sexta-feira, 4 de maio de 2012

Apresentação e 1° Artigo - EU SOU UMA PRETERIDA




Meu nome é Rozana, mas sou mesmo conhecida como Anja_Arcanja, nick que me acompanha há mais de cinco anos por conta de uma tatuagem de anja que tenho nas costas. Sou casada com Anderson (conhecido como mineiro) há 19 anos, e tenho com ele dois filhos: Samuel e Thiago, de 11 e 8 anos respectivamente.

Cursei teologia no Seminário Teológico Batista Nacional e, ainda, fiz vários outros cursos, todos na área da teologia, embora, ainda não saiba bem por que os fiz (ironicamente, serviram para que eu tivesse meus olhos e ouvidos abertos), já que os seminários e, até mesmo, as faculdades de teologia, por mais sérios que sejam, são tendenciosos e dogmáticos, estando (mesmo que insistam que não) presos às instituições denominacionais a qual pertencem.

Fiquei muito feliz com o convite do Eduardo para poder contribuir com o blog, e espero poder acrescentar, apresentando textos sobre religião – sexo – homossexualidade, além de, tentar através de textos embasados na Bíblia, e em outras fontes de igual valor, desmistificar os dogmas, que tanto aprisionam o povo, ao invés de liberta-lo. Desejo mostrar que ser “desigrejado” é não apenas questionar, mas ser de fato desigrejado! Pois não vejo como alguém pode ser ou estar fora da igreja pertencendo a uma instituição dogmática “igrejada” (rsrs). O Daniele Faedda Pusceddu, mestre em filosofia, bacharel em direito e teologia se mostrou muito entusiasmado com o blog Logos e Mythos e levará para discussão entre seus alunos de filosofia e teologia na faculdade. Espero que todos nós possamos aprender e crescer individualmente, contribuindo, assim, para nosso bem estar não só individual, no seio familiar, mas também no coletivo, transformando, assim, o meio em que vivemos, que penso ser, de fato, onde devemos agir, e não em questões que saiam das nossas fronteiras, antes de nelas serem trabalhadas, pois a Tdl deve ser praticada em nossa circunvizinhança. Em princípio, penso que os alunos do Dani darão mais ênfase aos textos de seu mestre, mas espero que haja um crescente interesse também nos textos de outros autores, o que espero se mostre refletido nos comentários subsequentes.

Então… hoje digo que sou uma ex… ex-católica (quando criança), ex-batista tradicional, ex-batista renovada, ex-evangélica e ex-religiosa. E hoje sou apenas irreligiosa, mas procuro viver não só no meu lar, mas também para fora dele à essência do evangelho de Cristo, que é a tolerância, amor e respeito ao próximo (confesso que não é fácil, mas vamos tentando caminhar… sempre em frente).

“Hoje vivo minha humanidade intensamente, sem medo do fogo do inferno”.

Feita minha apresentação, vamos ao meu primeiro artigo. (um texto antigo meu, mais que é o mais acessado em meu blog com mais de 3 mil cliques e que aqui penso que terá uma nova leitura, senão com certeza será muito debatido, isto é fato rsrs).

EU SOU UMA PRETERIDA




Converti-me, era recém-casada, aos 22 anos. Na batista (brasileira) ultramegahipertradicional [sic], aprendi que deveríamos querer aceitar a deus, no caso, o famoso (e erroneamente interpretado) “Eis que estou a porta e bato…”. Em conflito com os dogmas impostos, eu e meu esposo migramos para a batista nacional (renovada). Bom, até aí tudo bem, os sermões eram parecidos, mas ao ingressar no seminário da instituição é que fui conhecer de fato sobre o tema PREDESTINAÇÃO. Para minha surpresa, mais da metade dos professores (a maioria pastores) eram calvinistas, o que não se refletia em seus respectivos sermões no púlpito (coisa de manipulador mesmo, ou de medroso, sei lá). Então, pude no seminário escolher (???) a qual doutrina seguir. Tornei-me calvinista, senti-me eleita! SOU PREDESTINADA! Mas afinal, todos nós somos! Uns eleitos e outros preteridos. Mas ainda não satisfeita, busquei entender mais a fundo e mais e mais… E hoje cheguei à conclusão de que, apesar da doutrina calvinista ter mais base (bíblica), Calvino foi um equivocado e Armínio um perturbado!

Bom, concluo dizendo que sim! EU SOU UMA PRETERIDA, não sou eleita dentro dos moldes da instituição! Não creio na bíblia como sendo a palavra de deus (não consigo conceber como uma palavra viva pode ser retida em papel e tinta), não intento alcançar ser salva, antes, eu quero viver. E viver bem! Comer, beber, dançar, dar e receber prazer… Amar… Viver!

Porque o deus que a igreja prega está longe de poder salvar alguém de algo, se é que há “algo” para que possamos ser salvos deste “algo” (perdoa a redundância). A igreja com seus dogmas é uma instituição falida, com um deus falido, fraco e manipulável. O deus da igreja está morto! Sendo assim, de nada ele pode me salvar, e mesmo se este tal deus tivesse o poder de me salvar, eu não ia querer! Mesmo que este deus insistisse falando que já tinha determinado “antes da fundação do mundo” eu não aceitaria, não aceitaria jamais ser salva pelo deus da igreja!

Anja_Arcanja®


324 comentários:

  1. "...Calvino foi um equivocado e Armínio um perturbado!", TÁ QUERENDO ARRANJAR ENCRENCA É! rsrsrs

    O Deus que a igreja prega está mais para demônio do que para um ser que se define como "AMOR"!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem pra demônio nem pra deus! ela simplesmente não existe painho, simnples assim...

      Excluir
  2. Anja, eu já tinha lido seu texto em seu blog. Também sou preterida! Engraçado que foi tb o Calvinismo que abriu ou fechou definitvamente meus olhos. rs... Não sou uma mulher sobre o muro, mas já tive muitas certezas, agora eu vou com calma com as convicções rs... "alguém me ensinou a pisar nesse chão devagarinho" rs...então, a igreja não me faz falta, não me atrapalha, e eu que bebi dessa fonte não direi que não beberei mais. Mas não falo isso em afronta a sua opinião tão contundente, mas sim em defesa ao que te causa espanto nos desigrejados que "pensam na gaiola" rs..

    Já tinha visto tb ambas fotos, mais gosto mais da segunda, onde dá para ver a Rozana por trás da Anja.
    Um abraço, parabéns pela estréia! Fica com Deus.

    ResponderExcluir
  3. Quero convidar a todos a conhecerem meu blog de poemas e contos "eróticos-sensuais"

    http://anjaarcanja.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pronto, vai erotizar todos os membros da confraria...kakakakakakakakak

      Excluir
    2. KKKKKKKKKKKKKKK.........

      No mínimo os farei sonhar......
      srsrs

      Excluir
  4. Pô Mari, eu aqui ouvindo "claire de lune" de Beethoven, preparando-me para ouvir Bach e em seguida Iron Maiden "killers" e vc já me adoça com seu comment!?!? (rsrs) Amei......... Bjux amiga!!

    ResponderExcluir
  5. Mari.meu esposo já foi passarinheiro (que ele não saiba por aqui, mas fui eu quem chamou a polícia pra ele quando estava na "casa-rinha" de um amigo com canários-da-terra, o "chapinha", pondo os bichinhos pra brigar), eu te pergunto: voce já reparou no canto dos pássaros quando estão na gaiola e fora dela? Eu já! Pois no condomínio rural onde meu sogro mora tem váriossssssssss soltos e como conheço o canto do solto e do preso, sei a diferença... por isto sou tão "contundente" não existe pássaro feliz estando "na GAIOLA", mas não existe mesmo!!! rsrss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pena né Edu que "vcs" não são tidos como "SIMPLES MORTAIS" e não podem ser presos!!!!! Pois fiquei pensando que meu esposo ia me ligar pra arrumar advogado e o FDP me chega em casa com mais 2 canários?!??!?!? P... da vida pq a polícia tinha interrompido uma briga de 11 minutos de dois canários avaliados em mais de 1500 reais cada e ele e mais um coronel tiveram de assinar um tal de termo de responsabilidade ou sei lá de que.... mas que é foda é né? afff

      Mas Então... canário feliz só canta solto.......................



      Eu tô solta.............................................


      E VOCES?????????????????????????

      Lilith..........................

      ou anja?

      Excluir
  6. Pô, qual a novidade?

    1° - O deus da igreja (seja arminiano ou calvinista) não existo mesmo!


    2° - Eu e o Edu não somos "simples mortais" somos MILITARES!!!!!!

    3° - SABIA QUE FOI VOCE QUEM LIGOU VIU?

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  7. Anja eu nunca reparei esse negócio de pássaro cantar preso ou solto não, mas a sensação de liberdade é muito particular, é uma sensação que pode variar de pessoa para pessoa. O que te faz sentir livre pode ser para mim uma prisão.

    "Liberdade é uma palavra que o coração do homem alimenta, não há ninguém que explique, não há ninguém que entenda." (Cecília Meireles)

    Beijins...

    ResponderExcluir
  8. Oi Anja, cheguei rsrs

    Você disse: "Desejo mostrar que ser “desigrejado” é não apenas questionar, mas ser de fato desigrejado! Pois não vejo como alguém pode ser ou estar fora da igreja pertencendo a uma instituição dogmática “igrejada” (rsrs)."

    Se alguém é desigrejado, claro que está fora da igreja, logo não pertence... Mas pode ter razões que lhe dão prazer em frequentar alguma igreja, sem compromissos de membro.
    Sabe Anja, eu tenho encontrado muitas pessoas preciosas dentro das igrejas. Pessoas que apesar de conhecerem as enfermidades das instituições, estão lá dentro fazendo diferença, amando aos carentes, se unindo em obras sociais. Por exemplo, neste feriado encontrei na praia um grupão de Calvinistas, rsrs distribuindo sacolas de papel e panfletos incentivando as pessoas a conservarem a praia limpa. Eles estavam apenas com um sorriso nos lábios e as mãos estendidas.

    Recebi fotos de outro grupo de pessoas simples que viajou para aonde a seca está matando, levando mantimento e o que podiam para aliviar a dor do vitimado pela seca.

    Tenho vários amigos que estão nos lugares mais inóspitos. Abriram escolas e estão alfabetizando, trabalhando de todas as formas necessárias. Um deles está no coração da África, em guerras, ele se levantava pela madrugada ao ouvir gritos de terror e com as botas encharcadas de sangue ajudava aos moribundos e apesar da idade, continua lá. São inúmeros os testemunhos de vida de Luteranos e Calvinistas que mexem comigo e me ensinam o verdadeiro amor. A mim não importam se são ou não igrejados, importa que eles estão caminhando nos mesmo passos de Jesus. Isto eu chamo de amor.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  9. Voltei só pro 5°- não é termo de responsabilidade e sim "termo de DEPOSITÁRIO FIEL" viu minha nega?! rsrsrsrs

    Agora se vira nos trinta e nem prensa em me chamar viu?

    Anderson

    ResponderExcluir
  10. Mari não falo de visão poética e sim de visão de fato!

    Pergunte a um preso de qualquer presídio se se sente livre? Observe o canto do "chapinha"....
    depois me responda...........

    Bjux

    ResponderExcluir
  11. Beleza Guio... siga em frente em seu caminho de "semi-desigrejada" mais que "igrejada" rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E sem querer impor a ninguém SER ou não SER igrejado, porque percebo os desigrejados, fazendo isto de uma forma velada ou agressiva.

      Excluir
    2. Beleza Guio... siga em frente em seu caminho de "semi-desigrejada" mais que "igrejada"(2x2) rsrs

      Excluir
  12. Você disse: "E hoje sou apenas irreligiosa, mas procuro viver não só no meu lar, mas também para fora dele à essência do evangelho de Cristo, que é a tolerância, amor e respeito ao próximo..."

    Sinceramente, nesta fala sua, não vejo coerência com as afirmações que você faz contra os igrejados.

    Olha querida, eu ainda não ouvi um igrejado criticando os desigrejados. Ouvi sim, eles orando e procurando entender e até compreendendo certos motivos.
    O que não entendo é porque com exceção de apenas três desigrejados, encontro as dezenas de outros, com tanta amargura e intolerância para com os igrejados, sendo até mesmo hostis. Além de deixarem claro sua supremacia com relação aos 'pobres engaiolados' que "são cegos".

    Eu continuo crendo no que disse o apóstolo Paulo: "Ainda que eu fale a língua dos anjos e dos homens, se eu não tiver amor, não serei COISA NENHUMA."

    Beiju.

    ResponderExcluir
  13. My Lord, me viro bem aqui querido rsrsrsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  14. Guio, não procure coerência em minha fala............

    siga seu caminho de semi e seja feliz, pra quem não "guenta o caminho do meio" como eu, sabe onde está a coerência...............

