sábado, 22 de setembro de 2012

Mente, Espírito, Alma: Ciência e ocultismo











Por Eduardo Medeiros





O cérebro humano é o artefato mais poderoso do universo. É ele, através da consciência (instância ainda bem desconhecida), que “cria” o universo. Sem uma mente consciente como saber o que existe? Sem a consciência, nada pode ser observado e ser nomeado como existente. Todo o passado do planeta (e do universo), obviamente, existiram antes de nós mas o próprio universo sempre foi potencialmente consciente, já que veio a produzir seres conscientes como  nós(uma tese que evidentemente, possui seus negadores).  O passado “existiu” porque mentes conscientes podem vislumbrá-lo por evidências por nós nomeadas.


As religiões antigas sempre souberam do poder fabuloso da mente consciente.


 Watchaman Nee, importante líder cristão chinês do princípio do século 20, entendia que o homem possui um poder latente que lhe capacita fazer coisas assombrosas.

Vejamos algumas citações do seu famoso livro “O poder latente da alma”:


“Embora não possamos taxar o poder de Adão como sendo um bilhão de vezes acima do nosso, podemos, não obstante, e com segurança, supor ser um milhão de vezes acima do nosso.”


Na concepção de Nee, Adão, imagem e semelhança de Deus, tinha o poder de ser como Deus:


"E Deus disse: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança" (Gn. 1:26). As palavras "imagem" e "semelhança" podem parecer iguais no significado e daí repetitivas. Mas no Hebraico a palavra "imagem" não indica semelhança física, antes denota semelhança moral ou espiritual. Alguém expressou assim: "transformado na semelhança"; isto é, "ser conformado a uma semelhança". O propósito de Deus ao criar o homem é para que este seja transformado segundo Sua imagem. Deus queria que Adão fosse como Ele. O diabo disse: "Sereis como Deus:" Mas a intenção original de Deus era que Adão fosse transformado para se tornar como Ele.”

 E ainda,

 “Disso concluímos que antes da queda, Adão tinha nele o poder de tornar-se como Deus. Ele possuía uma habilidade oculta que lhe tornava possível tornar-se como Deus.”

Mas quando Adão peca e cai, esse poder que ele tinha ficou “latente”, “oculto” mas não extinto. Ou seja, todos os homens e mulheres na  concepção de Watchaman  Nee possuem o poder de Adão em estado adormecido mas despertá-lo é perigoso, pois esse pode ser influenciado por Satanás. Então ele ensina que o cristão deve usar o poder do seu espírito, este sim, o elo de ligação entre o homem e Deus.


Nee reconhece que as tradições religiosas orientais se utilizam desse poder da alma(mente):


“no budismo e no taoísmo, e igualmente em algumas seitas do cristianismo, poder especial sobrenatural está disponível a todos eles, para efetuar milagres na cura de doenças e na predição do futuro.”


Outro famoso cristão de origem oriental, Paul Yonggi Cho (hoje conhecido por David Yonggi Cho, pois ele diz que Deus mudou o seu nome, curiosamente, procedimento  ocultista),  escreveu um pequeno livro que foi amado por muitos(inclusive por mim que o li ainda bem jovem e fiquei intrigado) e odiado por teólogos conservadores que viam na mensagem do livro flertes com o ocultismo(e eu não lhes tiro a razão): “A Quarta Dimensão: o segredo da vida de êxito mediante a fé”.  Ele diz em seu livro:


“Muita gente na Coréia que pratica ioga, está curando doentes por meio da meditação da ioga...temos dificuldades em explicar tais coisas. Não podemos simplesmente dizer que são manifestações do diabo..podemos v er milagres entre os iogues, milagres entre os sokagakkai(1). Estamos vendo milagres em todas as religiões orientais.”


Cho ficava espantado, pois como cristão, cria que somente Deus era capaz de fazer tais coisas através da fé dos seus filhos. Ele conta então que ficou em meditação e oração para entender o porquê de acontecer milagres em religiões orientais não cristãs. O que ele descobriu foi que existia no universo três tipos de espíritos: o Espírito santo de Deus, o espírito do diabo e o espírito humano; ele dizia da existência de 4 dimensões: a primeira dimensão pode ser ilustrada como uma linha reta entre dois pontos; se acrescentarmos linhas após linhas, numa progressão indefinida, teremos então a segunda dimensão. A terceira dimensão é representada por planos sobre planos. O mundo material e a terra pertencem ao universo da terceira dimensão.


A primeira dimensão está contida na segunda, que a controla, mas a segunda é controlada pela terceira. E quem controlaria a terceira dimensão? Resposta: o Espírito de Deus. Foi o Espírito de Deus quem pôs ordem ao caos original, incubando as águas e chocando-as(termo no original hebraico). O reino espiritual da fé pertenceria a essa quarta dimensão.  Como o ser humano é um ser espiritual (mente-consciente),


“Os homens, explorando sua fé espiritual na esfera da quarta dimensão, por meio de visões, imaginações e sonhos, podem influenciar a terceira dimensão, produzindo nela mudanças.”


Evidentemente que qualquer um, crente ou não, possui tal capacidade de influenciar a terceira dimensão, curando doenças, por exemplo. O lado cristão da tese de Cho entra na questão que nos incrédulos, o espírito humano de quarta dimensão entra em contato com o espírito maligno, realizado também os ditos “milagres”.


O subconsciente no entendimento de Cho  é o nosso espírito, que na Bíblia é chamado de “homem interior”. Ele também declara que antes de Freud, o apóstolo Paulo já havia descoberto o subconsciente quando se referia ao homem interior. A linguagem do subconsciente da quarta dimensão são os sonhos e visões.  Cho dizia  que


“você pode visualizar um novo campo missionário; pode visualizar o rápido crescimento de sua igreja. Por meio de visualizações e sonhos você pode incubar o seu futuro e obter os resultados...ver é possuir”


Hoje, David Yonngi Cho é pastor da maior igreja cristã do mundo, com mais de 700 mil membros.


 Um bom exemplo da manifestação desse  poder  através da visualização  é o caso das ovelhas de Labão e de Jacó.


Jacó faz um acerto com Labão: apascentaria o  rebanho do sogro e como pagamento,  todas as crias que nascessem malhadas ou escuras seriam dele. Malandramente, Labão retira do seu rebanho todos os animais escuros e malhados e manda-os para longe. Com um rebanho sem animais escuros ou malhados, Jacó praticamente não teria nenhuma cria nessas condições. Mas como Jacó era mais esperto, põe em prática um ritual de visualização criativa. Ele faz listras em varas de álamo, de aveleira e de castanheiro deixando a parte branca das varas exposta. Então, quando os animais iam cruzar olhando para as varas, as fêmeas pariam crias listradas e malhadas...E claro que Jacó só fez o ritual mágico com as fêmeas mais fortes.

Essa prática usado por Jacó é hoje conhecida como “visualização criativa”. Yonggi Cho, no seu livro, relata que achava essa passagem bíblica problemática, pois narrava um ritual ocultista ou mítico; mas então, diz ele, recebeu uma revelação espiritual:


“O caso é que você não compreende...estou aplicando aqui a lei especial da criação...Deus criou uma visão e um sonho na mente de Jacó. Antes seu subconsciente havia estado cheio de pobreza, fracasso e trapaça...mas Deus mudou a imaginação de Jacó, seu subconsciente, usando esta parede de varas malhadas e salpicadas como material a fim de ajuda-lo a visualizar e sonhar...Jacó olhou tanto para aquela parede que sua mente se encheu da visão: dormia e sonhava com as ovelhas dando crias malhadas e salpicadas...a imaginação do homem tem um grande papel na quarta dimensão”


Todo esse discurso de “imaginação”, “visualização” faz parte também do vocabulário ocultista com algumas diferenciações óbvias do entendimento cristão desses dois autores. Veja por exemplo esse texto de um autor ocultista:


“Existem duas polaridades de poder oculto no universo. Uma positiva e construtiva, podendo ser canalizada por sua mente para realizar coisas espantosas. A outra polaridade é negativa e destrutiva, sendo frequentemente usada por pessoas inescrupulosas para adquirir controle sobre mentes alheias...a polaridade positiva de poder oculto é chamada Bem ou Deus. A polaridade negativa é chamada mal, ou força diabólica, e representa os elementos destrutivos que predominam no mundo de hoje. O ocultismo lida com o espectro positivo de poder cósmico.Foi dado a você o poder de conhecer o futuro e predizer o resultado de certos acontecimentos em sua vida. Você pode ter uma linha direta de comunicação entre seus centros psíquicos superiores e a mente cósmica que controla o universo inteiro” . (O poder das forças ocultas, Anthony Norvell, Ibrasa).


