos, que somente aqueles que estão debaixo do "sangue de Cristo" estão protegidos dos demônios de quinta.

    Agora, a minha observação nesses anos todos na igreja é que a grande maioria de possessos que se manifestam na igreja são oriundos dos cultos afros. O resto são perturbados mentais mesmo(conheci alguns).

    Já viram aqueles espetáculos na IURD onde os possessos dizem que são o Tranca-rua, a Pomba-Gira, etc, ou seja, entidades do candomblé.

    Logo, por dedução, os evangélicos chegaram à conclusão que todos os demônios do mundo tem nome brasileiro e desce em terreiro...

    Você, estimado Edson, já foi macumbeiro, fez a cabeça ou algo parecido, não lembro mais; naquelas épocas você não chegou a receber a visita de nenhuma entidade africana-abrasileirada?

    Quanto ao caso do Batista de ter duvidado da messianidade do seu primo, há uma explicação convincente.

    O Batista era um profeta do fogo e do juízo. Ele descia a lenha nos pecadores, dizia que o julgamento estava próximo, que o fogo iria queimar e purificar os homens, etc. Mas o seu primo, de temperamento um pouco mais brando e compassivo dizia que não tinha vindo julgar o mundo, mas salvá-lo.

    Era compreensivo demais com pecadores e prostitutas. Daí, claro a dúvida. Mas o Batista perdeu a cabeça e não viu que o seu mais famoso discípulo não seguiu seus passos, rompeu com a mensagem de juízo iminente, e ofereceu a esperança de um Reino onde todos seriam bem-vindos. Principalmente aqueles que o Batista queria ver no fogo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. leia-se: mesmo que um ateu ficasse possesso, ele NÃO acreditaria no diabo...

      Excluir
  42. Nunca recebi orixá ou emogibá algum Edu. Minha mãe recebia uma dúzia deles, e, embora ela bebesse bastante, andasse pelo terreiro sem seus óculos (28 graus), eu até hoje tento convencê-la de que tudo não passava de auto-sugestão, às vezes ela concorda comigo e diz que sabia de tudo que estava se passando, mas não largou a macumba. rsss

    ResponderExcluir
  43. Edson,

    As pessoas "recebem" aquilo que acreditam. No pentecostalismo, as pessoas recebem o Espírito Santo dentro delas, o que as leva ao êxtase, às línguas, às manifestações "sobrenaturais". Os mesmos cristãos não pentecostais (ainda existem esses??) não participam dessas experiências pois não acreditam que o ES tenha esse modo de agir.

    No caso dos cultos afros, o que eles vão receber? unção do riso? unção do leão? o ES? não, vão receber as entidades para as quais elas prestam culto.

    Mas tudo se dá a nível psíquico. não existem orixás, nem Pomba-Gira, nem ES; o que existe é a crença que se manifesta. Mas nisso podemos ver a força que a crença possuí. De fato, o autor do livro aos hebreus disse muito bem que a fé é "trazer à existência coisas que não existem".

    Acredito que essa "força da fé"(que tratei no meu último texto) pode ser usada de forma consciente, mais inteligente do que da forma que é usada em alguns grupos religiosos.

    ResponderExcluir
  44. O universo não precisa de Deus. Segundo a teoria matemática das cordas ele se multiplica, se transforma em várias dimensões, se espande, cria elementos ou entra em colápso sem a interferência de nenhum Deus ou Diabo criados pelo homem. O homem, este Deus que o universo ainda não tomou conhecimento.

    ResponderExcluir
  45. É Eduardo Medeiros meu caro amigo, foi isso que eu quis dizer quando disse que disse a minha mãe (madonna, esta fala ficou horrível, mas prossigamos) que era tudo auto-sugestão. Só não quis usar a palavra crença.

    O Cérebro humano é um mistério tão grande quanto o universo, aliás, já disseram que nosso cérebro é um universo de apenas um quilo. sendo assim Edu, se nosso cérebro fosse tão simples ao ponto de conseguirmos entender essas coisa inexplicáveis de agora, seríamos certamente, tão idiotas que não conseguiríamos entendê-lo. Talvez as coisas tenham que ser asssim.

    O homem é diferente de um cão, que ao lançarmos um galho de árvore, corre para buscar. Nós homens antes de corrermos para pegar, intuitivamente queremos saber de onde o galho veio, quem o jogou, e se possível por que o jogou, e o que ganho se for buscá-lo. O que não percebemos é que não podemos nos comparar ao cão, mas sim, ao galho. Nós somos um pedaço do universo infinito, possivelmente nunca o compreenderemos. Nem o Universo literal, nem o universo que é nossos cérebros.

    Que bosta não!?

    O Provocador

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas ela continua lá não é Edson?
      Eu acredito que nem todos têm esta sensibilidade espiritual para receber espíritos, ou seja ficarem possessas. Acredito que a sensibilidade espiritual, nós a canalizamos como acreditarmos...