    Bjux

    ResponderExcluir
  15. Guio..... quem é mesmo o tal "apóstata Paulo" a que vc se refere?!?!?!?

    Eu o desconheço!

    ResponderExcluir
  16. Cê num tá falando daquele que "inventou este cristianismo fajuto" que conhecemos hoje não né?

    Se for dele............

    Affff!!!!!!!!!!
    desconsidero!

    kkkkkkkkkkk

    Bjux

    ResponderExcluir
  17. Anja, me referia a realidade tb. O que é liberdade para vc pode ser uma prisão para mim. Não me referia logicamente à uma cadeia. Estávamos ambas falando do sentimento de liberdade de ter autonomia, os encarcerados perderam a sua por alguma razão. A pessoa que está em uma igreja pode ter o sentimento de pura liberdade e mais tarde descobrir-se aprisionado e buscar seus prazeres, ou uma pessoa desigrejada sentir-se livre para os prazeres e quem sabe um dia descobrir a liberdade servindo o que acredita. Veja como é uma questão particular. Isso que quis dizer.
    Encerro aqui minhas atividades blogueiras de hoje.
    Abraços. Fiquem na Paz!

    ResponderExcluir
  18. Mari, tendi o qui ocê quis dizer sô (e concordo em "partes")! Só quis mostrar de fato o que eu quis dizer, pois pra mim passarinho cantando em gaiola e preso no presídio é a mesma coisa uai! (Deixaram a porta da gaiola aberta e eu fugi! Agora é ruim de pegar esta anja aqui viu? rsrs)

    ResponderExcluir
  19. Prazer em conhcê-la "dona rozana", seja bem-vinda(outra vez)

    Agora para a Anja(e para todos):

    Eu já fui um polemizador profissional. Quando estava entre calvinistas, defendia com unhas e dentes os arminianos e vice-versa...mas a minha intenção era sempre que as pessoas pensassem se suas crenças teológicos de fato, faziam algum sentido "teológico" (sim, por que crenças teológicas só podem fazer sentido se forem "teologicamente falando").

    Eu já tive uma boa queda pelo calvinismo; com certeza a doutrina da eleição permeia toda a Bíblia, tanto no Primeiro quanto no Segundo Testamento. Mas o problema é que o arminianismo também pode ser bem baseado em muitas passagens da Bíblia.

    Isso me calçava alguns transtornos mentais-reflexivos até eu descobri que a bíblia não é um livro de um dogma só. Correntes de pensamento (variações sobre o mesmo tema mas com variações significativas) serpenteiam todo o seu texto.

    Quando se descobre isso, perde-se o tesão de viver e morrer por um dogma.

    Porém, creio, o maior dogma bíblico é mesmo "Deus é amor" - tudo o mais deve ser subordinado a ele. Mesmo por que, contra o amor, não há lei.

    cont...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. (esperando a continuação rsrs)

      Deus é amor não é dogma! Ele/a apenas é!

      Dogma não é algo criado/inventado pelo homem?

      DOGMA:
      (dog.ma)

      sm.
      1 Rel. Ponto básico de doutrina religiosa, considerado certo e indiscutível: o dogma da Santíssima Trindade.
      2 Fig. Qualquer doutrina que se apresenta como verdade indiscutível e portanto deve ser aceita sem contestação
      3 Ideia ou preceito apresentados como irrefutáveis
      4 Em religiões, doutrina que se apoia na autoridade de sua fonte, que deve prevalecer sobre qualquer dúvida dos fiéis
      5 Hist. Na Grécia antiga, decisão de autoridade, o soberano ou assembleia

      [F.: Do gr. dógma, pelo lat. dogma

      DOUTRINA:

      (dou.tri.na)

      sf.
      1 Conjunto de dogmas e princípios que fundamentam um sistema ideológico, filosófico, político, religioso etc. (doutrina marxista, doutrina cristã): A doutrina de Descartes
      2 Crença ou conjunto de crenças que são vistas como verdades absolutas pelos que nelas acreditam: a doutrina da reencarnação.
      3 Pol. Conjunto de princípios que um governo toma como base para sua ação no campo político e social
      4 Sistema adotado por cada pessoa para pautar seu procedimento, comportamento etc.; NORMA; REGRA: Sua grosseira doutrina de vida resume-se à frase 'cada um por si'.: "Indo aos sítios mesmos, estudando ali os antigos exemplares, que é minha doutrina" (Garret, Viagens II)
      5 Tudo que é objeto de ensino; disciplina: A doutrina da imortalidade da alma
      6 Instrução, ciência, erudição
      7 Bras. Etnol. Cântico ritual em terreiros de Rondônia

      [F.: Do lat. doctrina, ae, 'instrução dada ou recebida'; 'ensino'; 'arte', 'ciência'. Hom./Par.: doutrina (sf.), doutrina (fl. de doutrinar [v.]).]

      CADA VEZ QUE SE PRECISA SALVAR UM DOGMA/DOUTRINA, SE MATA UMA VIDA!

      Excluir
  20. Agora, Anja, quero discutir alguma declarações suas. E como você é casca grossa, vou entrar de carrinho na altura da canela...kakakakakakakkkk (é claro, num sentido simbólico...)

    Você diz

    "não existe pássaro feliz estando "na GAIOLA", mas não existe mesmo!!!"

    cadê as provas empíricas que TODOS OS PÁSSAROS QUE VIVEM NA GAIOLA NÃO SÃO FELIZES? (também estou usando símbolos) - prá ficar claro: cadê a prova empírica que todos, EU DISSE TOOOODSSSSSS, os evangélicos membros de igrejas são infelizes?

    Tem? se não tem não me venha com churumelas (como dizia o Pedra noventa da Escolinha do Mundico).

    Aliás, conheço vários evangélicos igrejados que são exemplos de pessoas felizes, descoladas, com um humor incrível, não moralista. Minha esposa é uma delas. Eu, bem, eu não sou um bom exemplo, pois eu teria que me enquadrar no "semi-desigrejado"...heee

    Ou seja, você está dogmatizando uma afirmação a partir da sua própria experiência de vida com a igreja.

    O nobre militar Anderson disse:

    "O deus da igreja (seja arminiano ou calvinista) não existo mesmo! (Anderson)

    Concordo. Deus não pode ser calvinista nem arminiano e nem mesmo "andersoniano" e nem "rozeaneano" e nem "eduardiano" ...

    Mas apesar disso, pergunto: Se o deus da igreja não é Deus, então como seria esse Deus que não é deus?

    deu prá captar a mensagem..?? rs

    E agora, Anja, a frase que me decepcionou neste teu primeiro texto:

    "não procure coerência em minha fala"

    Ora, se eu não vou encontrar coerência no que você diz, de que serve os seus argumentos se eles são incoerentes?

    E já vi que encontrei mais uma anti-paulina...rs

    "Cê num tá falando daquele que "inventou este cristianismo fajuto" que conhecemos hoje não né?"

    Qual é então o cristianismo que não é "fajuto"(se é que ele existe)

    Quais seriam os seus argumentos (se forem coerentes, será bem melhor) para dizer que o maior teólogo da cristandade tinha um pensamento "fajuto"?

    Eminente fariseu; educado pelo maior farizeu do seu tempo - Gamaliel; vasta cultura(conhecia tanto a filosofia grega, quanto a teologia "judaica") cosmopolita; seus ensinos converteram sábios e tolos, ricos e pobres, magistrados e escravos.

    Onde está, minha cara Anja, a fajutice de Paulo?

    Bem, por hora é só, um beijinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edu, voce diz:


      cadê as provas empíricas que TODOS OS PÁSSAROS QUE VIVEM NA GAIOLA NÃO SÃO FELIZES? (também estou usando símbolos) - prá ficar claro: cadê a prova empírica que todos, EU DISSE TOOOODSSSSSS, os evangélicos membros de igrejas são infelizes?


      Quanto a Paulo (o epilético) voce disse tudo:

      FARISEU EDUCADO POR UM FARISEU........

      O que mais voce quer que eu acrescente?????


      hahahahahahahahahahahaahahahahahahahah
      Tem? se não tem não me venha com churumelas (como dizia o Pedra noventa da Escolinha do Mundico).

      [Aliás, conheço vários evangélicos igrejados que são exemplos de pessoas felizes, descoladas, com um humor incrível, não moralista. Minha esposa é uma delas. Eu, bem, eu não sou um bom exemplo, pois eu teria que me enquadrar no "semi-desigrejado"...heee]

      Eu digo:

      Crie um pássaro preso, depois lhe dê o doce sabor da liberdade.... PRONTO! tente prende-lo outra vez!

      Quanto a ser ou não arminiano, calvinista etc...... (rsrs) é mais que óbvio, já que ambos foram "malucos de dar inveja a dom quixote"

      Se o deus da igreja não é Deus, então como seria esse Deus que não é deus?(Eduardo)

      Ora! É fácil! Pegue um montão de doutrinas, acrescente um punhado de dogmas e pronto! INVENTASTES UM deusinho, SACOU?

      AFFFFF Edu, sobre a coerência em minhas falas, voce já sabe que uso sinédoques e hipérboles, somente desigrejados de fato encontrarão coerência, portanto, SINTO MUITO!

      Excluir
  21. ah, você perguntou como é que fazia para negritar e colocar itálico nos comentários e eu te zoei dizendo que isso era um segredo maçônico de grau 33...rssss

    se ainda não te ensinaram, anota:

    itálico: antes da frase, põe esse símbolo aí; no final da frase, fecha com este aqui

    negrito: início...final

    ok?

    bem-vinda ao grau 33 maçonico...

    ResponderExcluir
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  23. Caraca Eu não tendi nada rsrsrs aff é serio mesmo, explica como faz.: itálico: coloco o que antes da frase? e no final?

    Negrito: o que antes e no final?


    Bjuxxxxxxxxx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkk

      tô tentando fazer de um modo mais fácil mas não dá, tem que escrever mesmo:

      itálico: No início da frase: sinal de < escreve a letra "i" e fecha com o sinal de > ; no final da frase a mesma coisa só coloca uma barra / antes do "i"

      negrito: no início da frase: sinal de < escreve a letra "b" e fecha com o sinal > ; no final da frase a mesma coisa, só acrescenta a barra / antes do b

      Excluir
  24. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  25. Em Tempo: o CRISTIANISMO NÃO FAJUTO É O DE CRISTO!

    O de paulo é cristian-(ismo)

    o dos outros psicodélico hahaha

    ResponderExcluir
  26. heeeeeeeeeeee agora eu entendi!!!!!


    AMÉM! TO NO GRAU 33!!!!!

    ResponderExcluir
  27. Acho que agora deu pra entender né?

    Olha, Anja, qual é o problema sobre o dogma:

    "Deus é amor não é dogma! Ele/a apenas é!"

    'Dogma não é algo criado/inventado pelo homem?"

    o mesmo livro que diz que "Deus é amor" diz também que ele predestinou os seus escolhidos desde antes da fundação do mundo.

    por que um é dogma e o outro não?

    dizer que "Deus é amor" também é uma afirmação que fazemos baseado na bíblia, então, não deixa de ser um dogma.

    outra observação: segundo um dos significados que você apontou do dicionário:

    "qualquer doutrina que se apresenta como verdade indiscutível e portanto deve ser aceita sem contestação"

    Na verdade não é bem assim. Ninguém é obrigado a aceitar obrigatoriamente os domas cristãos (você é um exemplo e eu, sou outro). As pessoas que o aceitam, aceitam-o por fé, por acharem que aquele dogma lhe diz alguma coisa em relação à sua fé. Quando não lhe disser mais nada, ele o abandona.

    Isso aconteceu muitos com os católicos que se converteram ao protestantismo; eles tinham que abandonar o dogma de que Maria tinha nascido e morrido virgem e sem pecado por que já não lhes dava sentido.

    ResponderExcluir
  28. Edu, pra mim o Deus é amor Não se prende somente à um livro, já aos outros dogmas, com certeza!

    CITE UM TRECHO DO LIVRO QUE SE PREZE A VIDA NO 1° TESTAMENTO EM SEGUIDA ME CITE UM TRECHO QUE NÃO SEJA FALA DE CRISTO QUE FAÇA O MESMO!

    Prontinho, acho que tamos nos entendendo né?

    (Cê pode até encontrar, mas pra cada um que cê achar te falo cem que manda matar!)

    ResponderExcluir
  29. Você deve desconhecer a importância que os farizeus tiveram na história do judaísmo do primeiro século (fato imperdoável para uma teóloga)

    Isso é o resultado de uma educação evangélica que tivemos que sempre viram nos farizeus como inimigos de Jesus, conservadores e hipócritas. Historicamente, as coisas são um pouco diferente. É bem possível que Jesus também fosse da seita dos farizeus.