Acontece que hoje em dia, cada vez mais cientistas têm estudado esse tal “poder da mente humana”. O que já foi misticismo, crendices e visto por céticos como pura enganação, hoje é estudado como uma realidade que não se pode negar. Por exemplo, vejam este texto do prefácio de uma edição especial da revista Scientific  American:



“Nem sempre nos demos conta de que o cérebro humano tem capacidades refinadas – e nem sempre óbvias – que podem parecer, pelo menos à primeira vista, sobrenaturais. Muitas dessas capacidades parecem incríveis – e  algumas realmente são. Afinal, não é pouca coisa poder acelerar o próprio processo de cura, usar a intuição para tomar decisões adequadas, encontrar nos sonhos pistas para solucionar problemas do cotidiano, entrever o futuro, persuadir outras pessoas por meio da escolha adequada das palavras, perceber o que o outro está sentindo e pensando só de olhar para ele. (revista  Scientific American especial mente e cérebro, n 33 ed dueto).

A questão é que tanto autores cristãos como Watchaman Nee e David Yonggi Cho, quanto  ocultistas que seguem tradições milenares cujas origens remontam ao antigo Egito (lembrem dos magos de Faraó que transformaram cajados em serpentes) e cientistas, estão falando da mesma coisa, cada um a partir da sua compreensão do fenômeno. E a conclusão é de que o cérebro-mente-consciente(alma-espírito-energias-ocultas) possui uma energia criativa assombrosa; é capaz de curar doenças, influenciar pessoas, prever eventos futuros. Esse tema é bem vasto, mas para este texto não ficar muito longo e cansativo, finalizo aqui, para quem sabe, voltar ao tema numa próxima postagem.


_______________________________________________________

1 - Soka Gakkai  é a designação de um movimento budista composto por aproximadamente 12 000 000 de pessoas no mundo inteiro. Tem, como base, o pensamento do monge japonês Nitirem (1222-1282)[1].

113 comentários:

  1. Instigante seu texto Edu. Assim como é engenhosa a construção do Cho.

    Estou ainda nas primeiras páginas do (difícil de ler) livro "Deus e a nova metafísica" do Herb Gruning, onde ele trata de assuntos dessa categoria para além dela.

    Mas não seriam estes fenômenos, os mesmos peculiares da parapsicologia? Pseudo ciência tão contestada e rejeitada em meios acadêmicos, por estar, a rigor, sempre envolvida em charlatanismo?

    ResponderExcluir
  2. Edu

    Esse teu texto instigante, é um daqueles que não deveriam faltar numa sexta-feira – 13 de agosto (rsrs)

    E por falar em ocultismo, qual de nós, fanáticos apreciadores de gibis não guarda em oculto seus fantasmas, herois e superhomens?

    O barbudo Freud, em seu tempo passou por muitos aperreios com grande parte de seus colegas, em especial o Jung que, por curiosidade, estavam sempre,colocando em pauta temas, como telepatia ou transmissões de pensamentos entre indivíduos, que Freud tinha ojeriza. (rsrs)

    Inclusive, eu queria que você examinasse (deve ter esse artigo em pdf na internet), o artigo ― Psicanálise e Telepatia (página 217 do Volume XVIII da coleção standard de Freud – editado em 1921. Traz subsídios interessantes ao texto que você publicou.

    Freud chegou a dizer que durante cerca de 27 anos de trabalho como analista nunca observou um sonho verdadeiramente telepático.

    Mas se engalhou quando visitou Roma pela primeira vez. É que em três locais turísticos de Roma que ele foi pela primeira vez, teve a nítida impressão de que já tinha estado ali, inclusive acertou os detalhes do piso e das colunas, antes de vê-las. Passou anos encucado com essa aparente sobrenaturalidade. Após cerca de 6 anos, em uma visita a casa de sua avó, ele começou a mexer em um baú velho. Sua avó disse: Estou me lembrando do tempo em que tu tinhas 4 anos de idade e a primeira coisa que fazias quando chegavas aqui, era mexer nos meus livros e álbuns desse baú. Eu tinha muito cuidado com um álbum de fotografias, e sempre o tomava de tuas mãos temendo que estragasses o mesmo.

    E isso atiçou a psique do velho. A vó terminou por mostrar um velho álbum que ele sempre folheava quando pequeno. Surpreendentemente o mistério de Freud em Roma foi desvendado: Lá estavam no roto álbum as três fotos encardidas dos três locais de Roma, que o inconsciente o mostrara em sua viagem “sobrenatural” (kkkkkkk).

    O cérebro é um computador fantástico, nada se perde... (rsrs)

    Ah, a Guiomar daqui a pouco aparece, para contar as suas experiências espirituais, que não são poucas (rsrs). O interessante é que a cada vez que se conta a experiência se acrescenta algo a ela (Freud explica).

    ****************

    Passei de 1974 à 1976, morando em uma residência muito antiga (Bananeiras – Pb) que foi construída em torno de uma grande pedra(miniatura do pão de açúcar aí do Rio). Fui instado várias vezes por pessoas mais velhas de 70 á 80 de idade a não me atrever morar nessa casa, pois era ali que os escravos eram castigados e mortos, atrás da pedra de nome: “Bom Conselho” – local onde gostava de tomar umas sonecas á tarde e á noite quando estava com insônia. Segundo os habitantes da localidade, era uma casa mal-assombrada. Realmente, algumas pessoas que dormiram lá por algumas noites tiveram visões, e alucinações fortes. Eu, como sou pé frio, nunca vi nada. Minto: uma noite ouvi barulho forte no teto de madeira da sala de jantar, que me deu um certo temor. (rsrs).

    Chamei um ajudante para arrancar parte do teto: para minha felicidade psíquica lá estavam dois timbus grandes, e uma ninharada de filhotes.

    Edu, esse teu texto vai render, como história de pescador (rsrsrs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou pegar carona nas palavras do Levi para dizer o seguinte. Acredito em mistérios, em espiritualidade mas tenho reservas quanto ao tema poderes e forças sobrenaturais no sentido que temos uma tarefa para com o mundo e os homens que é de ordem estritamente material, neste sentido temos que ter atenção quanto a cortina de fumaça que o tema poderes e forças sobrenaturais cria sobre nossa compreensão e principalmente sobre nossa atuação consciente como seres de carne e osso, condição na qual Deus no coloca e que portanto deve ser de grande importância para Ele e para nós.

      Excluir
  3. Doni,

    estou quase terminando o livro que você citou, mas para mim ele também é indigesto, pesado, dá trabalho de ler...rsss Aina faltam uns dois capítulos mas acabei deixando o livro meio esquecido. Vou ter que voltar a ele, fazer alguns resumos, enfim, tentar digerir bem as ideias do autor.

    De fato a parapsicologia também trata desses fenômenos. Mas antes de julgarmos a parapsicologia como charlatanismo, devemos admtir que tais fenômenos acontecem, tanto no meio religioso quanto no meio ocultista, e agora, a própria ciência (não charlatã? rss) está tendo um grande interesse em estudar nossos "poderes mentais".

    ResponderExcluir
  4. Levi, o exemplo da experiência de Freud pode nos ajudar a explicar esses sentimentos de déjà vu. Só para ampliar as informações sobre essa experiência, colo aqui um texto do site Brasil Escola:

    Você já viu uma pessoa pela primeira vez e pensou que a conhecesse de algum lugar? Ao conversar com alguém, percebeu que já havia falado exatamente as mesmas palavras? Isso é o Déjà vu.

    A expressão francesa, que significa “já visto”, é usada para indicar um fenômeno que acontece no cérebro da maior parte da população mundial. O termo foi aplicado pela primeira vez por Emile Boirac (1851-1917), um estudioso interessado em fenômenos psicológicos. Déjà vu é quando nós vemos ou sentimos algo pela primeira vez e temos a sensação de já ter visto ou experimentado aquela sensação anteriormente.

    Diversas teorias errôneas, como inatenção, vidas passadas ou visões sobrenaturais, surgiram para explicar o fenômeno. Já a hipótese de que verdadeiramente já seu viveu aquela cena antes é inválida, uma vez que essas ocorrências nunca poderiam recriar a situação com exatidão, devido à falta de sentimento associada a cada acontecimento na vida das pessoas.

    Déjà vu também não é uma visão do futuro, uma vez que o fenômeno ocorre somente em momentos exatos, e jamais em situações anteriores.

    Na verdade, a sensação é causada por um estado do cérebro, por fatores neuroquímicos. Os especialistas afirmam que o déjà vu é uma experiência baseada na memória e que os centros de memória do cérebro são os responsáveis pelo fenômeno. Os déjà vus acontecem principalmente nas pessoas de 15 a 25 anos.

    __________________ _________________ ________________

    Mas Levi, a verdade é que hoje muito neurocientistas estão estudando esses estranhos fenômenos produzidos pela nossa mente. Premonições, curas, etc. mas como os blefes nessa área são muito grandes, o fenômeno como um todo acabava ficando desacreditado.

    ResponderExcluir
  5. é bom também esclarecer que não estamos falando aqui de "fantasmas", "assombração", "supertições", Mula-sem-Cabeça nem Saci Pererê (talvez o Noreda e o Mirandinha acrescentasse, "deus"..rss). O texto se refere a fenômenos observáveis e três modos de explicá-los, pela religião, pelo ocultismo e pela ciência.