      Excluir
  46. Confrades para quem tem interesse e paciência um documento que parece ser bom para aprofundar o tema:

    http://www.revistatheos.com.br/Artigos%20Anteriores/Artigo_02_03.pdf

    ResponderExcluir
  47. Sábias palavras, nobre Provocador.

    Mas ao contrário do Mirandinha, eu acredito que o universo precisa sim de "Deus"; não do deus das religiões(estes só servem para quem crer nele), mas no Deus que fosse algo do tipo a "Teoria do Tudo". Talvez ele não seja um ser, mas uma mente.

    ResponderExcluir
  48. Guiomar,

    o sentido do texto da carta de Pedro em nada induz a pensarmos que essa prisão não seja de fato, prisão.O texto da Bíblia de Jerusalém é bem especifico:

    "lançou-os nos abismos tenebrosos do Tártaro"

    a frase se refere a um lugar e não a um estado.

    Não te parece estranho alguém ser possuído por um anjo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edu, Pedro também acreditou que o fim estava próximo. Mas veja que ele mesmo manda vigiar porque o diabo anda ao redor de nós procurando a quem possa tragar, e sabemos que ele é o chefe e tem seus súditos à seu serviço.

      Com a conotação que você dá seria bizarro, mas não é um anjo que possui e sim um espírito.

      Excluir
  49. Gui,

    a tradução Revista e Corrigida diz que Deus lançou os anjos revoltados no "inferno",presos em cadeias. "Inferno", segundo consta na tradição cristã, é um lugar. A NVI (Nova Versão Internacional) muito usada hoje nas igrejas, também diz "inferno" mas traz em nota que no grego a palavra é "Tártaro".

    DE fato, no texto grego, a palavra é Tártaro(acabei de conferir no meu NT em grego).

    E o que era o tártaro?

    Na antiga mitologia grega, o Tártaro era o submundo (inferno), era localizado no Hades, o mundo dos mortos. Era para lá que iam os inimigos do Olimpo(morada dos deuses gregos).

    OU seja, a carta de Pedro ressoa um mito grego para dizer a mesma coisa sobre Deus - que ele aprisionou no Tártaro, os seus inimigos (os anjos revoltosos).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho estas traduções e também a Jerusalém, além de outras, mas não conheci nem um teólogo que tratasse do assunto, de forma que despertasse interesse.

      Excluir
  50. Edu, mas não podemos nos ater apenas a carta de Pedro e Judas, quando temos muitos outros textos que fala que o diabo será lançado no inferno e seus anjos, em um tempo futuro.

    Eu já te contei que vi espíritos várias vezes. E poderia te contar, prefiro em particular, uma experiência minha, forte. Edu eu tenho todas as razões para crer, não só porque a bíblia diz, mas porque eu experimentei

    ResponderExcluir
  51. Gui,

    essa assunto em particular tem gerado de fato, controvérsia nos comentaristas bíblicos. Mas teríamos que admitir que a carta de Pedro e de Judas estão erradas, o que já é um golpe na credibilidade teológica delas. E por que afinal de contas, elas estariam erradas, e o apocalipse, certo? Fica o impasse. Ou se pode conciliar as duas passagens, o que requeria mais tempo para se fazer aqui.

    Gui, com todo respeito e carinho que tenho por você, me dizer que você já viu anjos caídos (demônios) e isso prova que eles existem,não diz muita coisa. O que você viu pode ter outras tantas explicações tanto psíquicas como paranormais.

    Tem quem diga, que jure, que já viu Mula-sem-cabeça, Lombisomen (minha sogra jura de pé junto que antigamente eles existiam lá na roça), Saci Perêrê, etc, não provam que eles existam de fato.

    Tem gente que diz que já viu até Deus, contrariando o que diz na Bíblia que nunca ninguém jamais viu a Deus.

    Então não é assim tão simples: eu vi, logo existe.

    Mas vamos deixar essa prosa para uma outra hora, parece que já tem uma Anja caída doida para publicar mais uma de suas heresias...rssss

    ResponderExcluir
  52. Edu, a bíblia está cheia de relatos sobre Jesus expulsando demônios.

    Eu sei que para uma pessoa que nunca teve experiência com o mundo espiritual e além do mais, não crer, sempre vai defender a tese de que são problemas psíquicos ou o que seja, mas não esqueça amigo que são milhares e milhares de pessoas, até mesmo respeitadas como o chico Xavier que tiveram experiências com espíritos.

    A história de mula sem cabeça, etc., sabemos que é lenda e passou com uma melhor educação do povo, mas os demônios só passarão quando forem lançados no inferno, disto, não tenho dúvidas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ok.

      quem sabe o Chico estava certo e esses espíritos nada têm de demônios e sim, são espíritos desencarnados em busca de rumo.(os chamados espíritos obsessores pelo kardecismo).