    Enrolou, enrolou e não me deu as provas de que todas as pessoas igrejadas são infelizes...

    Anja, pessoas não são passarinhos.

    E esta tua frase não entendi direito:

    Ora! É fácil! Pegue um montão de doutrinas, acrescente um punhado de dogmas e pronto! INVENTASTES UM deusinho, SACOU?

    o que isso tem a ver com a pergunta que eu fiz? Eu perguntei se é verdade que existe esse "deusinho" qual seria pois o Deuszão? Ou seja, é possível alguém ter uma ideia que se aproxime ou que esgote o ENTE que chamaos DEUS?

    ResponderExcluir
  30. Eu entendo a decepção que a igreja institucionalizada tem provocado nas pessoas! Elas estão certas em criticar veladamente os sistemas que perpetuaram a estrutura e a hierarquia ministerial vigente. Como também concordo que a mensagem desfigurada do evangelho apregoado pela por muitos, (nãotodos) contém uma certa dose de veneno mortífero, e muito bem nos fará nos abstermos dele.

    Não temos como negar que a igreja institucionalizada tem provocado tantos escândalos, cometido muitos erros e prestado um verdadeiro desserviço ao reino de Deus. Esta lista de prós, em relação aos pontos defendidos pelos desigrejados pode ser muito longa! poderia se estender por muitas páginas. Mas por hora basta!

    Agora, também não posso concordar com a atitude de muitos, que, uma vez desigrejados se tornam revolucionários, militantes, na tentativa de disseminar a ideia de que a igreja como instituição, deve ser considerada totalmente fracassada em sua missão. Qualquer pensador equilibrado não pensa assim.

    Que o cristianismo, como religião é passível das mais severas críticas, não temos como negar. Mas daí, supor que ele precisa ser incinerado e reinventado, já passa a ser um radicalismo doentio de quem tem o ponto de vista partindo só de um ponto.

    Talvez em função da expectativa frustrada ao presenciar na igreja-instituição o estado de imperfeição, corrupção, e miséria que se encontra nela, sem levar em conta que ela sempre foi imperfeita, que ela nunca tomou para si a prerrogativa de infalível, e que sempre será assim.

    Como disse certo Pastor:

    “Pergunto se está correto abandonarmos a igreja institucional e seguirmos um cristianismo em voo solo. Pergunto se não existe um inocente bebê no meio da água que os desigrejados querem jogar na banheira. Ao final, parece que a revolta deles não é somente contra a institucionalização da igreja, mas contra qualquer coisa IMPONHA LIMITES OU RESTRIÇÕES A SUA MANEIRA DE PENSAR E AGIR.
    Fico com a impressão de que eles querem se livrar da igreja para poderem ser cristãos do jeito que entenderem, acreditarem no que quiserem, sendo livre pensadores sem conclusões ou convicções definidas, fazendo o que sentem vontade, a fim de experimentarem tudo na vida sem receio de penalizações e correções.”
    Sem concordar com tudo o que ele diz, posso dizer que este tipo de anti-instituição, antidisciplina, antirregras, antiautoridades, antilimites, se encaixa perfeitamente na mentalidade secular e revolucionária de nosso tempo."

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Doni querido, de fato o cristianismo não precisa ser incinerado e dele ser feito outro, e eu nem quero isto! Ele se incinera sozinho! É o maior símbolo do fracasso. um deus que precisa do homem pra viver não é deus e um cristo que mendiga não é cristo!

      Não sou radical no sentido de "pregar" contra o cristianismo, mas sim de ir contra os que dizem ser e não são e sendo, também não são!

      Na verdade quem assim se diz, não é uma cosia nem outra.........


      Será que seriam mornos?

      PQP agora o trem pega né? VOMITADOS SERÃO?

      Melhor ser quente (desigrejados) ou frios(igrejados)
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Morno num dá né Doni?

      Excluir
    2. Doni, eu vejo esta igreja institucionalizada nada mais, nem nada menos que fabricação de homens, que muitos no ardor de acertar, tomaram suas próprias providências e outros no afã do poder criaram as suas própria regras, encontrando um povo que já trazia em si uma imagem distorcida de Deus, tiveram todo o espaço para estabelecerem o deus que lhes respaldava.

      Acredito que muitos abriram os olhos para perceber este equívoco, mas faltou-lhes sabedoria, temor e amor para se conduzirem da forma correta. Confusos, deixaram-se dominar por amargura e arrogância e não percebem que estão andando no caminho que tão bem você descreveu no seu último parágrafo.

      "Fico com a impressão de que eles querem se livrar da igreja para poderem ser cristãos do jeito que entenderem, acreditarem no que quiserem, sendo livre pensadores sem conclusões ou convicções definidas, fazendo o que sentem vontade, a fim de experimentarem tudo na vida sem receio de penalizações e correções.”
      Sem concordar com tudo o que ele diz, posso dizer que este tipo de anti-instituição, antidisciplina, antirregras, antiautoridades, antilimites, se encaixa perfeitamente na mentalidade secular e revolucionária de nosso tempo."

      "

      Excluir
    3. Doni acho que de fato fiz uma miscelânea em resposta a seu comentário querido, mas o fato é que eu vejo que a religião nada mais é que um tremendo engodo e que n~´ao nos leva a lugar algum}! Pois se prendem em livros ditos sagrados que de sagrados não tem nada!

      Minha decepção foi tanta que dá pra escrever um livro, e não seria um livro qualquer não, eu poderia falar sobre desvios de verbas, sobre conversas regadas a muitaaaa bebida onde era discutida formas de se assumir o "poder", poderia falar de cantadas que levei (e não foram poucas), se fosse falar de adultérios, putz!

      A verdade é esta: A RELIGIÃO É UM ENGODO E NÃO RELIGA NADA COM NADA! O DEUS DA IGREJA NÃO EXISTE, E EU ENCONTREI DEUS FORA DELA.

      Excluir
    4. Doniztti, claro que há penalizações e consequências querido, mas aqui! Por exemplo, experimente sair do trabalho pra viver de amor, em breve sua barriga irá roncar. Então podemos sim escolher experimentar tudo aqui, mas devemos saber que colheremos as consequências de nossas escolhas, mas não numa vida futura ou algo terrível após a morte, mas aqui mesmo!

      Esta conversa de jogar a água da banheira com a criança dentro já é minha velha conhecida (José barbosa jr., Levi Araújo, Alberto Carneiro, Pedro Rocha entre outros já me disseram o mesmo), entretanto, ainda insisto que a água da banheira está podre e a criança mortinha da silva e tem de ser jogada fora junto com a banheira!

      Igreja, religião, e qualquer instituição que se diz cristã está completamente fora de qualquer ideologia que se possa se dizer de algo que se assemelha ao evangelho de cristo.

      Excluir
  31. Anja,

    você conhece algum outro livro sagrado que tenha por fio condutor do seu pensamento espiritual que Deus sendo amor, humanizou-se e se entregou como sacrifício por aqueles que eram objetos desse amor?

    Isso é algo exclusivo do cristianismo fajuto paulino.


    "CITE UM TRECHO DO LIVRO QUE SE PREZE A VIDA NO 1° TESTAMENTO EM SEGUIDA ME CITE UM TRECHO QUE NÃO SEJA FALA DE CRISTO QUE FAÇA O MESMO!

    Ora, você nunca leu o primeiro testamento...

    (Cê pode até encontrar, mas pra cada um que cê achar te falo cem que manda matar!)

    Anja, você está simplificando uma coisa complexa.

    Você precisa aprender a ler a bíblia sobre o foco histórico, sociológico, cultural, religioso. Senão, amiga, as coisas se simplificam.

    O mesmo Jesus de amor, disse que não tinha vindo trazer paz à terra, e sim, espada, guerras familiares, tensão sociológica.

    De novo, não simplifique; você parece até um evangélico argumentando ao contrário, pois os evangélicos de forma geral, só possuem uma tipo de leitura da bíblia e desconsidera todas as outras (por não conhecer).

    Ah, e outra coisa, Jesus não era cristão e nem tinha um "cristianismo"...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Claro que tenho um livro sagrado: A VIDA DO SER HUMANO É UM LIVRO

      FORA ESTE NÃO EXISTEM LIVROS OU LIVOR QUE SEJA SAGRADO QUERIDO!

      Voce como teólogo deveria saber disto!


      Bjux.......

      Boa noite...........

      Excluir
    2. kkkkkkkkkk num é que cê ta certim? JC não era cristão e num tinha cristianismo né mesmo?

      Então pronto! Eu disse viver o evangelho de cristo e não cristianismo

      Ou eu disse viver cristianismo?

      Mas abusando de sinédoques e hipérbole disse que CRISTIANISMO NÃO FAJUTO É O DE CRISTO

      Pô Edu, e eu nem tenho gônadas, mas assim voce me acerta em cheio! Pareço estar falando com meninos que levam tudo no literal pô, alivia aí senão nem dá pra continuar...... rsrs

      Excluir
  32. bem, amanhã agente continua o papo pois tá na hora de eu sair daqui, senão fico discutindo até altas horas...rssss

    beijos

    ResponderExcluir
  33. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você deve desconhecer a importância que os farizeus tiveram na história do judaísmo do primeiro século (fato imperdoável para uma teóloga)

      Isso é o resultado de uma educação evangélica que tivemos que sempre viram nos farizeus como inimigos de Jesus, conservadores e hipócritas. Historicamente, as coisas são um pouco diferente. É bem possível que Jesus também fosse da seita dos farizeus.(edu)

      Não me interessa apenas o judaísmo e sim a vida do ser humano em geral, seja gentil, seja JUDEU!

      Eduardo, enquanto prezarmos leis, dogmas e doutrinas seremos apenas FARISEUS e teólogos e "embrólogos" do verbo "embrulhar"

      Então meu fio, para de embrulhar que já sei onde cê pretende ir sô!

      Quer exemplo de passarinhos? My lord é um que foi Criado na GAIOLA, pregunta se ele quer volrtá?

      Eu era solta e tive presa, me sortei de novo e num vorto mais não sô!


      Quer mais exemplos? pregunta o kilin se ele quer vortá? Bom, só aqui tem uns que sei que num quer vortá, eu num quero, mas ocê pode cê que tá bem feliz apenas vendo a liberdade entre as grades da gaiola e pensa que isto é liberdade né?

      Num sô mais TEÓLOGA, tudo que preza dogmas e doutrinas em detrimento da vida do ser humano eu abandonei querido!

      Excluir
  34. Anja, como Edu tem a inteligência desejável de tão brilhante, ele tá respondendo teus comentários, sobre os meus, muitoooooooooo mior qui eu. E eu concordo com ele em tudo, porque tem argumento claro.

    Quanto a não cobrar coerência nas suas falas amiga... não jogue a culpa para "hipérbole e sinédoque" porque o que eu disse foi que, agora, com Paulo ou sem Paulo sua fala tem que ser coerente com as suas atitudes.
    Veja o que você escreveu: "E hoje sou apenas irreligiosa, mas procuro viver não só no meu lar, mas também para fora dele à essência do evangelho de Cristo, que é a tolerância, amor e respeito ao próximo..."

    Eu entendo que, tolerância, amor e respeito, à exemplo de Cristo, não exclui os 'igrejados', por mais que seja intragável o entendimento que eles tenham com relação a vida cristã. Você vem demonstrando exatamente o contrário com as suas afirmações.

    Que Paulo, João ou Mané tenha escrito que: "Ainda que eu fale a língua dos anjos e dos homens se não tenho amor NUM SOU NADA", foi um discernimento pleno.
    Beijo querida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas porque voce me chama de INTOLERANTE? Apenas por falar que voce e ele não são o que falam? aff Que isto Gui........ Fica de boua fia rsrsrs


      Eu num ligo pra isto, mas eu num quero ser morna, sou quente! Apenas isto Se eu fosse intolerante nem tava aqui né mesmo? porque é como diz o adágio: os incomodados que se retirem

      Intão, eu tinha pegado descndo a muito tempo já uai e se eu to aqui é porque "atulero" oceis uai!!!

      kkkkkkkkkkkk Boba rsrsrs Bjux

      Excluir
    2. Anja, quando você não tem como responder você embola tudo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Tá cum sono? Beijão.

      Excluir
    3. kkkkk antes fosse sono Gui eu tava na 6° latinha de skol pô aí eu vi que num ia dá pra continuar rsrs

      Excluir
    4. Guiomar, minha fala é plenamente COERENTE com o que eu digo!

      PLENAMENTE. Mostre-me incoerencia no que eu digo, please........

      Excluir
    5. Anja, num é que tu profetizou hehehehe deu comentário pra caramba, voltei aqui hoje e fiquei espantada, até o Altamirando tá por aqui nuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu Ainda não li todos.