    ResponderExcluir
  6. Edu meu caro,

    Não acrescento nenhuma figura retórica como o Mapinguarí e tampouco o Deus Abraâmico.
    Se você ficou deslumbrado com o "déjà-vu", imagine o que acontecerá quando tiver oportunidade de sentir um "fast forewer" que é a sensação de que irá ver. Um lhe leva ao passado, o outro ao futuro. Quem melhor explica isto é Lobsang Rampa.

    ResponderExcluir
  7. Lí muitas estórias bíblicas e a de Labão, Esaú e Jacó mostra os desvios de caráter do povo "de Deus". Mostra a desonestidade de Labão, que em momento algum denota inteligência. Mostra a esperteza de Jacó recorrendo à magia para se dar bem sem falar na enganação de Esaú. Resumindo: A história bíblica não deve ser contada para crianças.A prostituíção de Sara consentida pelo marido, a invasão da terra prometida desrespeitando o direito de propriedade, a relação incestuosa das filhas de Hetro, a descriminação racista de Noé entre outros ensinamentos destrutivos. A bíblia não é um bom exemplo moral.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Altamirando, me permita um comentário a seu comentário acredito no valor mistico da Bíblia, a considero O grande livro antigo e pesado que abriga mistérios e sabedorias. É muito temerário que a usem como um livro de leis e regras prontas.

      Excluir
  8. Gabriel Correia,

    O que seria do amarelo se todos gostassem do azul. Isto na questão do gosto, no tocante à educação não. Ou é verdade ou não. Inverdades não se justificam e, para uns, a bíblia é um rosário de mentiras como todas as lendas. E como bônus, nociva. Baseando em seus ensinamentos morais, muito pouco se aproveita desde há 1500 anos. Mistérios, que mistétrio, cura? Isto o Valdemiro Santiago faz. Sabedoria, que sabedoria? A de Salomão em ameaçar partir um moleque ao meio para saber quem era a mãe? Já não cola mais, apesar de, ainda, existir quem caia no conto do paco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Altamirando, você evocou a educação como algo contrario a mentira. Depois menciona lendas como se fossem simplesmente mentiras. Não creio que seira possível se transmitir sabedoria(educação) sem invocar lendas.
      Olha a passagem de Salomão a qual você se refere pode estar desgastada para nós, que já a ouvimos muito, mas continua extraordinária para transmitir de forma rápida e eficaz noção de justiça aos mais novos. Será sempre eterna e insubstituível.

      Excluir
    2. Gabriel Correia,

      Eu quiz dizer que não se educa com mentiras.
      "Não creio que seira possível se transmitir sabedoria(educação) sem invocar lendas."(Gabriel Correia)". Acho que você tem razão!... A bíblia é o exemplo disto para seus fiéis seguidores.

      Excluir
    3. Mirandinha, eu mal posso crer que você não entendeu que Salomão usou apenas de psicologia, para concluir quem era de fato a mãe...

      Excluir
    4. Guiomar Barba,

      Entendi, sim. O que me deixa perplexo é como se media o QI das pessoas naquele tempo. Se fosse hoje Salomão seria taxado idiota, perverso ou imbeciul, mas foi para a história como o símbolo da inteligência bíblica.

      Excluir
  9. Atualmente, um dos principais pesquisadores de fenômenos chamados de "paranormais" é o psicólogo alemão Stefan Schmidt. Ele não é muito bem visto pelos seus pares, pois os fenômenos que ele pesquisa (clarividência, telepatia, telecinesia, etc) não faz parte das atribuições de psicólogos ortodoxos(digamos assim). Ele trabalha no Instituto Fronteiras da Psicologia (IFP, Alemanha). Segundo ele, é quase certo que existem fenômenos paranormais. São efeitos que não se consegue esclarecer, mas que estão lá.

    Antes de Schmidt, foram os psicólogos americanos da Universidade Duke(Carolina do Norte) que primeiro abordaram os fenômenos paranormais com ferramentas científicas.

    Mas existe um grande disputa entre os que aceitam a existência dos fenômenos e os que não aceitam; essa crença pode prejudicar em muito as pesquisas e testes. Por isso, outro pesquisador, Jiri Weckermann, tirou dos seus experimentos o "efeito crença" realizando testes onde as pessoas não sabiam que estavam participando de experimentos para verificação de paranormalidade na questão da telepatia. O índice de acertos foi de 32%, um valor impressionante que coincidiu com testes feitos na década de 70.

    Mas o assunto está longe de ser encerrado.

    ResponderExcluir
  10. “Na verdade, a sensação é causada por um estado do cérebro, por fatores neuroquímicos” (EDU)

    No novo campo da Neuropsicanálise há controvérsias quanto a afirmação acima, pois pode se está confundindo CAUSA (origem) com CONSEQUÊNCIA(efeito)

    EXEMPLO:

    1.É a história afetiva do sujeito que estimula e modifica a atuação dos neurotransmissores? Nesse caso a maneira de sentir do indivíduo seria a CAUSA e não efeito determinante da ativação ou desativação dos neurotransmissores.

    OU

    2.O mecanicismo de liberação e ação entre os diversos neurotransmissores, é que determina a história afetiva do sujeito? Nesse caso a expressão de nossa subjetividade, seria um mero efeito de determinismos químicos.

    E aí, Edu?

    ResponderExcluir
  11. Mirandinha, interessante também esse fenômeno "fast forewer" que estou procurando ler mais para me inteirar do assunto.

    Quanto à questão da moral dos patriarcas bíblicos, isso para nós é questão fechada, né? Os autores das narrativas nunca quiseram dourar a pírola nem construir um mundo cor-de-rosa que não existe na realidade. Os patriarcas(apesar de serem personagens míticos) possuem todas as qualidades e defeitos que qualquer humano pode ter. Por isso, são críveis.

    A moral da legislação mosaica é claro, serviu para seu próprio tempo, época e circunstância. Muito dela não nos cabe mais.

    Mas eu concordo com o Gabriel Correia na questão da possibilidade de uma leitura que vai além da literalidade da letra(redundância proposital), como sempre fizeram os grandes sábios e rabinos judeus durante os séculos. Mas sem dúvida, a leitura mais intrigante da Torá quem fez foram os cabalistas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBS:

      Os dois últimos comentários foram feitos no mesmo minuto? A tecnologia do Google está obsoleta. Cadê os segundos para se saber quem digitou primeiro? (rsrs)

      Excluir
  12. Levi, eu citei um texto como esclarecimento do fenômeno de déjavú, mas não estou em condições de afirmar negando ou afirmar confirmando...rsssss

    Sobre a escolha que você me propõe, eu me inclino a pensar que nossa afetividade não é resultante exclusivamente de reações químicas. Somos mais do que o resultado de reações químicas. Mas por outro lado, parece-me que reações químicas podem sim, determinar alguma coisa que sentimos como subjetivo.

    Realmente, Levi, gostaria que você desenvolvesse mais esse assunto, segundo seus conhecimentos na área, o que seria bem enriquecedor.

    Até hoje ninguém sabe como o cérebro produz a consciência(mas há muitas teorias). Parece-me difícil que seja reações químicas no cérebro que produzam a consciência humana. Se assim fosse, essas próprias reações teriam que ser potencialmente conscientes para produzir a consciência de que elas produzem a consciência...

    é um assunto, de fato, instigante.

    ResponderExcluir
  13. O Mirandinha disse que curar, o Waldemiro cura...rsss

    Eu já presenciei vários casos de pessoas curadas depois de receberem uma oração. Pesquisas recentes demonstraram que pacientes internados se recuperavam mais rápido se houvessem pessoas orando com fé pela sua recuperação do que os que não tinham tal recurso.

    Mas creio também que existem limites para a cura pela fé (ou pelas energias cósmicas ou pelo poder latente da alma...).

    Nos tempos de Jesus existia um grupo chamado de "terapeutas"(em Alexandria e no deserto) que curavam pessoas com imposições de mãos e tinham uma visão holística do ser, e muitos defendem a tese de que o próprio Jesus fez parte da tradição desse grupo:

    "A palavra terapeuta, de origem grega, indica pessoas que curavam, geralmente com as mãos, numa abordagem holística, total e integral. A palavra terapeuta em aramaico significa saber e cuidar. Saber de si mesmo e cuidar do planeta e do próximo. O terapeuta leva paz ao cliente, daí o nome paz-ciente. Esta é a missão, isso é o que a existência espera do curador.
    E quando andares por terras estranhas cure os que estiverem feridos, pois o mal não é o que entra e sim o que sai da boca do homem”. (Jesus de Nazaré)
    Os terapeutas, desde milênios, além de levarem a paz tinham um contato profundo com o paciente e estimulavam a sua própria capacidade de cura. Eram atenciosos, carinhosos e, provavelmente como você que lê esse texto, se dedicavam a esse nobre ideal.
    Jesus era um rabino e foi iniciado na seita judaica dos Essênios, conhecidíssimos como extraordinários terapeutas e um povo que incansavelmente buscava justiça no mundo.
    Em hebraico, língua utilizada pelos essênios, a palavra cura é teraf (mesma raiz de terapeuta), a qual significa soltar os nós, abrir, deixar aberto o paciente, aquele que busca estar consciente da sua paz.
    Jesus não só foi um dos maiores e mais conhecidos terapeutas curadores, como abria a confiança na cura: “É você quem está se curando”. Apontava na direção de levarmos o amor a todos: “Ama teu próximo como a si mesmo”.


    http://www.espacoholistico.com.br/boletins/jesus.htm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra ficar claro, a existência do grupo de terapeutas(e é claro que os profissionais de hoje herdaram o nome do grego) é atestado historicamente; já Jesus fazer parte do grupo ou mesmo ter se iniciado com os essênios é questionada. Mas sem dúvida, pelas narrativas dos evangelhos, muitas práticas de Jesus o aproximam dos terapeutas e dos essênios.