      Gostaria de saber como começou as suas experiências com espíritos(ou demônios, como queira).

      Excluir
    2. outros temas se desdobram a partir da crença que os anjos caídos irão para o inferno, como por exemplo, a natureza do que seria o próprio inferno. Anjos são espíritos, logo, o inferno também têm que ser um lugar "espiritual" e não físico. E se o inferno foi feito para o diabo e seus anjos, por que se acredita que os não salvos irão também para lá em corpos ressuscitados, se o corpo ressuscitado é "meio físico" e meio espiritual, como eles poderão ser torturados num inferno junto com seres apenas espirituais como os anjos?

      São questões teológicas que se impõe a uma reflexão.

      Excluir
    3. Edu como é o inferno, não me atrevo a comentar sobre o que não tenho ideia.
      Paulo em sua epístola afirma que assim como temos um corpo terrestre temos também um corpo espiritual e esse é incorruptível diferente do corpo animal que sofre a corrupção ou seja a decomposição. Lembrando também que ele afirma que nem carne e nem sangue entrarão no reino do céu, negando assim, a ressurreição da carne. Sabemos que Jesus ressuscitou em um corpo glorificado.

      O inferno realmente não foi feito para o ser humano, mas a opção de aonde deseja passar a eternidade é pessoal. Isto daria outro texto. rsrs

      Excluir
  53. Gostaria de saber como é que se espanta ou captura o demônio da Tasmãnia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkeeeeeee...em nome do "Louva-Deus"

      Excluir
    2. Mas ele não se alimenta de insetos.
      O crente "Louva-Deus com sangue fresco, ao passo que o Diabo da Tasmãnia é carniceiro. Há diferênças?

      Excluir
  54. Hoje eu ouvi a expressão: "O sangue de Jesus tem poder". Poder sobre qual, o "A", o "B", o "O"? Mas qual é o tipo dêle?

    ResponderExcluir
  55. ‎"Doces Sonhos" By Marilyn Manson

    (ele não é o autor da música que é da década de 80 salvo engano, mas esta conotação diabólica que ele trouxe à música ficou fodástica)

    Doces sonhos são feitos para acreditar
    Quem sou eu pra desacreditar
    Viajando o mundo e os sete mares
    Todos mundo está procurando por algo

    Alguns deles querem te usar
    Alguns deles querem ser usados por você
    Alguns deles querem abusar de você
    Alguns deles querem ser abusados

    Eu quero usar você
    e abusar de você
    Eu quero saber o que tem dentro

    Mexa-se, mexa-se, mexa-se,
    Mexa-se, mexa-se, mexa-se,
    Mexa-se, mexa-se, mexa-se,
    Mexa-se!

    Doces sonhos são feitos para acreditar
    Quem sou eu pra desacreditar
    Viajando o mundo e os sete mares
    Todos mundo está procurando por algo

    Alguns deles querem te usar
    Alguns dos quero-os ser usados por você
    Alguns deles querem abusar de você
    Alguns deles querem ser abusados

    Eu vou te usar e abusar de você
    Eu tenho que saber o que há dentro de você
    Eu vou te usar e abusar de você
    Eu tenho que saber o que há dentro de você

    http://www.youtube.com/watch?v=m6VojYGrnpg

    Será ue tem a ver com o texto???

    ResponderExcluir
  56. Levi, meu mestre Bronzeado, vc foi fodástico! Amei seus comentários. (como sempre)

    Gente, postei a música porque sei que muitos demonizam, principalmente por conta da releitura que o Marilyn fez e peço que vejam o vídeo. rsrs

    ResponderExcluir
  57. Edu, nas igrejas eu sempre vi, desde pequena, pessoas possessas. Vi coisas que eu sabia que não poderiam ser naturais. Lembro de uma das vezes, uma senhora vomitou uma quantia tão grande de liquido e comida que do meio para fora da igreja, ficou cheio daquilo. Ainda pequena, lembro-me que de olhos arregalado, eu podia entender que nem um ser humano conteria aquela quantidade de liquido e comida no estômago, ainda mais se tratando-se uma pessoa de pequena estatura e que não era tão gorda.

    Fui testemunha de quantas vezes minha mãe levou para nossa casa, pessoas que estavam internadas em hospício, como loucas, e aquelas pessoas depois de um tempo na nossa casa, saiam totalmente lúcidas.

    Eu mesma várias vezes expulsei demônios. Podemos discernir perfeitamente quando a pessoa esta sobre efeito de alguma possessão ou opressão maligna e quando é uma enfermidade da mente.

    Nem um ser humano que morre volta a esta terra. Disto não tenho dúvidas.

    ResponderExcluir
  58. Exceto alguns que morrem no Oriente Médio.

    ResponderExcluir