      Querida você passa uma aversão aos igrejados. Tem que amar né? rsrs

      Olha líderes e pastores vivendo uma falsa vida, infelizmente sabemos que tem inúmeros, por isto Deus diz a Abraão : Ser TU, uma benção.

      Beijo.

      Excluir
    6. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  35. Sério Anja! Meu cérebro está fazendo malabarismo para te entender! rsrs

    São muitas parábolas de uma só vez! (isso em relação a tua resposta ao meu comentário)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Doni, escolha a pílula:azul ou vermelha! (matrix kkkkk)

      tome uma e se "sinta livre", escolhendo a outra, seja de fato e de verdade livre!

      Apenas isto Doni.

      O que voce chama de cristianismo eu chamo de "cristian-(ismo), voce já deve ter percebido né? Então ta aí a diferença: Não considero crenças, dogmas, doutrinas, religião e igrejas (instituição) e não considero mesmo! O ser humano não precisa disto! O templo é o coração, o dogma nossa vida vivida intensamente e pronto e ponto Doni, pra mim é simples assim.

      Excluir
  36. voltei...heeeeee

    Anjinha, querida, sem esse de que os seres humanos são livros....rssssss

    pragmaticamente falando: onde se lê que Deus é amor? Isso - queira você ou não - é uma crença judaico-cristã.

    não enrola...rssss

    Olha, eu entendo o que você está dizendo(tô tentando rs), Ora, eu também já fui um cristão fervoroso e enganjado nos ministérios da igreja, por isso sei o que é bom e o que é ruim em sua extrutura.

    O grande erro dos críticos da igreja ao meu ver, é desconsiderar o que ela tem de bom (e tem!!)

    Eu quero (e sou) livre para ir à igreja ou não. Aliás, eu só vou mesmo a um culto quando eu quero ir. Mas eu se eu fosse um membro mais ativo da igreja, eu não teria problema em sê-lo, pois já o fui.

    É verdade também que eu não tenho os dogmas cristãos como irrefutáveis e verdadeiros, mas não sou assim tão míope para não entender que dogma está ligado à fé e crença, e ele pode dar sentido à vida de quem crê, pois já deu sentido à minha e eu era muito feliz assim, (apesar das críticas que eu já tinha do sistema eclesiástico).

    Eu também sou contra todo sistema que vá contra a vida. A vida para mim é o absoluto da existência.(meio redundante...); e se as igrejas possuem esses sistemas(e possuem) também estou aqui para criticá-los.

    De resto, estou esperado que você refute coerentemente o que eu já disse....rssssss

    ah, e que interpretação é essa que "quente" é desigrejado???????????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrsrsr ta Edu se voce não conseguiu encontrar coerência, foi triste! haha

      A interpretação foi só uma cutucada né edu?

      Mas na verdade me considero quente! Pois vivo o amor na prática e não com base em livros rsrsrs o livro (lei) mata querido

      Excluir
  37. Tá bom Anja, gostei do

    O ser humano não precisa disto! O templo é o coração, o dogma nossa vida vivida intensamente e pronto e ponto Doni, pra mim é simples assim.

    muito bom. Mas Deus(ou alguma noção dele) entra aí nessa equação? estou perguntando na boa, não estou sendo irônico...rss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edu, o Deus que creio está presente na vida!

      Ponto e pronto!

      (será que voces ainda não entenderam?)

      Excluir
  38. Eu descobri que Deus me ama através da igreja. Na verdade meus pais "igrejeiros" me ensinaram isso.

    Porém a fé de meus pais me fizeram também um religioso de certa forma "moralista"

    Quando passei no seminário lá aprendi muito sobre o amor como equilibrio entre a razão e a fé.

    Quando minha igreja errou e errou muito alguns revoltaram-se contra ela e abriram outrs achando que fariam certo virou uma maldição que até hoje não parou mais...

    Houve outros como "Francisco de Assis" que preferiram não inventar algo novo mas viver uma religião e fé compromissada com as palavras de Jesus Cristo a partir do conhecimento que tinha da palavra de Deus a escrita na carne e no papel.
    Ele "revolucionou" a igreja a partir de dentro e isto causou um impacto muito mais violento que se qualquer outro.
    O que necessariamente não quer dizer que este impacto como dos que partiram mudaram toda a igreja a ponto de ela mudar.
    Creio que onde houver mulheres e homens haverá sempre falhas, portanto penso que estamos longe de ser uma palavra viva de Deus, digo mais, impossível.

    A Anja disse que gente como eu religioso assumido nunca se sentirá livre "engaiolado" Em partes concordo pois trazemos dentro de nós uma angústia de querer ver e viver Deus de uma maneira perene que é amando e amar de forma preferencial pela urgência os mais necessitados.

    A igreja quase sempre não age neste meio!!! Costume dizer que temos medo de procurar Deus onde Ele está porque corremos o sério risco de perder a fé!

    Por outro lado concordo com o edu a gui e outros aqui.

    Eu particularmente não acredito ser possível viver Deus sem estar inventando uma "religião" ou construíndo um dogma. O Fato da Anja dizer que não crê na palavra escrita não é um "dogma" da igreja da Anja?

    Quando a palavra não era escrita ( quero lembrar que não sou teologo, sou um leigo) era oral não se criaram uma imagem errônea de Deus como castigador e que depois perpetuou na escrita esta imagem?

    Eu particularmente vejo que Jesus Cristo mais do que salvar almas veio para revelar plenamente a Face de Deus para nós que é Misericordioso e Amor.

    Quando leio os ensinamentos da igreja eu vejo quanta riqueza existe e me pergunto porque na prática não cumprimos o que está no papel? Será que a igreja encarnada por si só demonstra sua limitação humana (graças a Deus rsrsrs) o que faz com que pensemos que enquanto terráqueos rsrsrs sempre estaremos aquém da vontade de Deus?

    Se o templo é nosso coração ele está limpo puro e adequado para viver Deus? É mais preparado que os dogmas que existem? Ou que as religiões que inventamos o tempo todo?

    Finalizando não corremos o risco diante de toda nossa limitação de fé e compreensão reinventar novamente uma outra forma de viver Deus "irreligião" sendo que não passa de uma religião também camuflada?

    Será possível viver sem religião e ao mesmo tempo não criar dogmas? É possível ser livre realmente? Alguém não terá que se adaptar a nossa maneira de pensar para poder conviver conosco? Não estarei tirando a liberdade desta pessoa para estar ao meu lado?

    Perdão, mas estou finalizando!

    Penso que o caminho não é nem reinventar uma forma de religião que sempre será falha por si só humanamente falando e nem dizer que é possível viver sem uma forma "doutrinal" de pensar em e viver Deus.

    Vejo que a melhor forma de viver Deus é o amor! "Qual é o maior mandamento da Lei de Deus?" Lembram? A questão é: eu realmente amo? Então a religião ou não é apenas um detalhe dentro deste processo maravilhoso que é o amor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gilberto voce disse: "O Fato da Anja dizer que não crê na palavra escrita não é um "dogma" da igreja da Anja?"

      NÃO! Não to inventando nada novo, por sianl já é muito veho viu? rsrs

      Excluir
    2. Gilberto, deixa eu falar: IRRELIGIÃO = OPOSTO DE RELIGIÃO

      Como irreligião pode ser uma religião "camuflada?" rsrsrs ILÓGICO E HILÁRIO!

      Como eu disse no texto faço tudo que o RELIGIOSO" não faz:
      bebo, danço, como, bebo de novo, bebo traveiz rsrs ajudo a quem posso e amo a meu próximo(SEJA ELE QUEM FOR)! Seja gay, bi ou hétero. Claro que não sou perfeita e me pego as vezes, descendo ao invés de subir, mas de verdade, não vejo como um religioso pode amar. pois ele de fato não ama! Pra que ele ame seu próximo, o seu "próximo" tem de pensar igual a ele, crer no mesmo deus que ele e ser hétero ou gay enrustido como ele! ISTO NÃO É AMOR!

      O que mais vejo em igrejas é crente "enrustido" seja no lado sexual, seja em que lado for! Condena o que ele julga ser pecado na vida dos outros e vive "fazendo escondido" até ser pego! kaka aí fode tudo né? Por isto eu digo que sou irreligiosa e livre! Faço o que quero na hora que quero na frente de quem eu quero sem ter nada a esconder! Nem de deus né? rsrsrsrsrs

      Excluir
    3. Sim nunca será não! Sou não-religião e sim-ao-amor rsrsrs

      Excluir
    4. Anja quando disse "igreja da anja" foi apenas para dizer que dogmas doutrinas o tempo todo inventamos mesmo não querendo aceitar.

      Eu sei o que é irreligião, pelo menos a teoria rsrsrsr foi apenas uma forma de explicar que ela se aproxima da religião tanto quanto eu não vejo diferença na "prática".

      Também bebo não danço (sou ruim das pernas rssrsrsr) e amo muito pouco meu próximo seja ele quem for. Creio que Jesus morreu na cruz para nos salvar e pronto e salvar a todos. Não somos melhores que ninguém!

      Meu próximo não precisa ser igual a mim seria de uma pobreza medonha.

      Sou católico enrustido rsrsrsrs já fiz coisas escondidas e me arrependi sou pecador e não creio que um homo vai pro inferno ou seja pior ou melhor que eu... O campo do julgamento e da salvção pertence a Deus.

      Sou contra o moralismo falso e penso que devemos amar e acolher...

      Anja muitas das suas idéias eu comungo e perdoe se a questionei apenas e me esqueci de dizer que admiro algumas das idéias.

      Mas Anja outras me preocupam como você generalizar e dizer que os religiosos mão amam. Tenho medo dos extremos anja.

      Estas idéias extremistas incentivaram a morte a purificação da raça e tantas coisas horríveis que concordo que a própria igreja fez e não é isso que temos que combater? Não estará repetindo os mesmos erros defendo a idéia de que religioso não sabe amar...

      Gosto quando você denuncia os religiosos moralistas mas quando generaliza ( eu aceito ser criticado como tal) acaba acertando muita gente que não merece. Conheço muita gente de coração simples e amor ao próximo no meio religioso eoutros que já partiram e acolheram e amaram sem discriminação... Só vai haver gente com capacidade de amar na irreligião?

      Anja eu não posso e nem devo construir uma idéia a partir de uma decepção pessoal e nem com coração amargurado.

      Sim! Deus humanizou para nos tornar divino. Todos sem exclusão!

      Excluir
    5. Gilberto querido, de fato, tenho este defeito de generalizar (sou humana apesar das asas de anja rsrsrs)

      Mas meu extremismo vem do extremismo "d'outro lado" Se é que voce me entende... as igrejas pelo qual passei ( e não foram poucas) todas sem exceção usam a mesma fôrma!

      Isto me fez criar uma ojeriza que vc não imagina!!!

      Excluir
    6. Ainda eu digo que deus humanizou para nos mostrar como de fato sermos humanos!

      Excluir
    7. Gilberto querido, não entendi o porque de voce pedir perdão, ora, estou aqui exatamente pra ser questionada querido e de forma alguma levei a mal seu comentário, de verdade mesmo querido.

      Bjux

      Excluir
    8. Anja você é uma anja kkkkkkkkkkkkk obrigado por permitir participar deste seu texto...

      Você foi sabatinada o tempo todo sem perder as asas rsrsrsrs e me identifiquei muito com muitas coisas que disse e outras serviram como carapuça rsrsrsrs

      bjs

      Excluir
    9. Eu conheci uma anja
      Que um dia
      foi pássaro engaiolado
      Mas que resolveu ser livre
      E voar sem amarras
      Pousar onde quer
      Pois muita mais
      que ser anja
      é humana
      é mulher...

      Excluir
    10. Ouw!! Que lindo Gilberto, vou postar no meu blog!! Bjux

      Excluir
  39. “embora uma pessoa rejeite toda a crença, dogma e ilusão religiosa, não significa que ela tenha anulado o sentimento nobre de ‘re-ligar-se’ a um éden utópico”

    Quanto a “gaiola” que a Rossana frisou, eu perguntaria: será que somos realmente livres?

    “a dependência psicológica não só se reflete naquele que não pode viver sem praticar seus rituais religiosos regularmente”.

    Mas Rossana, eu fui forjado também para ser um ANJO. (Vide link:
    http://www.cpfg.blogspot.com.br/2010/03/nascido-e-criado-no-evangelho.html )

    Apesar de não ter anjo tatuado no corpo (rsrs), tenho todo um passado “angélico”, que a maneira de um arquivo travado no computador denominado cérebro, ainda emite influências ou eflúvios, independente de minha vontade.

    “Na verdade, lá no nosso mais íntimo recanto somos assombrados pelo desassossego de viver sem a proteção de alguém mais poderoso, sem uma mão mais forte a segurar a nossa. Ser dependente para nós é uma constatação terrível e insuportável, apesar de existir dentro de nós um tipo de liberdade: a de dar nomes às coisas”.