      E por favor, não me venham com o lenga-lenga de que Jesus não existiu, foi mito, bla bla bla, pois nada disso tem importância para a questão em si.

      Excluir
  14. Edu, acho q fui mal orientada rsrs...(Oh, sim primeiramente seu texto é 10!!) Como ia dizendo eu andei lendo coisas erradas enquanto crente, eu li "Esse mundo Tenebroso" e li "Quarta dimensão" do Cho.
    Eu penso que a nomenclatura atrasa um pouco o diálogo. Quando um espiritualista diz: Pense positivamente que as energias do universo conspirarão ao seu favor, em essência não é o mesmo que "tenha fé e Deus agirá conforme a sua fé"? A diferença é q o crente supostamente sabe quem é Deus o que ele gosta, onde passa o domingo e o espiritualista não, então usa outro termo. Qual a diferença de Deus ter dado ao homem poderes desde sempre, poderes em estados latentes que precisam ser despertados ou dizer creia e acontecerá. A bíblia fala de fé e fé é pensar com positividade sobre o que se espera, sem sombra de dúvida, como se já fosse real. Criar com a mente. Hebreus não fala sobre a certeza das coisas que se esperam?
    Bem, é o que eu penso. Devo acrescentar que não tenho essa fé toda e nem sei pensar positivo assim rsrs...mas estava agora mesmo ao telefone falando dessa passagem de labão e Jacó com uma amiga. Estamos precisando de umas mudanças na vida e estava falando dessa descrição feita pelo Cho.

    ResponderExcluir
  15. Edu meu caro,

    O efeito placebo tambem funciona, assim como as curas do charlatão Valdemiro.
    A força do pensamento positivo funcionam assim como as leis de Murphi.
    Tudo está dentro do cérebro que funciona a contento.
    Edu, Jesus era um essênio sim! Por força política lhe deram poderes e atribuições que ele não tinha. Para um náufrago, um pedaço de isopor é a salvação.

    ResponderExcluir
  16. Edu meu caro.

    Gostei demais deste artigo.

    Eu creio que o poder de curar e de realizar o extraordinário é tão natural quanto respirar. A diferença está justamente do uso que fazemos da necessidade prioritária.

    Os charlatães utilizam muito deste artifício bem melhor que muitos médicos rsrsrsr

    Eu tenho algumas experiências deste tipo ver algo que vai acontecer no futuro como citou o Mirandinha e também estar com alguém ou em algum lugar como se já tivesse ali.

    Já presenciei algumas curas impressionante enquanto rezava pelas pessoas.

    Mas não vejo isto como um dom particular e sim natural e que todos possuem.

    Os especialistas já disseram com utilizamos só dez por cento do poder de nosso cérebro, enquanto 90 % está submerso tal qual um iceberg.

    Grande parte do funcionamento do cérebro permanece indecifrável. O seu universo, além de complexo, como já foi referido, é particularmente extenso, pelo que ainda estamos longe de nos conhecermos verdadeiramente e talvez nunca o consigamos: “O cérebro irá sempre, certamente, suplantar o seu próprio intelecto.”

    Mas vai ai uma frase de Chaplin:

    “O nosso cérebro é o melhor brinquedo já criado: nele se encontram todos os segredos, inclusive o da felicidade.” Charles Chaplin

    Eu acredito que o poder sobrenatural ou espiritual é muito mais natural do que imaginamos e nem por isso menos divino.

    ResponderExcluir
  17. Que testangoooooooooooooo kkkkkkkkkk É o tipo do texto que gostaria que pudéssemos debater em uma mesa redonda, com o Levi encarnação do Freud, rsrs e todos os nossos confrades.

    Levi com seu primeiro comentário eu dei boas gargalhadas. Você é o máximo.

    Queria lembrar que a vara de Arão devorou as varas dos magos e que os magos com suas ciências ocultas trouxeram até a praga das rãs, mas daí em diante, as ciências ocultas deles, falharam...

    POR QUE?

    ResponderExcluir
  18. Mariane Lima,

    Gostei da sua coerência. Há quem necessite de ilusões e dá poderes a algum Deus.
    Os deuses surgiram como ilusões e a história subseqüente da idéia de Deus é a evolução desta ilusão. Os hebreus primitivos demonstravam incrível inferioridade mental e sua mente, como a de uma criança, fatigava-se facilmente. Naturalmente, portanto, suas idéias religiosas não foram resultados de uma reflexâo aprofundada. Me cite um feito digno de ser chamado inteligente escrito na bíblia hebráica.
    A constante adaptação está levando a ciência a se aproximar da verdade através do conhecimento ao passo que as religiões ainda estão seguindo seus líderes pregando os mesmos conceitos de seus ancestrais.
    Tenho pena daqueles que no crepúsculo de suas vidas descobrirem que seu Deus também está morrendo.

    ResponderExcluir
  19. Guiomar Barba,

    Você deveria citar a macumba e o paganismo dos profetas divinos, só para clarear:
    "Saul consultando, incógnito, uma necomante para lhe solicitar que levantasse o profeta Samuel de sua tumba afim de obter informações políticas".
    Samuel não gostou da idéia. "Porquê perturbas meu descanso, chamando-me?"

    Também a superstição rudimentar de Elezer.
    Quando o profeta Eliezer, preparando o Rei Joaz para a batalha contra os arameus, o instrui a golpear a terra com algumas flexas e ele ficou desapontado com os três golpes dados."Era preciso ter dado cinco ou seis golpes". Teria vencido Aram até o extermínio, porém vencerás Aram por ttês vezes só.
    Dislexia ou atrofiamento mental?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mirandinha, se formos analisar o suposto aparecimento de Samuel à luz da coerência, vemos que na verdade não foi Samuel que apareceu. Ora, se Deus havia terminantemente se negado a responder a Saul por qualquer meio, como Samuel em desobediência a Deus atenderia a uma médium, ainda mais sabendo que Deus havia proibido absolutamente a necromancia?

      Por outro lado, Samuel não subiria da terra, mas desceria do paraíso.
      Saul se suicidou antes que os filisteus tivessem o prazer de matá-lo.


      No caso das flechas, era apenas, um símbolo. Você está sendo literal.

      Deus já me falou através de símbolo e se cumpriu radicalmente. É para quem quer crer.

      Excluir
    2. Eu sabia que essa de Samuel, iria sobrar para Satã.

      Biblicamente é sempre assim: quando o cara é desobediente, a "vara" que faz milagre nunca é de Deus: é do capeta. (matei a charada, GUI) - rsrs

      Mas há uma história mítica interessante, aquela em que "Satã" se juntou a "Javé" para abrir os olhos de Jó, para que enfim, ele pudesse entender que o conflito era dele e nele e não de seres extra-terrestres. (rsrs)

      No último capítulo do livro de Jó (que foi surrupiado)fala que depois de ser curado da cegueira, Jó nunca mais fez sacrifícios a deuses.(kkkkkkkkkkk)

      Excluir
    3. Levi, que eu saiba cristãos de verdade jamais consultam necromantes.

      Quanto a vara os fatos estão em evidência. Os magos não tiveram o mesmo poder de Arão...

      Jó termina sua experiência dizendo: "Antes eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem, por isto me abomino até o pó..."

      Em momento algum ele atribuiu ao diabo o seu sofrimento.

      Excluir
  20. Edu, me chama muito atenção o fato de que Deus fez o homem segundo à SUA IMAGEM CONFORME A SUA SEMELHANÇA. Sendo assim, o homem pode usar de todo este poder sempre para o bem. No entanto, quando o homem escolhe abraçar o mal, ele pode receber também poderes demoníacos, daí se explica quanta gente fazendo tanta maldade contra outras através de poderes ocultos.

    ResponderExcluir
  21. Realmente Levi, posso contar muitas experiências com o mundo sobrenatural, muitas delas você não acreditaria.

    Quando passamos aquilo que vivenciamos, é mais fácil contarmos exatamente como aconteceu. Nem sempre as pessoas exageram... rsrs

    ResponderExcluir
  22. Edu,

    Li todos os seus comentários, mas ainda não senti "aquela firmeza" em suas convicções, no tocante a fonte do poder das mãos de Jesus em curar.

    E quanto aos seus discípulos, e por extensão os milagreiros atuais; eles herdaram por transferência esta mesma capacitação ou técnica? visto que as pessoas, segundo a narrativa de Atos dos Apóstolos eram curadas pela sombra de Pedro, ou pelo contato das roupas de Paulo?

    ResponderExcluir
  23. Mari, seu comentário está perfeito, é isso mesmo. São compreensões diferentes do mesmo tema. Mas quem tem a definição "correta"? Talvez todos ou nenhum deles...rsss

    ResponderExcluir
  24. Mirandinha, o efeito placebo só vem a confirmar o que diz o texto, ou seja, que quando se acredita ou quando se visualiza a cura, ou quando se acredita no poder de Deus, ela vem. Nem sempre vem, mas em muitos casos,vem. Ela vir por esses meios já é muito interessante. Já não é novidade alguma no meio dos neurocientistas que a fé cura. O que eles estão buscando agora é entender os mecanismos da fé.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edu meu caro,

      Então se o depósito da fé for a caixinha do Diabo, também pode-se obter essa cura? 'Efeito placebo". He, he, he..

      Excluir
    2. Mirandinha, o diabo cura também, já vi pessoas que passaram pelas mãos dos médicos espirituais dele, mas o preço da cura é altíssimo, a alma do cliente...

      Excluir
    3. Guiomar Barba,

      O preço do charlatanismo é o mesmo que os médicos de Deus cobram. A essêcia é a mesma, enganação. Os médicos do Diabo podem pois são seus os atributos. Os médicos de Deus, não. Estão plagiando.

      Excluir
    4. Você sabe perfeitamente que os charlatões não são médicos de Deus e que o único interesse deles é dinheiro.

      Excluir
    5. Todo charlatão é igual mesmo usando o nome de Deus.

      Excluir
  25. Gil,

    você chegou a um ponto certeiro:

    Eu acredito que o poder sobrenatural ou espiritual é muito mais natural do que imaginamos e nem por isso menos divino.

    Eu também entendo assim. Só é "sobrenatural" por que ainda não foi devidamente entendido.

    ResponderExcluir
  26. GUI,

    Talvez os poderes psíquicos javelianos de Moisés fossem mais poderosos do que os dos magos de Faraó? Não se esqueça que Moisés aprendeu magia lá, no próprio Egito...rss

    Sobre sua afirmativa:

    o homem pode usar de todo este poder sempre para o bem. No entanto, quando o homem escolhe abraçar o mal, ele pode receber também poderes demoníacos, daí se explica quanta gente fazendo tanta maldade contra outras através de poderes ocultos.

    Assim entendiam tanto o Nee quanto o Cho. Mas é claro que pensariam assim, já que eram cristãos. O ocultista entende que há duas polaridades de forças no cosmos(positiva-bem; negativa-mal) que podem ser canalizadas pelos humanos; outros ainda que esse poder oculto faz parte da nossa mente consciente que é capaz de criar a realidade. Eu gosto mais dessa definição. Como bem disse o GIL, esse nosso poder não tem nada de sobrenatural...mas nem por isso deixa de ser divino...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edu, com certeza Moisés foi educado em toda ciência do Egito, no entanto, quando ele voltou para o seu povo, para a sua origem, as ciências ocultas, que não sabemos se ele chegou a praticar alguma vez, ficaram no Egito e ele passou a ser guiado por Deus.

      Se você conversar com pessoas sinceras, que digam a verdade sobre forças ocultas, elas vão te contar sobre o que são capazes de fazer quando possuídas.
      Não é novidade que artistas da globo vão fazer despacho para conseguirem seus papéis cobiçados, ouvi muito sobre isto da ex atriz Darlene Glória.

      Conheci pessoas que se gabavam de poderes ocultos para matar vidas. E não era mentira.
      Só em ler alguma coisa na bíblia de satã eu fiquei horrorizada.
      Sei o que aconteceu em minha sala quando eu desfazia macumba de uma moça que foi me procurar na minha casa.

      Excluir
    2. Quanto as gravidezes do Cho, eu vi muita gente tentando engravidar de algum objeto desejado, seguindo a sua orientação, mas sempre frustrante.
      É evidente que a igreja dele seja repleta de pessoas, há um mar de gente buscando apenas experiências sobrenaturais no lugar de viver uma vida sobrenatural.

      Soube de um amigo que abriu uma igreja no Rio de Janeiro e creio que em um ano a ig já tinha 1.700 membros, mas qual a orientação? Prosperidade, etc e tal.

      Excluir
  27. Doni,

    a fonte de poder Jesus o disse: "se tiveres fé no teu coração(mente) e não duvidar, e dizer (a palavra cria) a este monte, ergue-te e lança-te no mar, isso será feito".

    Quantas vezes ele disse a alguém que foi curado: "a TUA fé te curou" e não "a minha fé" te curou?

    Em nenhum dos casos(se não me falha a memória), Jesus disse que para alguém ser curado precisava antes "aceitá-lo como salvador". O poder da cura estava em cada um, fosse judeu, fosse grego, fosse romano; fosse bom, fosse mal.

    Jesus era um grande ocultista...(pronto, a Gui vai ter um treco)..rsssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EDu meu caro,

      Sua metrahadora está sem direção.

      Excluir
    2. Edu, depende do sentido o qual você diz que Ele era ocultista rsrs

      Excluir
  28. Altamirando, eu não sei se a ciência avança e mata Deus. Interessante é q nem a tecnologia, nem a possibilidade de ser viver mais, nem a comodidade do mundo moderno, nada disso foi capaz de fazer o homem parar de buscar dentro de si mesmo a cura para essa inquietação que ciência alguma pode suprir. Eu não sei quanto a vc pois somos pessoas diferentes, mas avançar um pouco em conhecimento não me afasta do sentimento de Deus. O que mudou? A sensação de que Deus é maior. Eu achava anos atrás que Deus era grande, mas quando comecei a ler fora da caixa e a lidar com outras pessoas, eu cheguei a concepção de que e é maior, inconcebível e só. Deus não morreu pra mim, eu apenas sinto que por vezes o julguei menos do que ele deve ser rsrs... e isso me livrou de algumas loucuras e me apresentou outras.
    Eu tenho uma curiosidade imensa de ver o mundo com esse olhar de quem não acredita em nada além do material, deve ser libertador e terrível e bem eu caminhei com um "amigo imaginário" a vida toda. Deixa eu morrer ao seu lado. Se eu estiver errada, caso encerrado. Se estiver certa, Q maravilha!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari, que liberdade seria esta? rsrs Até agora tenho percebido que as pessoas que dizem chegar a conclusão que Deus não existe, são pessoas extremamente amarguradas. Por outro lado, o biólogo americano, Francis S. Collins, um dos cientistas mais respeitados da atualidade, ateu convicto até os 27 anos, chegou a conclusão que se Deus existe, deve se encontrar fora do mundo natural, e que se é assim, os instrumentos científicos não são as ferramentas certas para aprender sobre Ele. Explica que a prova da existência de Deus teria de vir de outras direções, e a decisão definitiva deveria se basear na fé, não em provas.
      Após ficar parado durante algum tempo "tremendo à beira desse hiato", vendo que não havia escapatória, Colins abriu a porta da sua mente a essas possibilidades espirituais e deu um salto em direção a Deus.

      Excluir
    2. Guiomar Barba,

      Então os ateus são pessoas extremamente amarguradas. Lêdo engano, seu comentário é muito "chinfrin". Primeiro descubra o que é ser ateu, se você encontrar algum com paciência para te ensinar.

      Excluir
  29. Edu, se ocultista é lidar com o oculto, não me lembro de nenhum outro mais ocultista rsrs... ,mas já no outro dia disse pra guio que a bíblia foi escrita por comunicação mediúnica e que moisés fez psicografia muito antes de Chico Xavier. Agora perco a amiga de vez!!rsrs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari, você sabe que eu voltei atrás quanto a Moisés haver psicografado as leis, no entanto, rsrs não foi através da necromancia, mas Ele foi um oraculo do Eterno.

      Excluir
  30. Quando ainda muito jovem, li o "best-seller" Há poder em suas palavras, ou ainda alguns títulos do Cho que sempre atribuiu uma espécie de poder ao pensamento positivo.

    Mas fui orientado a ver com maus olhos estas ideias, evidentemente pela estrita ligação com o ocultismo.

    Mas pela tônica do seu texto e dos comentários dos confrades, a igreja está envolta em práticas ocultistas. Pode ser que os cristãos tradicionais, aqueles que não acreditam mais na intervenção sobrenatural, tenham acordado para essa verdade. O que não os isenta de alguma responsabilidade. Pois não negam a evidência de milagres, tanto no AT, como no NT.

    Mas como sabemos, tanto tradicionais como pentecostais atribuem a Deus ou ao diabo apenas, a execução de eventos milagrosos.