    “Psicanaliticamente falando somos escravos dos instintos. Somos consumidos por um desejo de algo novo. Esse anseio primitivo, no entanto, se torna cansativo e doloroso, e terminamos por ceder a um “senhor mais forte”, que nos oferece o antigo fio em que nos quedamos escravos. Nossas autobiografias, caso retrocedessem a nossos ancestrais, poderiam nos fazer ver de que forma eles foram escravizados, e até que ponto nos libertamos dessa herança. Veríamos que não somos nós que falamos; dentro de nós há muitas vidas. Muito de nossa ancestralidade grita através de nossa garganta. Caminhamos em um círculo, onde tudo que vemos e que racionalizamos como novidade, já foi passado”.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grata por seu comentário Levi.......

      Bjux

      Excluir
  40. Parabéns Gilberto, o único discurso que realmente me impressiona é a prática do amor.

    Você disse: "Quando a palavra não era escrita ( quero lembrar que não sou teologo, sou um leigo) era oral não se criaram uma imagem errônea de Deus como castigador e que depois perpetuou na escrita esta imagem?"

    Lembrei de quando os discípulos perguntaram a Jesus a cerca do cego: "Quem pecou, ele ou os seus pais para que nascesse assim?"
    A imagem de um Deus castigador caminhava também com os seguidores de Jesus, mesmo a despeito de todos os seus ensinamentos.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  41. Levi, ""Fizeste-nos para Ti e inquieto está o nosso coração enquanto não repousar em Ti."
    (Santo Agostinho)

    Ainda que você não admita, lá no fundo você interroga. rsrs

    Beijo.

    ResponderExcluir
  42. Gui me fez lembrar outra frase de Jesus quando diz:

    "Os mestres da lei e os fariseus se assentam na cadeira de Moisés.
    Obedeçam-lhes e façam tudo o que eles lhes dizem. Mas não façam o que eles fazem, pois não praticam o que pregam.
    Eles atam fardos pesados e os colocam sobre os ombros dos homens, mas eles mesmos não estão dispostos a levantar um só dedo para movê-los.
    Mateus 23:2-4

    Jesus aqui não confirma adoutrina? Em contra partida denuncia as atitudes? Por isso gosto de pensar que Deus não tem mais nada de novo para revelar pois foi revelado em Cristo. O que precisamos é praticar e ai sim vejo que convenceremos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gilberto, muito bom encontrá-lo aqui. Adorei os comentários.

      Excluir
    2. E o que foi revelado de deus em cristo? não foi sua humanidade? rsrs

      Excluir
    3. Pois é Gilberto, simples como você disse, pratica o que Jesus ensinou, e por que tem que complicar tanto?

      Abraço.

      Excluir
  43. Doni acho que de fato fiz uma miscelânea em resposta a seu comentário querido, mas o fato é que eu vejo que a religião nada mais é que um tremendo engodo e que n~´ao nos leva a lugar algum}! Pois se prendem em livros ditos sagrados que de sagrados não tem nada!

    Minha decepção foi tanta que dá pra escrever um livro, e não seria um livro qualquer não, eu poderia falar sobre desvios de verbas, sobre conversas regadas a muitaaaa bebida onde era discutida formas de se assumir o "poder", poderia falar de cantadas que levei (e não foram poucas), se fosse falar de adultérios, putz!

    A verdade é esta: A RELIGIÃO É UM ENGODO E NÃO RELIGA NADA COM NADA! O DEUS DA IGREJA NÃO EXISTE, E EU ENCONTREI DEUS FORA DELA.

    ResponderExcluir
  44. Gente, deixa eu fazer uma pergunta:

    porque pra voces é tão dificil aceitar que eu seja sincera e coerente no que digo?

    De faro acho estranho alguém se dizer "desigrejado" estando "igrejado" e mirando em livros SAGRADOS(??)

    Minhas experiencias me ensinaram que não existem livros sagrados senão o ser humano e o mais interessante de tudo é que uma fala minha aqui ningu´-em percebeu ou fazem de conta não perceberem:

    CADA VEZ QUE É PRECISO SALVAR UM DOGMA, SE MATA UMA VIDA


    Bjux a todos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, não achamos (falo por mim, mas deve ser o pensamento de todos) difícil aceitar a sua sinceridade, apenas em alguns pontos ela se choca com a nossa, porque todos estamos sendo sinceros.
      O importante é que as nossas diferenças não nos separem. Beijaço.

      Excluir
    2. Ah... gui, mas claro que não separa poxa! De jeito maneira uai! #TamuJunto

      Excluir
  45. Anja, suas experiências te ensinaram que não exitem livros sagrados e bem onde fica a experiência dos demais?
    Aceito sua sinceridade e sua liberdade e acho que vc é um "pouquinhozinhoinho" rs... incoerente quando ao presar pela liberdade imputa um formato para os desigrejados,como se tivesse um modelo específico a seguir.
    Já fomos formatados antes. Agora chega, né?

    E como canta o Lulu santos: " E não há tempo que volte amor...vamos nos permitir!"
    Bjins...

    ResponderExcluir
  46. Anja, querida:

    Para de escrever e tentar pensar depois da sétima latinha pois os neurônios já estão cambaleando depois de tanto álcool. E você não sabe, menina, que o álcool destrói neurônios cerebrais?? É só por isso que eu não bebo cerveja com álcool e vinho só de vez em quando pois eu prezo muito os neurônios que tenho...heeeeeeee

    Agora deixa eu falar umas coisitas.

    Eu de fato, não tenho a Bíblia como sagrada no sentido religioso da palavra, talvez no sentido simbólico que um flamenguista fanático chama a bandeira do flamengo de "manto sagrado"; ou quando alguém diz de uma coisa que lhe tem muito significado ou que lhe traz algum benefício existencial ao dizer "isso é sagrado para mim".

    Só para colocar o termo "sagrado" no sentido que eu o uso. Mas é claro que isso não me faz perder o sono com quem chama a Bíblia de fato, de livro sagrado no sentido religioso do termo. Sagrado é o oposto do profano. Sagrado nas tradições antigas era tudo aquilo que estava no âmbito do Templo e profano, tudo o que existia fora dele, na vida secular e diária.

    Mas o sentido que se dá hoje à Bíblia como sendo "sagrada" é por que ela é inspirada e inerrante pois veio direto de Deus. Bem, não é o meu entendimento. Para mim a Bíblia não é Deus falando ao homem e sim, o homem (procurando) falar a Deus. Por isso as imagens de Deus que afloram do texto bíblico nos parece hoje tão impróprias: um deus que tem sentimentos de raiva, ira, alegria, arrependimento, etc, ou seja, um deus antropomórfico, criado à semelhança do homem, só que mais virtuoso e perfeito. Um deus bem parecido com o mítico Adão que era um homem perfeito. (seu único ato falho foi dar ouvidos a Eva...heee)

    ResponderExcluir
  47. Mari......

    me mostre como sua experiencia lhe ensinou que existe um livro sagrado pra se basear em como voce deve amar? rsrsrs

    O que voces insistem em não entender é que a formatação de voces já veio "batizada" com vírus rrsrsrs e eu não estou apedrejando a ninguém aqui. (até pode parecer, mas não é)

    Deixa eu ser então bem direta:

    o confrade Edu diz que ama o homo, mas não aceita sua "prática", claro que ele se baseia num livro sagrado né Edu? Mas como se pode separar uma coisa da outra? se não aceita "determinada prática" estou então impondo que a pessoa seja como eu para que eu lhe ame, ou não entendem assim isto também?

    É disto que falo gente, imagina um pastor depois de um sermão extremamente ardente e apaixonado pelo que prega se diz ateu? não lhes parece sem sentido? É disto que falo............(?????)assim é o desigrejado, fala que é mas prega apaixonadamente um evangelho que ele mesmo diz não aceditar(???) e voce a Gui e o Edu procurando coerencia no que eu falo e eu procurando coerencia em suas atitudes.... é um chumbo trocado nossa guerra rsrsrsrsrsrs

    Mari vc tá certíssima, pois para o amor não há lei, não há uma fôrma, não há regras, não há livros....


    É por isto Edu e todos os demais que voces não encontram "coerência" no que eu digo, porque me livrei de regras, fôrmas e tabelas...

    Não existem...

    Bjux

    Anja_Lilith

    ResponderExcluir
  48. Anja,

    agora queria comentar algumas frases suas.

    "Edu, o Deus que creio está presente na vida!

    Certo, muito poético isso, também acredito nisso. Mas a minha pergunta queria algo mais detalhado, tipo: qual a sua visão sobre quem é Deus ou o que ele é, ou se é possível dizer alguma coisa dele, ou se ele de fato, existe apenas na imaginação psíquica do homem, ou se ele existe apenas nos atos de AMOR, já que ele é amor. (aliás, dizer que "ele é amor" já dizer alguma coisa dele).

    É isso que eu gostaria de saber para conhecer o seu pensamento sobre a questão.

    Apesar que sua frase

    "A verdade é esta: A RELIGIÃO É UM ENGODO E NÃO RELIGA NADA COM NADA! O DEUS DA IGREJA NÃO EXISTE, E EU ENCONTREI DEUS FORA DELA.

    já diz alguma coisa, pois diz que você "encontrou Deus" fora da igreja e já estabelece uma "verdade" - "Deus não pode ser encontrado na igreja pois esse deus da igreja não existe".

    É um bom dogma...

    Na sua resposta ao DONI você ainda diz que

    Minha decepção foi tanta que dá pra escrever um livro, e não seria um livro qualquer não, eu poderia falar sobre desvios de verbas, sobre conversas regadas a muitaaaa bebida onde era discutida formas de se assumir o "poder", poderia falar de cantadas que levei (e não foram poucas), se fosse falar de adultérios, putz!

    Ora, como se a igreja fosse um ambiente hermeticamente fechado aos desejos, ambiguidades e falta de vergonha na cara dos crentes que lá se reúnem.

    Eu acredito que a mensagem do evangelho é capaz de mudar hábitos ruins e dar uma nova perspectiva de vida ao convertido, mas com toda certeza(como o próprio Paulo e João dizem) a natureza humana permanece a mesma.O que muda de fato(quando muda) é a percepção de que se é ambíguo e que todo gesto aceitável, benigno, amoroso que venha de algum cristão, pode num próximo momento ser transformado em gestos reprováveis, malditos e raivosos.

    Em nós, crentes ou não crentes, habitam dois lados opostos que se atraem e se rejeitam ao mesmo tempo. Costuma-se chamá-los na teologia de "natureza carnal" e "natureza espiritual".

    Evidente que não dá prá ficar numa igreja onde a liderança é totalmente mascarada, ou seja, usa a máscara de espiritual para esconder de fato, a única cara que ele tem e cultiva - a cara do "corpo carnal."

    Mas minha querida Anja rebelde,

    se formos condicionar a existência de Deus(qualquer que seja a imagem dele) ao comportamento ilibado dos que dizem seguí-lo, de fato, tal deus não existe mesmo.

    ResponderExcluir
  49. o confrade Edu diz que ama o homo, mas não aceita sua "prática", claro que ele se baseia num livro sagrado né Edu?

    Eu jamais escrevi em lugar algum nesta blogosfera que eu não aceito a homossexualidade. Você não deve ter entendido tudo aquilo que eu escrevi sobre o tema lá no seu blog. Eu não chego a ser tão obtuso de pautar a crítica ao homossexualismo a um versículo escrito num livro da bíblia há mais de 1500 anos!

    Mas sintetizando, vou tentar dizer outra vez:

    o que eu não aceito é a imposição da bicharada, em bater o pezinho e decretar que ninguém pode dizer nada que lhe soe "homofóbico" - termo que eles usam para enquadrar qualquer argumento - ainda que filosófico - que não aceite sua prática. Virou algo ideológico.

    no dia que a ciência descobrir geneticamente sem nenhuma sombra de dúvida, sem que haja opiniões contrárias na comunidade científica que a homossexualidade é algo herdado, condicionado geneticamente do mesmo jeito que é a cor preta, parda, branca, amarela, etc, eu poderia aceitar que se criminalize quem fosse contra a homossexualidade.

    Mas a verdade é que a grande maioria dos homossexuais tiveram alguma experiência (geralmente na infância) que os condicionaram à prática. Eu tenho um exemplo bem próximo - meu padrinho de casamento que se tornou gay depois que um vizinho o seduziu quando ele tinha 7 anos de idade.

    É claro que não foi algo automático. O transtorno que a experiência lhe causou só foi se manifestando aos poucos durante sua adolescência quando ele se viu com dificuldades de se relacionar com meninas.