    ResponderExcluir
  31. Como já disse em outra postagem, e você demonstrou ter também conhecimento de causa, a Unicamp, num futuro bem próximo apresentará um aparelho, que é capaz de detectar a presença de algum tipo de energia física no pensamento.

    Neste aspecto, de maneira simplória, poderia dizer que o pensamento se assemelha ao vento. Não pode ser visto, entretanto é detectável empiricamente e força mensurável matematicamente. Capaz de realizar tais fenômenos ditos "paranormais"!

    Posso dizer que tudo isso ainda é novidade para mim! Mas se acaso forem confirmadas todas as teorias apresentadas pela física quântica, muitos aspectos da fé cristã e de muitas outras religiões terão que ser repensadas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Doni, para mim, será uma benção, porque eu defendo a tese de que nosso pensamento é detectável, por experiência própria. Infelizmente, se eu fosse a algum psquiatra e contasse a minha experiência, no mínimo eu sairia de lá com uma receita abundante de psicotrópicos. Entendo a absurda ignorância da nossa psiquiatria em um mundo tão evoluído; ela não deu um passo, posso ignorar, em direção ao sobrenatural, que é real.

      Excluir
  32. Edu,

    "Corre por aí a informação de que o milionário James Randi lançou um desafio. Ele se propõe a pagar U$ 1.000.000,00 (um milhão de dólares) para quem conseguir mostrar fenômenos chamados de paranormais os quais venham a ser provados. Aí se incluem as materializações, encarnações, conversas com espíritos, mesas falantes, telepatia, etc. O desafio está feito há mais de 10 anos, o dinheiro depositado num banco (rendendo juros), porém, até o momento, ninguém conseguiu faturar o prêmio. A própria organização do “concurso” vai tomar a iniciativa de chamar aqueles que mais aparecem na mídia e que se dizem possuidores desses "poderes”."

    O que você acha desse desafio? E por que até agora ninguém conseguiu meter a mão nessa grana?

    ResponderExcluir
  33. Mirandinha, diga-me qual direção devo apontar minha metralhadora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Edu meu caro,

      Você já disse que não professa crença alguma, por um triz foi pastor, saiu da gaiola mas deixou a porta aberta. Acha, e eu também, que V.Santiago é um embuste. Crê que a fé remove montanhas, tem Jesus como um pagé e em baixo diz que existem muitos curados de graves doenças após uma oração. E me pergunta para qual direção apontar sua metralhadora?
      Eu também não sei, as balas são suas!

      Excluir
  34. Doni, sem dúvida, o cristianismo sempre mexeu com o ocultismo, só que chamava de outro nome.

    Conheço o desafio do Randi. Mas acredito que os paranormais da mídia não conseguirão ganhar o prêmio. Todos são charlatões.

    Será que ser curado de câncer(ou de outra grave doença) após uma oração vale para o Randi como prova? se valer ele vai achar milhares de casos ao redor do mundo.

    ResponderExcluir
  35. Edu meu caro,

    Câncer não é enxaqueca, leucemia não é cólica intestinal. Portanto nem São Cipriano que foi o rei da magia negra consegui curá-las com suas orações. Ser curado de câncer após uma oração é válido para Randi, sim. Ainda não pegaram na grana porque os fatos pregados por pastores vigaristas são improváveis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez pela simples falta de informação não pegaram na grana.

      Mirandinha, eu conheço gente séria que viu milagres na igreja do embusteiro, não esqueça que a fé move montanhas.

      A minha avó por parte de mãe foi curada de um câncer no peito,era um câncer em estado avançado. Te digo mais, orei por uma senhora com câncer e ela levou as provas da cura para a igreja.
      Eu mesma fui curada de asma quando médicos já não podiam fazer nada por mim. Eu saia da clínica e na porta ainda, começavam minhas crises.
      Duas amigas oraram por mim, eu em crise, fui curada e graças a Deus nunca mais sofri com aquela desgraça.

      Excluir
    2. Por quê vocês não pleitearm a grana do James Randi? com certeza por falta de evidências. Levou o tumor canceroso para um laboratório idôneo, não? He, he, he...

      Excluir
    3. Ninguém brinca com um câncer Mirandinha, ela levou os resultados dos exames. E a minha avó estava em casa, toda família e amigos tinham consciência do seu caso.

      É aquela história que Jesus disse: " Se, porventura, não virdes sinais e prodígios, de modo nenhum crereis"

      Não pleiteamos porque não fazemos parte do clube de Edir Macedo e suas crias. rsrs

      Excluir
  36. Na cidade de Capanema-Pa, um cidadão, estudante de teologia, trouxe dois vigaristas do nordeste do país, um cego e um coxo falsos. Pediram esmolas por um ano no centro da cidade e se tornaram conhecidos. O cidadão, agora pastor das ovelhinhas de Deus, inaugurou sua igreja curando os dois "infelizes". Estas curas são comuns, é so orar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aproveitadores, charlatões, mercenários, existem em todos os segmentos... Discernir, é a questão.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Zuínglio, Lutero e Calvino não discerniram que criariam a maior corja de aproveitadores, charlatões e mercenários da história do cristianismo. Discernir é a questão.

      Excluir
    4. Cada um é responsável por seus atos. Eu tenho que discernir o que vem de Deus e o que vem do homem. Muita gente segue os mercenários da fé simplesmente por preguiça espiritual, por mais ignorante que a pessoa seja,a capacidade de discernimento, não depende de cultura.

      Excluir
  37. Mirandinha, eu não estou falando de curas armadas, de pilantras que exploram a fé. Estou falando de curas documentadas por médicos. Mas quem foi curado de câncer através da fé não deve dar muita importância para o prêmio do Randi.

    No início do século 20, foi o médico francês Émile Coué que pela auto-sugestão ajudou centenas de pessoas a se livrarem de doenças. Ele acreditava que todo ser humano tinha dentro de si o poder de se curar. Não estou falando de milagres, estou falando de potencialidade humana ainda não bem conhecida e não desenvolvida. Nas palavras do Watchaman Nee, um "poder latente da alma".

    ResponderExcluir
  38. Gui,

    eu discordo que "ateus são pessoas amarguradas" da mesma forma que discordo que crentes são pessoas felizes. Amargura e felicidade são condições humanas independente da religião ou da descrença.

    Jesus sentiu-se tão amargurado que suou gostas de sangue antes da morte.

    O Collins é um bom exemplo de um cientista respeitado no mundo todo(foi chefe do mapeamento do genoma humano) que se abriu à fé, provando que não é só gente ignorante e sem cultura que usa a moleta da religião.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edu, eu não falei sobre os cristãos, e não ignoro que têm inúmeros cristãos que vivem muito aquém do que pregam. Amargura é uma escolha.

      veja a minha afirmação ATÉ AGORA, tenho percebido que as pessoas que dizem chegar a conclusão que Deus não existe, são pessoas extremamente amarguradas. difere muito de afirmar que "ateus são pessoas amarguradas".

      Quanto a amargura de Jesus, é um caso bem compreensível... Ele não VIVIA amargurado, ele ficou amargurado diante da terrível morte de cruz, e creio que, principalmente, diante do pecado que Ele ia tomar sobre Si, sendo absolutamente inocente.

      Excluir
  39. Edu meu caro,

    Concordo e já li a respeito. Alguns se curam através da força do pensamento positivo. Temos no nosso subconsciente uma força que é capaz de nos curar, de fazermos entrar em depressão, de nos trazer felicidade ou tristezas, ainda mais usando o subconsciente coletivo. Sem, necessariamente, usar a muleta da religião.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E tem outros como a minha avó que estava dormindo e simplesmente entrou um homem de branco no seu quarto colocou a mão sobre o câncer e ela ficou imediatamente sarada, ou como a sua neta aqui, que em uma crise violenta, chegam duas amigas impõem as mãos sobre ela e ela fica sarada imediatamente, sem se dar conta na hora da grandeza do ato. E até hoje anos e anos depois, goza da cura maravilhosa.


      Só quem sofre desta maldita enfermidade chamada ASMA, sabe o que vive.

      Excluir
  40. Mirandinha,

    você gosta de tumultuar o coreto, né?

    não é isso que eu estou dizendo desde o princípio?

    vão aí mais uns dados interessantes:

    Nos últimos 12 anos 6ooo trabalhos sobre o tema de cura pela fé foi publicado nos EUA, todos defendendo o poder da crença e do auxílio religioso em doentes graves. A universidade de Pittsburgh demonstrou o aumento de três anos na expectativa de vida de quem frequenta a igreja.(aqui, creio, as razões são claras mas que podem ser extensivas a quem participa de qualquer grupo social onde se sinta bem).

    Cientistas da Universidade de Toronto afirmam que acreditar em Deus reduz a ansiedade e que pessoas portadoras do HIV com alguma crença espiritual apresentam níveis maiores de células de imunidade CD4.