    Essa é a regra. O resto é ideologia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edu, não afirme que a grande maioria dos homos sofreram traumas não porque é uma inverdade, eu convivo com muitos (mas muitos mesmo), e bem poucos foram vítimas de traumas viu querido? O que vc diz é FALÁCIA de quem espera ter um poder divino pra curar a homossexualidade!

      Claro que é homofobia pregar co ntra a homossexualidade! Voce aceitaria alguém dizer que voce é errado na sua orientação sexual? Claro que não! Então porque os "malafaianos" querem ter este direito?

      Excluir
    2. Óia só um dos comentários que ocê deixou no meu blog Edu...

      " Eduardo Medeiros disse...
      Vamos aos fatos.

      Eu estava vendo o programa quando o malafaia falou em "baixar o porrete" e ele claramente não estava mandando ninguém bater em gay com porretes (ele não é maluco). O que ela estava dizendo é que os católicos deveriam também entrar "baixando o porrete" na defesa contra a pl 122. Os militantes gays distorceram e editaram a fala do malafaia.

      não estou defendendo o pastor, estou apenas defendendo a verdade.

      Sei de algumas pesquisas em que se buscam encontrar um determinismo genético para a homossexualidade, mas até agora, ela não foi encontrada; não existe no meio científico estudo que prove além de qualquer refutação que alguém já nasça homossexual, ainda que eu particularmente creio que isso possa ser possível.

      A intenção da pl 122 é válida, mas como ela está feita, ela é inconstitucional. Para que um religioso não tenha o direito de dizer que a prática (enfatizando, "a prática" e não a pessoa que a pratica) é errada segundo seu livre direito de expressar suas crenças, então, primeiro, tem-se que mudar a constituição e escrever lá que os brasileiros não têm o direito nem liberdade de crença para não aceitar a homossexualidade.

      Isso exposto, Anja, eu compreendo a aflição de uma mãe de um filho gay que teme pela segurança do seu filho por ele ser gay.

      Então, homofobia é aquela atitude de alguém que por não aceitar a "pessoa" do homossexual, quer lhe agredir e até lhe matar. Isso é homofobia. Declarar a partir de uma crença religiosa que a prática homossexual é pecado, nada tem de "homofóbica" já que nenhum cristão que assim pensa, concorda que um gay deva ser agredido por ser gay.

      Infelizmente a discussão entrou no campo ideológico. O movimento gay organizado tem uma profunda "cristianofobia" e será que isso mereceria uma PL também?

      Sou a favor de penas específicas para pessoas que agridem gays por eles serem gays. O que ultrapassar a isso, para mim, é imposição ideológica(de ambas as partes, posso concordar) que não constrói o diálogo, apenas, acirra a guerra.

      Se eu pudesse falar alguma coisa para pastores e gays eu diria: pastores, a condição homossexual é diferente, por exemplo, da condição do adúltero; este tem um erro moral, aquele tem uma condição existencial que pode não ser moralmente equivocada(por exemplo, se o gay for casto em que ele estaria "pecando"?) e para os gays eu diria: lutem sim por leis que os proteja dos verdadeiros homofóbicos.

      E os pastores também precisam se lembrar que a Graça divina a todos abraça, mesmo com seus equívocos morais ou existenciais.

      E aí, fui muito reacionário? rsss creio que minha opinião está bem assentada na verdade dos fatos.

      4/27/2012 11:21 PM "

      Excluir
    3. Ao que eu respondi: (rsrsrsrs)

      " Anja_Arcanja disse...
      Edu, vamos aos fatos:

      1° - Óbvio que o "malfalaia" não falava no sentido literal da coisa, mas a palavra de um homem público como ele, uma vez falada, entra no ouvido do receptor como ele quer recebe-la em sua mente.

      2° - homossexualidade é pecado? Baseado em que voce afirma isto? (digo a prática), não vejo como desatrelar a prática da "pessoa que a pratica"(???)

      3° - Voce diz que o "movimento gay" tem uma profunda "cristianofobia" (???) será porque isto né? Depois de décadas sendo tratados como escória pelos "evangélicos" seria normal haver por parte de gays uma certa ojeriza pelo cristian-(ismo)voce não concorda? Mas muitos gays ainda assim querem apenas serem aceitos pelo cristo da igreja, de certo eles não sabem que o cristo da igreja não os pode salvar de nada!

      Bjux

      Anja

      4/28/2012 10:50 AM "

      Excluir
    4. Anja, você é um tanto impulsiva e tempestuosa, rsrs eu as vezes ainda sou também.
      Algumas vezes você afirma o que pensa, mas que na realidade é bem diferente, como foi o caso de dizer que não existe homens bomba motivado pela religião, quando a net está cheia de sites e muitas revistas e jornais, provando o contrário.

      Agora você afirma com veemência: "

      "Edu, não afirme que a grande maioria dos homos sofreram traumas não porque é uma inverdade, eu convivo com muitos (mas muitos mesmo), e bem poucos foram vítimas de traumas viu querido? O que vc diz é FALÁCIA de quem espera ter um poder divino pra curar a homossexualidade!"

      Minha amiga, ainda que você tenha mil amigos homo, diante de ministérios que trabalham a 30 40 anos com homossexuais, seu número se reduziria a uma gotinha d'água em um oceano. Existe um órgão internacional, que se estou bem certa chama-se "EXUDU", que com pesquisas e trabalhos diretos com homos que não aceitaram ser gays, eles têm a estimativa de que 85% dos gays foram abusados na infância. Durante também os longos anos que passei trabalhando com gays e tenho amigos gays, ouvi de muitos, que foram produtos de uma mãe manipuladora e de um pai malvado, quando não, abusados sexualmente.

      A questão de "cura através de um poder divino", é bem individual. Conheço muitos ex-travestis, hoje, casados pais de filhos, totalmente assumidos na sua "identidade masculina".

      Fazem dois anos, que entrei na igreja com um noivo, ex-travesti. Gay, desde a mais tenra infância. Casou aos 48 anos, com uma bela morena. E após seus relacionamentos sexuais, ele me disse: sexo com homem, é como masturbação, agora sim, eu sei o que é fazer sexo gostoso. E estão muito bem casados os dois pombinhos.
      Portanto querida, por maior que seja o número de amigos seus homo, é uma gotinha d'água, não se baseie nisto para "achar" que a maioria não sofreu abusos sexuais ou foram vítima de mães manipuladoras.

      Excluir
  50. A Anja Arcanja colocou, sozinha, todos refutantes dentro de sua doxologia de uso litúrgico. Glorificou a todos que estão no processo de salvação sem a glorificação justificada. Ninguém encontrou argumentos convencíveis para calar suas preposições, inclusive quando afirmou que o religare do Levi é um engôdo e não encontrou Deus na igreja. è isto aí Anja, aplausos!...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. porra, Mirandinha, tu quase nunca vem aqui nos brindar com suas tiradas ácidas teológicas e quando aparece é para endeusar a Anja???? assim ela vai querer lugar no quarteto divino (vai querer desbancar Nossa Senhora no que antes, foi a Trindade...)

      Excluir
    2. Edu meu caro,

      É difícil encontrar coerência em quem já foi crente. Normalmente eles fogem da igreja mas continuam com medo de Deus ou do Diabo. A Anja (ou diabinha) demonstrou não ter este medo. Peitou todo mundo postando uma afirmação controversa para a sala e nenhum membro teve álibi para justificar a contradição.

      Excluir
    3. ahahahaahh Obrigada Altamirando. Amei......

      Bjux

      Excluir
    4. hahahaahah Edu quero lugar na trindade não sô (ela não existe! nem a católica nem a protestante) rsrsr

      Sou uma smples anjinha do mal hshshahahaha ou Lilith se preferirem rsrsrsrsrsrs

      Excluir
  51. E Anja, a falta de coerência que eu não estou vendo não é por causa da sua "liberdade" de fazer tudo o que o "religioso não faz" pois eu também faço tudo o que os "religiosos" não fazem (estou falando do acetismo inútil de certos cristãos. )

    Aliás, Paulo foi bem claro: "tudo me é lícito, mas nem tudo me convém". Evidente que o que convinha a Paulo era pessoal; o que me convém também é.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei Edu onde vc quer coerência em mim, não vai encontrar, pois a coerencia que voce quer eu não tenho. Não mais me denomino teóloga nem sequer crente, então é bem como eu disse lá em cima no texto:

      ...Cursei teologia no Seminário Teológico Batista Nacional e, ainda, fiz vários outros cursos, todos na área da teologia, embora, ainda não saiba bem por que os fiz (ironicamente, serviram para que eu tivesse meus olhos e ouvidos abertos), já que os seminários e, até mesmo, as faculdades de teologia, por mais sérios que sejam, são tendenciosos e dogmáticos, estando (mesmo que insistam que não) presos às instituições denominacionais a qual pertencem........

      Voce quer encontrar parâmetros teológicos no que eu digo, e isto não tem mesmo. É bem como o Altamirando disse: não tenho medo nem de deus e muito menos do diabo e to (...) e andando pra eles , to é vivendo.......

      e nisto voces não encontram lógica e eu não encontro lógica em desigrejado que se diz igrejado rsrs é como eu disse:

      "tamu trocando chumbo!"

      Excluir
    2. Deus pra mim está em mim, e em como eu vivo minha vida! Apenas isto e eu não quero nem saber se tem algo depois da morte, to é fazendo o que penso ter de fazer, isto é fato, por isto que quando eu disse que quero viver o evangelho de cristo voce não encontrou lógica, o exemplo de cristo é o que tento seguir, mas se eu tiver que desenhar, complica viu? rsrsrs


      Sobre a homoafetividade, não te entendi errado uma vez que vc deixou isto claro num comentário no meu blog dizendo que apenas falava "contra a prática e não contra o ser humano, com base neste seu comentário, tomei que vc se baseia na falácia do Silas "mal_falaia" pra dizer que condena a prática mas que ama quem pratica, repito, isto é falácia! Se tivermos de amar uma pessoa é do jeito que ela é e pronto! sem condenar as atitudes dela, a menos que sejam algo contra o ser humano (roubar, matar etc).....

      Excluir
  52. Por fim, Anja (pelo menos por hora), sua frase é magnífica:

    "CADA VEZ QUE É PRECISO SALVAR UM DOGMA, SE MATA UMA VIDA"

    disso ninguém aqui tem dúvidas. Quando se coloca o dogma acima da vida, o dogma perde todo valor ou mensagem. O dogma deve sempre estar subordinado à vida. (digo para aqueles que dele precisam).

    ResponderExcluir
  53. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  54. EDu meu caro,

    O Pabblo Neruda soltou esta pérola:

    "Você é livre para fazer suas escolhas, mas se torna prisioneiro das conseqüências".

    ResponderExcluir
  55. Doni, acho que agora respondei seu comentário a contento querido.

    ResponderExcluir
  56. Anja minha nega,

    O que é o evangelho de cristo? Devo entender que se Deus revelou sua HUMANIDADE em CRISTO, o evangelho de CRISTO seria então a humanidade vivida intensamente sem medo do fogo do inferno? rsrsrs

    Desenha pra que entendam pô!

    kkkkkkkkkk

    De fato vc ta se virando bem mesmo, mas tem hora que vc dá uma embolada, mas sabemos o porque disto rsrsrs.

    Hoje depois das 11 da manhã não vou deixar vc responder a nenhuma comentário viu? Vamos viver o evangelho de cristo sem medo do fogo do inferno kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  57. Anja,

    você está sempre repetindo as mesmas coisas; mas pelo menos agora você respondeu diretamente qual sua ideia de Deus:

    Deus pra mim está em mim, e em como eu vivo minha vida! Apenas isto e eu não quero nem saber se tem algo depois da morte, to é fazendo o que penso ter de fazer,

    Ok, respondido. Viu como é fácil responder uma pergunta diretamente sem criar churumelas?? kkkkkkkk

    Mas como você mesmo diz que nem sabe por que cursou teologia, então você não deve ter aprendido nada sobre. Por isso quando se diz que eu "sigo o que Jesus falava" geralmente quem diz isso não conhece a fundo o que Jesus falava. (ou o que está registrado como se ele tivesse falado).

    Você não quer saber o que vem depois da morte (tudo bem, eu não também não sei o que vem depois) mas quem diz seguir a Jesus dos evangelhos precisa dizer, para ser claro, qual é a parte que ela acha "legal" do evangelho que ela segue, e qual parte ela não acha legal e não segue - mas sem esquecer que a parte "não legal" também está na "boca de Jesus" nos evangelhos.

    Não sabe o que vem depois da morte? mas o Jesus que você diz seguir sabia e falou muita coisa sobre o tema; mas é claro que essa parte do que ele falou não serve para você.

    Então, saiba que Jesus é o que podemos caracterizar como um "profeta apocalíptico" - ou seja, ele acreditava numa ressurreição dos mortos, num julgamento final onde Deus iria separar "bodes" de "ovelhas" pelo critério da solidariedade exercida em vida, e num "eschaton", ou seja, um período dramático da história onde uma nova era seria irrompida na história para que se estabelecesse o que ele chamava de "Reino de Deus".

    Mas tudo isso é a "teologia de Jesus" que você diz ser irrelevante e estar cagando e andando para ela.

    afinal de contas, minha anja rebelde, qual é o seu Jesus? o Jesus que foi pintou na sua cabeça e o segue achando que está seguindo o "verdadeiro evangelho de Jesus" sem levar em conta tudo o que ele diz e que está registrado nos evangelhos?

    É nisso que eu pergunto: cadê a coerência? Ou se crê no Jesus "completo" do evangelho" com todas as suas crenças apocalípticas e todo seu elevado ensino moral e espiritual, ou então se diz qual a parte dos ensinamentos de Jesus seria válido hoje e quais já não fazem sentido mas sabendo que esse corte é bem perigoso, pois por quais critérios se faz esse corte? como determinar o que "serve" e o que "não serve"? e já que tem um "não serve" como estabelecer critérios de validade para aquilo que achamos ser verdadeiro, que "serve"?

    Agora vou te dizer qual é a minha coerência. Eu não adoro Jesus como se ele fosse Deus, pois Deus ele nunca foi. No máximo, deve ter sido um profeta apocalíptico com noções elevadas da essência da Torá do seu povo e que trouxe uma nova concepção mais "amena" do Javé guerreiro que castigava os atos humanos do AT e transformou esse javé dos exércitos em "ABBA".(paizinho)

    Tudo o que ele disse, disse no contexto da religião do seu povo; quem escutava os seus discursos apocalípticos já deveria ter ouvido outros semelhantes, já que a apocalítica judaica foi um movimento muito forte que marcou profundamente o inconsciente coletivo dos hebreus. Os profetas apocalípticos sempre surgiam épocas de crise. E crise era praticamente o estado "normal" dos hebreus depois que o reino foi dividido e vencido pelos impérios babilônicos e Assírios.

    Desculpe falar toda essa parafernália teológica em você, mas a usei como subsídio para entender o que você crê e o que você não crê em Jesus.

    E você me pergunta: "Paulo, que paulo??" e eu poderia te replicar: "Jesus, que Jesus?"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aff }Edu não sei como desenhar, mas pra mim JC é a personificação da nossa humanidade!PQP como faço pra desenhar e vcs entenderem? (ps.: dei aula de hamartologia).

      Não sigo o JC dos evangelhos mas o evangelho de cristo (humano ou minha humanidadde).

      Edu se vc não entendeu o que eu e o And disse, paciencia, me ensina a desenhar querido? rsrs

      JC = humanidade e pronto! O resto é falácia!

      O cirto romanizado em quem vc crê eu não creio e sequer acredito que tenha existido (na verdade tenho certeza que não existiu).

      O resto é resto

      Excluir
  58. Mirandinha, não defende a Anja não por que você vai ser pego com calça arriada..

    É difícil encontrar coerência em quem já foi crente. Normalmente eles fogem da igreja mas continuam com medo de Deus ou do Diabo. A Anja (ou diabinha) demonstrou não ter este medo. Peitou todo mundo postando uma afirmação controversa para a sala e nenhum membro teve álibi para justificar a contradição.

    como sou eu que estou debatendo com ela, pressumo que esteja dizendo que eu tenho medo de Deus ou do Diabo (aliás, você já me disse isso) e pela enésima vez devo repetir-lhe que eu só tenho medo de:

    barata voadora
    viajar de avião
    de gente ignorante e raivosa (badboys, por exemplo)
    e da imbecilidade humana (aí não tem como escapar, já que sou humano e estou inserido nela)

    Eu não estou dizendo nada que contradiga explicitamente o que a Anja está dizendo, só pedi coerência dela, com ela mesma e não coerência dela para com o que eu penso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edu meu caro,

      Você tem medo de muitas coisas.

      Edu, he, he, he...Um gladiador ter medo de barata!

      Excluir
    2. Não Eduardo Medeiros, você presumiu errado. Todos os foragidos de igrejas, com algumas exceções como eu e a Anja, tem medo das imagens holográficas inseridas pela religião em sua mente.

      Excluir
    3. Mas é isto que eles querem que eu e meu esposo tenhamos medo caro Altamirando rsrsrsrsrs

      Excluir
    4. E Altamirando, nem eu nem meu esposo e nem voce temos medo de bicho papão e baratas rsrsrs

      Excluir
    5. CARACALASDEPUTIQUITASCIRILANDAS!!!!!!!!

      EU NÃO QUERO QUE VOCÊ E NEM NINGUÉM TENHA MEDO DE NADA; CADA UM TEM SEUS PRÓPRIOS MEDOS. NÃO É POSSÍVEL QUE ESSE SER ANGELICAL NÃO CONSIGA ENTENDER O QUE EU ESCREVO...

      Excluir
  59. Rosana falando sobre “o quê” condicionou ou a impeliu a fazer Teologia, disse algo interessantíssimo, que todos devem se debruçar para refletir:

    “embora, ainda não saiba bem por que os fiz (Rosana)

    Grande frase, grande verdade base de toda a psicanálise: “ Não sabemos porque fazemos o que fazemos”

    Uma vontade ou desejo que vem não sei de onde que nos estimula a fazer o que fazemos. Tem um comando em nós que nos estimula a AGIR e a REAGIR. Aqui na Confraria estamos vendo Ações e Reações que têm um fundo comum.(rsrs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Levi meu caro, se eu fosse o que sou desde oi começo, hoje eu cursaria história e jamais teologia!

      Excluir
  60. Anjinha, querida,

    saiba que os raivosos militantes do homossexual - ISMO(como você gosta de apontar no cristian-ISMO) processaram o Mala da Malafaia e queriam caçar o seu registro de psicólogo e tirar o seu programa do ar. Aliás, algo bem democrático da parte deles.

    Mas saiba que o juiz que analisou o processo inocentou o Mala (e não poderia ser diferente pois a gayzada enganjada atira pra todo lado sem nenhum respaldo constitucional - até nisso são burros).

    A tal da "orientação sexual" é apenas o termo politicamente correto (aliás, é politicamente incorreto hoje falar mal da prática sexual, só não é falar mal de pastores), como eu dizia, e o termo politicamente correto para inserir uma prática sexual que não é a normalidade na natureza.

    Não culpem a mim, porra, culpem a tal da Seleção Natural, pois foi ela quem "decidiu" ainda que ela não decida nada, pois é cega - é,também não entendo, mas pergunta pro Darwikins que ele tenta explicar - foi ela quem decidiu que a melhor forma das espécies sobreviverem e se multiplicarem (o único objetivo da espécies na natureza) era através do sexo entre machos e fêmeas. Práticas homossexuais na natureza são apenas singularidades que sempre objetivam o equilíbrio dos indivíduos de uma espécie.

    queiram ou não queiram, o padrão da natureza para a reprodução da espécie é o acasalamento entre macho e fêmea.

    Não dá pra dizer que a natureza é politicamente incorreta.

    Por outro lado, é claro que eu não posso colocar a espécie humana com todas as suas idiossincrasias (adorO essa palavra que aprendi com o MIRANDINHA HEEE), com sua consciência, no mesmo nível de um rato ou de uma formiga.

    Os seres humanos são singulares por si só. A prática homossexual em humanos também é uma singularidade, por que senão, se todos os primeiros humanos fossem gays, não estaríamos aqui (bem, ha quem possa dizer que teria sido melhor...)

    EU NÃO SOU CONTRA A PRÁTICA HOMOSSEXUAL(DE NOVO!!) pois a vejo como resultante de processos afetivos, sentimentais, até quem sabe, hormonais, mas também de precessos de abusos na infância.

    AGORA, OUTRO POLITICAMENTE INCORRETO É DIZER: "AH, PRA ME AMAR VOCÊ TEM QUE ACEITAR AS MERDAS QUE EU FAÇO" - isso é balela. O amor independe de fato, do que a pessoa é, mas não é cego para as atitudes condenáveis do outro.

    E POR FAVOR, NÃO ESTOU DIZENDO QUE SER GAY É UMA MERDA OU É UM ATO CONDENÁVEL, DEI APENAS UM EXEMPLO ENFÁTICO.

    Eu gostaria muito que os pastores deixassem de ficar batendo nessa tecla de que gay se não deixar de ser gay vai pro inferno, pois isso é IGNORÂNCIA ESPIRITUAL, mas como a maioria deles pensa com a cabeça dos legisladores hebreus de 1500 anos, eles tem o direito de fazê-lo. E os movimentos gays ideológicos (que aliás não são aceitos por muitos gays) não podem calá-los a base da cadeia e do silêncio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edu, desde quando a homossexualidade é condenável? DESDE QUANDO SER HOMOSSEXUAL É FAZER MERDA?

      Se eu não roubo, não mato etc etc etc etc etc e se não quero levar vantagem em tudo, aceite-me como sou ou vá plantar favas PORRA (já que ocê gosta de falar porra deixa eu falar tb) rsrsrsrsrsr

      Excluir
    2. Puxa vida, eu canso meus dedos digitando tanto e ela não entende nada...kkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    3. AGORA, OUTRO POLITICAMENTE INCORRETO É DIZER: "AH, PRA ME AMAR VOCÊ TEM QUE ACEITAR AS MERDAS QUE EU FAÇO" - isso é balela. O amor independe de fato, do que a pessoa é, mas não é cego para as atitudes condenáveis do outro.(Eduardo)

      queria muito entender o que voce diz Edu, pois diz uma coisa e em seguida diz outra


      E POR FAVOR, NÃO ESTOU DIZENDO QUE SER GAY É UMA MERDA OU É UM ATO CONDENÁVEL, DEI APENAS UM EXEMPLO ENFÁTICO.(Eduardo)

      De novo vc me acertando as gônadas e depois quer que eu seja coerente?

      Excluir
  61. LEVI,

    bem observado. "fiz e não sei por que fiz" - é um mote condicionante que nem percebemos que temos. E aqui agora, fico a matutar: por que estou dizendo tudo o que estou dizendo"...rsssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o SUPEREGO (ou Deus, como queiram) nos diz:

      Estão todos perdoados, porque não "sabem" o que dizem:(rsrsrs):

      Excluir
    2. Nem superego nem deus, mas ignorância! Como eu dissse:

      se eu tivesse a metade da maturidade que tenho hoje, jamais teria cursado teologia! O trem pr4a ser imprestável viu?

      Excluir
    3. Rosana

      Mas foi bom ter cursado Teologia para você ter a maturidade que tem hoje. Ou não?

      É a doença que nos faz valorizar a SAÚDE. (rsrs)

      Excluir
    4. Verdade Mister Levi, serviu pra eu ter maturidade, isto é verdade, senão até hoje eu estaria em jejum e oração! rsrsrsrs

      Excluir
  62. UMA PAUSA PARA REFLEXÃO (Sem fundo musical)


    Não sou completamente capaz
    O enxergar, alguma coisa me diz:
    Que ainda não sou senhor de mim
    Às vezes me quedo “fora de mim”
    Como um bebê, chorando na noite
    Como uma criança chorando por luz


    Mergulho na ausência de uma parte de mim
    Retiro os envoltórios, para ver o que sobrou:
    Apenas um frágil filhote de homem.


    Sorvo a angústia da eterna dependência
    Marcado pela impotência, não sobrevivo isolado
    O modelo da presença paterno-materna
    Como uma imagem a tutelar meus pensamentos
    Faz mendigar meus olhos, cheios do “porquê?”


    Avassaladores anseios dentro de mim residem:
    Retraimentos solitários e comportamentos agressivos
    Engodo delicioso, fugas efêmeras, refúgio benfazejo
    Misterioso cotidiano da rivalidade dos desejos
    .

    Com uma face emancipada e outra dependente
    Marcado pela lei dúbia do desejo ambivalente
    Vivo como irmãos, despossuídos mutuamente.
    Sem poder TRADUZIR meu ser incongruente.

    (Levi B.Santos)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Levi, por quê você não coloca o mais novo sucesso "Ex my love" como fundo musical para reforçar a reflexão?

      Excluir
    2. Meu amor era verdadeiro,
      O teu era pirata
      O meu amor era ouro
      E o teu não passava de um pedaço de lata
      Meu amor era rio
      E o teu não formava uma fina cascata
      Meu amor era de raça
      E o teu simplesmente um vira-lata.”
      (Ex My Love)


      Essa coisa de “o meu é melhor” da canção “Ex My Love” está muita viva na criança que existe em nós, e provoca eterna discussões (kkkkkkk).

      Bem lembrado, Miranda...