    Existem as vozes em contrário a essas pesquisas, claro, vindo exatamente daqueles que não querem que medicina(ou ciência) anda junto com religião. Mesmo assim, cientistas que não muita bola para ideologias científicas, tem pesquisado o tema a fundo. Um deles, Andrew Newberg, professor de radiologia, psicologia e estudos religiosos da Universidade da Pensivânia trata da questão da crença em Deus no livro Why God Won't (Por que Deus não vai embora) que acho que ainda não foi publicado por aqui. Ele defende a tese de que o cérebro humano estaria equipado para a religião(controverso, sei, mas não por isso, menos interessante), mas seria exatamente esse a origem dos fenômenos de sensações divinas e extracorporais. Para ele, foi a própria evolução que nos dotou de tal capacidade pois crenças religiosas seriam benéfico ao organismo e ajudaria os humanos a se juntar em grupos, diminuir o isolamento e disseminar hábitos positivos.(também controverso, mas interessante).

    _________________
    dados publicados na revista
    Galileu de abril de 2009

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ora!Ora! Meu caro Edu,

      Entâo estou turbinando e não tumultuando. Se é o correto, parabéns para nós dois. Você entra com o gás e eu com o nitro.

      Excluir
    2. Você fala em colocar pimenta na panela mas não muda o sabor. Fica parecendo cordeiro assado, doce e suave. Temperado com vinho o sabor fica picante. Estamos comentando as mesmas coisas com palavras diferentes. Meu tempero é mais ácido.

      Excluir
  41. Mas como nada no quesito fé, crença e subjetividade pode ser totalmente absoluto e matemático, 85% dos suecos não acreditam em Deus e a expectativa de vida lá é de 80,74 anos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E realmente não precisa se acreditar em Deus para se ter uma vida longa e sadia, é necessário apenas se cuidar. Tive vários parentes que nunca creram em Deus e no entanto, deles chegaram até mais de cem anos. Embora creio, que com todos os cuidados e "qualidade de vida", hoje, nossos jovens não chegarão a tanto...

      Excluir
  42. Mas para colocar ainda mais pimenta nessa panela, segundo artigo publicado na IstoÉ,

    o sentimento de que tudo vem de mão beijada, a consequente falta de estímulos e a exacerbação da individualidade são elementos importantes para se compreender o alto índice de suicídio apresentado na Noruega e, talvez, em todos os países selecionados como os mais felizes do mundo. Na Suécia, por exemplo, a cada 100 mil habitantes, 15 dão cabo da própria vida. Na Noruega e na Finlândia, segundo e terceiro colocados no ranking da felicidade, são 18 e 29 suicidas a cada 100 mil habitantes, respectivamente. Já o Brasil, com tantas mazelas, está em 71º lugar nas estatísticas mundiais de suicídio...

    Sucos vivem muito, não creem em Deus mas em cada 100, 15 se suicidam...

    dá pra fechar essa equação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EDU

      Mas agora no Brasil você já pode escolher quando e como deve morrer,pela resolução do Conselho Federal de Medicina.(rsrs)

      Quanto a esse assunto, veja o comentário por mim efetuado na página 40 da recente revista VEJA de 19 de setembro - aquela de capa vermelha com Marcos Valério ao fundo.
      Aliás, esse comentário, já republiquei no layout do meu blog.

      Espero sua tréplica, quanto ao comentário publicado, que pode ter muito a ver com o conceito de "suicídio". (rsrs)

      Excluir
    2. Edu, É o buraco interior... Doloroso!

      Excluir
  43. Edu meu caro,

    Dá para fechar a questão sim!.. Desde que mostre a causa do suicídio. Se for pela ausência de Deus eu dou minha mão à palmatória, se não, a viola que vai para o saco não será a minha.
    Na África subsaariana, grande parte da polpulação pratica rituais umbandista que é condenado pelo Deus cristão. No ultimo trimestre de 2011 setenta mil africanos morreram de fome. Será que foi pela ausência de Deus?
    Ou será que no Brasil não se praticam corrupções nem crimes hediondos pór Deus ser Brasileiro? A onça é feliz porque só come carne fresca, mas a hiena também é feliz e vive rindo...

    ResponderExcluir
  44. A África Subsaariana lidera o ranking com 1,7 milhão de novas infecções.

    Menos de quatro milhões não têm acesso a um centro de saúde.

    A África Subsaariana registra o maior número de pessoas infectadas, pelo HIV com 23,5 milhões, seguida pela Ásia Meridional e Sul-oriental, com 4,2 milhões.

    Toda esta tragédia, além da malária...

    Pela ausência da responsabilidade humana, pelo egoismo, cobiça, descaso, malignidade humana.

    ResponderExcluir
  45. Edu,

    Outro fato a ser considerado, é a simplicidade do crente em julgar, se o que aconteceu com ele, realmente se trata de um milagre.

    Há pessoas que testemunham terem sido curadas por Deus, sem levar em conta as intervenções médicas que foram feitas. No meu ponto de vista, se uma pessoa doente tomar um comprimido que seja, esgotou-se a possibilidade de milagre.

    Outro dia uma pessoa depôs na igreja ter recebido um grande milagre. Pois a dez anos lutava na justiça por um imóvel junto a C.E.F. Mas que depois de ter esgotado todos os recursos, ter passado por várias instâncias, finalmente teve a causa ganha. Ela atribuiu esta vitória a Deus. Mas e o trabalho de seus advogados, não contam?

    Se atentarmos para esse detalhe, Edu, veremos que 99,9% são "milagres" dessa categoria que presenciamos.

    ResponderExcluir
  46. Doni, muitas vezes as intervenções médicas, apesar de todo esforço não têm respostas para certas enfermidades, meu caso mesmo de asma não havia mais o que esperar, era morte certa.

    A mulher que tinha um fluxo de sangue, gastou todo o seu dinheiro com médicos sem qualquer resultado positivo, foi exatamente quando chegou o médico dos médicos e ela com um simples toque na orla do seu vestido, foi sarada. Ô Glória!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E no outro mês, ela foi com Jesus para ser curada de nôvo?
      Minha mãe (Batista) tinha este fluxo mas só foi curada por Jesus quando entrou na menopausa.

      Excluir
    2. Interessante você, ElA TINHA HEMORRAGIA, me faço de boba kkkkkkkk

      Excluir
    3. As menstruações cessam no quarto dia. Estanca-las no quinto dia ou sexagésimo ano não é cura nem milagre. Você já assistiu aguma cura de hemorróidas? Alguém mostrou a cura em púlpito? Pois é, né!..

      Excluir
  47. O pastor da minha mãe a visitou por conta da internação e logo advertiu: Deus não faz milagres mirabolantes apenas, mas ele age através da ciência. E disse: oremos para que tudo corra para seu benefício. Acho que é um modo de ver a fé e o mundo de maneira mais integrada, mais natural.
    Sempre que Deus me atendeu foi através do meu mover tb. Jamais busquei somente a oração exceto no episódio de depressão que já narrei e que de fato senti que minha fé na presença Jesus me elevou imediatamente o que pode ser julgado por todos menos por mim que tive a plena certeza do ocorrido.
    Agradeço a Deus por ter me feito andar "por campos verdejantes" e graças a isso não precisar recorrer a nenhum tipo de curandeirismo. Não julgo quem faz essa busca, pois só quem atravessa certas portas conhece certos caminhos.
    Esses dias passou um Globo Repórter onde curas espirituais comprovadas forma debatidas por médicos aparentemente surpresos. Assistiu ALTAMIRANDO?
    Q me diz?

    ResponderExcluir
  48. ô!Ô Mariane Lima,

    Você acha que todo médico é ateu? Quanto a orar para que tudo dê certo é a força do pensamento positivo.
    "Sempre que Deus me atendeu foi através do meu mover"(Mariane Lima). Você fez por onde, você batalhou seu sucesso. Minha controvérsia é se Deus ajudou ou não. Não entendo é atribuir seus méritos a Deus. Se não fosse sua ajuda você não conseguiria? E por quê os ateus conseguem sozinhos? Os ateus são melhores do que você por conseguir o sucesso sozinhos? Acho que não.

    ResponderExcluir
  49. Respostas
    1. Alguém me dá notícias da Anja Arcanja, Gilberto, Anderson, Edson, Franklin.Quando o Rodrigo sumiu, todos ficaram preocupados, Desta vez sumiram cinco e ninguém se movimenta? Alguém já rezou para a Anja ou acenderam uma vela para o Edson? Faremos uma novena ou uma corrente de orações?

      Excluir
    2. Mirandinha, a Rozana está dando um tempo do convívio social virtual, mas algumas vezes ela tem aparecido no Grupo Logos y Mytos, no face. Ela precisava de um tempo.

      O Gil taí no fim dos comentários.

      And, aparece também algumas vezes no Grupo Logos, no face.

      Franklin, faz meses que sumiu, já mandei várias mensagens sem êxito. rsrs

      O Rodrigão também está sumido por motivo justo.

      Edson, não tenho ideia.

      Vê que nos movimentamos? kkkkkkk

      Excluir
  50. Não penso q todo médico é ateu, e nem todo cientista, creio que as pessoas têm sentimentos diferentes do que possa ser Deus e isso deve ser o natural já que Deus nunca se apresentou em um evento único com a presença de todos para que pudéssemos ter absoluta certeza de quem ele é.

    Altamirando, ateus e crentes colhem do mesmo solo, navegam sob os mesmos ventos, respiram o mesmo ar. A diferença é que o crente agradece ao insondável que fez tudo isso possível e ateu não.(?) Mas penso que nisso o homem é pequeno e Deus é grande: Ele não se impõe. Se Deus for o nada que criou tudo, que nada digno de ser honrado!- O sentimento de gratidão não deve fazer mal. Mas concordo com vc q o sentimento de fé aliena sim e que muitos deixam de acreditar em seu potencial por achar que é desmerecer Deus.
    Numa coisa discordo: Não conseguimos nada sozinhos. Vivemos sob um planeta q tem um sistema q contribui (ou não) rsrs...para o desenvolvimento de tudo que me cerca que se faz através de uma inteligência q não sabemos bem de onde vem. Então, pelo menos em mim, surge uma necessidade de dizer: Graças a Deus!!


    ResponderExcluir
  51. Altamirando com exceção do Edson que não está entre meus amigos, os demais estão todos sempre online no Facebook. Nenhum deles sumiu na mata como o Rodrigo rsrs...

    ResponderExcluir
  52. Então só o Edson escafedeu-se? Coitado do Edson(Sem duplo sentido). Vamos orar por ele. Os outros omitiram? Estão fazendo CD? Excomunguêmo-los. He, he, he...

    ResponderExcluir
  53. Caro Mirandinha tenho acompanhado a discussão, mas acho na minha mísera opinião que o que falei lá em cima está sendo discutido ainda aqui em baixo e que nada difere daquilo que penso concordo que estamos falando a mesma coisa com conotações diferentes apenas ou atribuições diferentes.

    O Edson tem postado no Face também mas me parece que ele não gosta muito de andar por aqui rsrsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mirandinha em tempo....

      o sujeito carnificina que você citou em outro artigo anterior foi realmente empossado pastor e agora está na glória.

      http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/09/27/cabo-bruno-e-assassinado-um-mes-apos-sair-da-prisao.htm

      Excluir
    2. Gilberto,

      Os evangélicos perderam um ótimo testemunho. Que pena! Não vou dormir esta noite.

      Não se subestime, suas opiniões são tão importantes e refletidas como as de qualquer outro confrade. No contexto, todos pensamos parecidos mas nos expressamos diferentes. Que bom que você deu sinal de vida.

      Excluir
  54. Bem, amigos,

    creio que já deu, né?

    Gostei muito de todos os comentários que enriqueceram o tema.

    Mirandinha,

    De fato, tem alguns ausentes, mas o Edson só vem aqui para postar e olhe lá. A Anja está em retiro espiritual, o Anderson já declarou que participa pouco, o Kilim e o João foram arrebatados pelas estudos, o Rodrigo está enrolado com mudança de endereço e busca de emprego...

    vamos ter pensamento positivo que todos voltarão com tudo à ativa.

    Levi,

    li agora o teu comentário que deixei escapar na Veja.

    Doni,

    tua observação é pertinente. O crente passa por 10 sessões de quimioterapia, o câncer retrocede e ele diz que foi milagre...não foi, foi o tratamento médico. Nesses casos, a fé(ou pensamento positivo) podem aumentar a disposição de se curar, ajuda a aumentar a imunidade, ou seja, ainda assim é uma boa auxiliadora.

    LEVI, você é o próximo a postar, quando quiser.

    ResponderExcluir
  55. Guiomar e Edu,

    Conclamo os dois a lerem os comentários dirigidos às vossas senhorias. Subam!...

    ResponderExcluir
  56. EDU

    Para aliviar os neurônios dos engaiolados, tenho em mente republicar um texto irônico que postei em janeiro de 2010 no "Ensaio & Prosas". É sobre um código de ÉTICA CRISTÃ - um teste de dez itens, em que o Jesus dos evangelhos tirou nota zero. (rsrs)

    Não sei se a direção da igreja Logos e Mithos permitirá essa "blasfêmia".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fique a vontade, Levi, já fiquei até curioso...

      Excluir
  57. Mirandinha,

    eu concordo com o que você disse lá em cima:

    "Desde que mostre a causa do suicídio. Se for pela ausência de Deus eu dou minha mão à palmatória"

    não acho que ausência da fé em Deus seja a causa, o próprio texto da revista que eu citei apontam outras prováveis causas.

    agora, tem outra questão: os países europeus protestantes muito se desenvolveram, já que o calvinismo pregava a dignidade do trabalho e não tinha nenhum problema com o lucro. Do mesmo modo com os EUA, que foram fundados em bases cristãs e maçônicas. Será que a tese que o protestantismo ajudou esses países a se desenvolverem? Talvez sim, mas não creio que seja o único motivo.

    em tempos de crise(principalmente nos EUA) o povo procura mais frequentar as igrejas. Se não tem Deus será que o caminho mais viável seria o suicidio? O caso da miséria africana é uma junção de motivos históricos, sociais, ou quem sabe, o negro não tem mesmo alma como pensavam os europeus e são intelectualmente prejudicados.

    ResponderExcluir
  58. Edu meu caro,

    Moral, bons costumes e ética ou dignidade nada tem haver com religiosidades. A evolução humana se deve às circunstâncias. A Europa só se desenvolveu porquê a população tinha um curto período para produzir alimentos. A agricultura era sazonal com um longo período de estocagem. Isto os levou às invenções de máquinas abrindo portas para a tecnologia. Os índios habitantes da faixa intertropical não sentiu necessidade de evoluir pois sua geladeira (A natureza) estava sempre abastecida. No caso da miséria africana ou da raça negra, pode ser cultural e sua personalidade os faz aceitar o jugo. O índio prefere a morte a ser escravizado. A fé em Deus nunca ajudou ningúem a evoluir. Evolução é fruto de trabalho, amor e honestidade. prova positiva disto é o Japão e negativa o Brasil. Outrora os EUA inflaram o ego de seus compatriotas e eles chegaram ao topo da economia mundial. O oriente médio está sendo prejudicado por sua religiosidade.Então os fatores são adversos.

    ResponderExcluir
  59. Você está dizendo que o negro não tem alma? Não acredito... O que é alma?

    ResponderExcluir
  60. Mirandinha, os fatores são múltiplos. Você apontou mais um deles. Mas não dá para simplesmente jogar a religião no lixo dizendo que ela nunca influenciou em nada a evolução humana. Aliás, a teoria da evolução hoje em dia prega exatamente o contrário...pois é, mas eu também não levo (muito) a sério os que os modernos darwinistas dizem.

    O cristianismo nascente foi tão bem recebido no Império romano exatamente por pregar a igualdade entre as pessoas. Na fé que se originou em Cristo, não havia gregos, nem judeus, nem servos nem senhores, todos eram iguais perante Deus, tese que ia contra exatamente o que pensavam os gregos e romanos que diziam que cada um nasce onde deve nascer por determinação dos deuses. Escravo tem que se contentar em ser escravo sempre.

    Já na antiga legislação civil de Israel(AT) a terra não podia ser pose eterna de ninguém, havia rodízio de titularidade e os escravos a cada tempo determinado deveriam receber a liberdade.

    "Assim diz o Senhor, Deus de Israel: Eu fiz um pacto com vossos pais, no dia em que os tirei da terra do Egito, da casa da servidão, dizendo: Ao fim de sete anos libertareis cada um a seu irmão hebreu, que te for vendido, e te houver servido seis anos, e despedi-lo-ás livre de ti; mas vossos pais não me ouviram, nem inclinaram os seus ouvidos."
    (Jeremias 34, 13-14)

    Mirandinha, seu profundo desprezo à religião, a Deus e aos imbecis(a estes eu não posso muito criticá-lo) não lhe permite ver certos ângulos da questão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e eu não disse que o negro não tinha alma, eu disse que esta era uma crença do antigo cristianismo europeu.

      Excluir
  61. Edu meu caro,

    Enxergar certos ângulos das questões olhando através do prisma da religião lendo a bíblia ou ouvindo idiotas só quando criança. Nesta época eu acreditava em lendas. Tarzan, Robin Hood, Jesus, Romulo r Remo, Capitão Gancho, Zorro, Davi e Golias, Mandrake, Moisés, Rei Artur, Professor Pardal, Salomão. Hoje não tenho necessidade disto.

    ResponderExcluir
  62. Mirandinha, você é um debatedor muito esperto: ignora 90% do meu comentário do qual não é capaz de provar ser errado e se atém aos 10% com o discurso costumeiro.

    ResponderExcluir
  63. Edu meu caro,

    Quando eu não replico é porque concordo. Aí vira mesmice ou babação. E você ainda não acostumou com o costumeiro...

    ResponderExcluir