      Excluir
    3. Caro Levi,

      Fiz esta alusão porque o autor da letra é um amigo de farra em Algodoal, o Veloso Dias (Veveco) que é um pudim de pinga e todas as suas letras musicadas são gosações a alguém.

      Excluir
    4. klkkkkkkkkkkkkk essa música é ÓTIMA COMO FUNDO MUSICAL...!!!!1

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  63. Quando o debate estava bastante acirrado, por ocasião dos 129 comentários ao texto instigante do confrade Ivani, publicado aqui nesta sala, eu publiquei uns versos poéticos, para amenizar o clima (rsrs).

    Naquela ocasião o título da poesia foi: “QUEM É ESSE HOMEM?!”

    Trago um trecho emblemático do comentário do inteligente e nobre blogueiro, Ivani, realizado naquela ocasião, após a postagem da minha poesia:

    “A sua entrada poética aliviou o clima por aqui. De fato, é assim que lhe percebo, com todos os méritos de uma visão de mundo diferente da minha. O diferente enriquece a gente de formas inesperadas. Isto não vale somente para poetas, vale para qualquer um”. (Ivani Medina)

    Aqui, não há vencedores nem vencidos. Aqui não há PRETERIDOS e PREFERIDOS, há gente de carne e osso, cada um com suas IDIOSSINCRASIAS (à la Miranda ) rsrs

    “Hoje, mais do que nunca, se faz necessário refletir sobre o que move o marketing da salvação: se ele passa, necessariamente, pelo “triunfo” imaginário da fé de um grupo e na praga de querer converter os outros, todos estarão perdidos”.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom Levi e não quero que sejam iguais a mim, mas apenas insisto em dizer que não são iguais a mim poxa!

      Excluir
  64. Eu falei de SUPEREGO ou SUPEREU, que tem certa ligação com a “imago dei” de que fala o gnóstico Jung.

    Este supereu insaciável age como um TU interior. Não somos LIVRES, ele (O superego) não cessa de nos dar palavras de ordem, tipo: “Apressa-te, vais chegar atrasado!”. “Este trabalho não vai dar certo!”. “Tua camisa está, suja vai trocá-la para ser melhor visto”. “Deita, levanta-te!!!”.

    Como nos livrar da lei do DEVER?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O dever nada tem a ver com o re-ligare meu caro!!!!!

      Excluir
    2. O DEVER de abdicar de parte dos instintos, é a única fórmula para se viver na civilização. Ela causa mal estar? CAUSA. Mas é um “mal” necessário, Rosana.

      Posso tudo, mas nem tudo me convém.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  65. Somos inclinados a dar vazão a tudo quanto é impulso. Contudo, essa coisa de satisfação plena dos desejos não é tão simples assim. O princípio do prazer está subjugado ao princípio da realidade

    O sentimento do ego não passa, portanto, de apenas um mirrado resíduo de um sentimento muito mais INCLUSIVO ― na verdade, totalmente abrangente ― que corresponde a um vínculo mais íntimo entre o ego e o mundo que nos cerca. (O Mal Estar na Civilização – Freud – página 85 – Editora Imago)

    ResponderExcluir
  66. Levi o certo não seria:

    posso tudo desde que suporte as consequências?

    Sim! Ouso desafiar o que homens escreveram a 1500 anos atrás!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O certo (para você) é desafiar e suportar as consequências. Tudo bem.

      Para outros, o certo seria procurar entender por que vivemos a vida toda querendo desafiar o "status quo"?

      Para outros, esse desafio nada tem a ver com o que escreveram no passado. O desafio ou conflito ocorre entre nossos afetos paradoxais.

      Para alguns, somos meros copiadores ou recicladores de pensamentos pensados por nossos ancestrais. Sofremos da síndrome de influência.

      Para outros, caminhamos em círculo para descobrir que tudo já foi inscrito na aurora do nosso entendimento.

      Para outros, o lugar da partida é o mesmo da chegada.

      Gosto muito dessa metáfora: "Somos seres em eterna Páscoa (passagem) rsrs

      Excluir
    2. Não só pra mim nobre mago (rsrs)

      Excluir
  67. Deus, em Jesus, não apenas trouxe o divino para entre nós, como também, de uma vez por todas, deixou o divino espalhado entre os humanos.(Gondim)

    ResponderExcluir
  68. Acho que a paráfrase de Agostinho ficaria melhor assim: ame e creia no que quiser. O amor é única doutrina absoluta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parafraseando Agostinho: Ame Deus e o próximo e creia no que quiser.

      Excluir
  69. Tem gente que diz que quer ir pra igreja para por o cérebro em ponto morto

    kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  70. LEVI E MIRANDINHA,

    VOU DEIXAR A ANJA FAZENDO ANÁLISE COM VOCÊS DOIS POIS NADA DO QUE EU ESCREVO ELA CONSEGUE ENTENDER; PIOR AINDA, DISTORCE TUDO O QUE EU DIGO SOMENTE PARA REPETIR O QUE JÁ DISSE MILHÕES DE VEZES.

    A PROVA DE QUE ELA NADA ENTENDEU DO QUE EU DISSE ATÉ AGORA É ELA ACHAR ISSO:

    O cirto romanizado em quem vc crê eu não creio e sequer acredito que tenha existido (na verdade tenho certeza que não existiu).

    ANJA, VOCÊ ACHA MESMO QUE EU ACREDITO NO CIRCO ROMANO?

    PREFIRO O CIRCO DO PATATI-PATATÁ.

    e não vou explicar outra vez por que você não vai entender mesmo...

    beijo, querida, gostei muito da sua estréia; azucrinou tanto minhas ideias que eu, que sou um cavalheiro, fiquei escrevendo porra, porra, toda hora. algo inadmissível quando se fala com uma dama - ainda mais, Anja.

    é sério, mas valeu. beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edu meu caro,

      Quer minha toalha emprestada?

      Para o combate ser leal e legal usa-se as mesmas armas do inimigo. Para que qualquer jogo prossiga é necessário usar o mesmo artefato, você tentou jogar "dominó" com uma "dama" usando um baralho. He, he, he...Subiu no coqueiro e não achou abacaxi, né Edu?

      Excluir
  71. Edu, Levi, Donizete, Guiomar, Franklin, Mari e Altamirando (meu nobre): amei mesmo tudo que rolou aqui, é óbvio que não sai ninguém vencedor, mas sim com mais certezas ou incertezas (sei lá rsrs), mas o fato é que sempre podemos discutir e refletir sobre nossos conceitos e pre-conceitos. Edu, Claro que sei que voce está além do romanismo, mas, claro que não pude deixar de dar uma cutucada rsrs é que adoro cutucar e polemizar e pra isto eu uso o que posso.


    Na verdade, eu apenas creio que deus é mais humano que divino, ao contrário dos outros (não estou falando de voce viu?),

    Não mais temo as alegorias demoníacas, descri do inferno e do céu. vivemos o reino de deus aqui. é assim que penso e tento viver: o reino de deus aqui.

    Mas de fato entendi muita coisa que voce disse eu não captei, porque me pareceu confuso. Tinha horas que pensava estar falando com um assembleiano, e horas que não... sei lá... rsrsrs


    Mas é assim mesmo, voce também não entendeu muito do que eu disse né?

    Mas o Mirandinha entendeu rsrs né não Mirandinha?? kkk

    Quanto a falar caraleo, porra e seja lá o que for, pô Edu, eu falo demais e nem ligo pra isto, foi mais um artifício que usei! rsrs

    Levi, voce é de fato um mago viu? Gostei do poema (de verdade mesmo) e de seus comentários viu querido?



    (to aqui agora ouvindo Beto Guedes e buscando paz viu? rsrs)

    Beijo a todos de coração gente.........

    Mirandinha um especial pra vc viu? Bjux rsrsrs

    ResponderExcluir
  72. BETO GUEDES???

    Pronto, subiu no meu conceito....rssssss

    Mirandinha, pode ser mesmo isso; estamos jogando jogos diferentes aqui.

    Anjinha, creio que eu entendi sim a sua visão "espiritual"; e posso te dizer que é uma visão que eu compartilho mas me parece que você tem ainda problemas emocionais com a igreja mal resolvidos, pois você demonstra um quase ódio a um lugar onde um dia você se sentia feliz (sentia?)

    Papear com o mago da psicanálise talvez lhe ajude a clarear essas emoções escondidas no seu inconsciente...tchamm tchamm tacahmm tachammmmmmmmmm...rsssss

    ResponderExcluir
  73. rsrsrsrs Edu, NUNCA fui feliz! Sempre tinha que negar-me, negar a minha humanidade em prol de uma falsa santidade que mesmo apesar de falsa, jamais alcançamos. Feliz eu sou agora!

    Não tenho emoções escondidas não rsrsrs hoje não escondo nada (nada mesmo haha) escondia quando era crente rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yes! Beto Guedes!!! Amo MPB pricipalmente os cantores daqui de Minas.

      Excluir
  74. Bh é a cidade dos bares e MPB haha

    ResponderExcluir
  75. Gilberto, respondi a seu comentário lá em cima viu querido... espero sua ressonancia

    ResponderExcluir
  76. Mister Levi, li seu ensaio autobiográfico com reverencia e me sinto feliz por (apesar de ser eu uma anja rsrs) não estar criando anjinhos !!


    Bjux Querido...

    ResponderExcluir
  77. a prosa tá tomando um rumo mais legal...cantores mineiros...MILTON!!!!!! O MAIOR DE TODOS!! que apesar de ter nascido aqui no Rio, com dois anos foi para Minas e mineiro é por formação!

    Foi nos bailes da vida ou num bar
    Em troca de pão
    Que muita gente boa pôs o pé na profissão
    De tocar um instrumento e de cantar
    Não importando se quem pagou quis ouvir
    Foi assim

    Cantar era buscar o caminho
    Que vai dar no sol
    Tenho comigo as lembranças do que eu era
    Para cantar nada era longe tudo tão bom
    Até a estrada de terra na boléia de caminhão
    Era assim

    Com a roupa encharcada e a alma
    Repleta de chão
    Todo artista tem de ir aonde o povo está
    Se for assim, assim será
    Cantando me disfarço e não me canso
    de viver nem de cantar

    E viva a vida!!

    viver com fé, dignidade e amor é o maior sinal de santidade.

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa Edu.....

      Agora fiquei de fato feliz com seu comment!!!!!!

      Amo esta música amo Milton, Beto Guedes, Paulinho Pedra Azul entre tantos outros, agora só falta (pra ficar melhor) voce me dizer que conhece o clube da esquina, formado pelos grandes músicos mineiros!!!

      E viva a vida!!

      viver com fé, dignidade e amor é o maior sinal de santidade.

      beijos
      (Eduardo)

      Endosso tudinho!!!

      Bjux (x2)

      Excluir
    2. Quer dizer então, que já podem ia para a igreja juntos.

      Excluir
    3. Não vamos exagerar né Mirandinha? kkkk

      Excluir
  78. Own! Beto Guedes é nosso Cantor e nada nos faltará!!! Aleluia!!!

    Levi, como faço para marcar um horário com vc? rsrs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edu meu caro, estou te desconhecendo.

      O grande Levi trabalha onde os outros se divertem e você não tem esta fonte. Ele é um colposcopista e trabalha com ginecologia. Ou você inventou um novo "Bico de pato"?

      Excluir
  79. Mirandinha,

    não estraga aqui o armistício entre eu(ou mim???) e a Anja; pois podemos chegar à conclusão que só a beleza e a arte salvam.

    Clube da Esquina? Tá brincando, Anja, tenho uma coleção de uns 7 CDs do Milton e um é só do pessoal do Clube...rsss

    Mas como ficou claro pelas minhas palavras, eu sou livre para ir ou para deixar de ir à igreja. Quando sinto saudades dos amigos, da liturgia, dos cânticos, da poesia simbólica dos ritos, eu vou e contemplo (essa é a parte bela do rito cristão); quando começa as pregações muito legalistas, condenatórias, manipuladoras, aí vejo que tá na hora de passar mais um tempo longe desse lado feio do rito. E diga-se de passagem que isso só é possível hoje numa igreja cristã tradicional e não "renovada"; o que aparece na TV não é igreja cristã.

    ResponderExcluir
  80. Não há nada mais divino que a música e a poesia para RE-LIGAR os humanos.

    Agora entendo perfeitamente o “porquê” de Freud dizer que, as artes são “centelhas divinas” dadas aos homens (de boa vontade) rsrs

    ResponderExcluir
  81. Anja,

    Vou ser sincero com você!

    Não admiro sua postura em relação à igreja institucional. E olha que eu não morro de amores por ela também não! No meu conceito, poucas escapariam de serem juntadas num saco e jogadas nas profundezas do mar.

    Mas daí, olhar com rancor, com esta sede de vingança, ou para ser mais leve, desprender-se de tanto esforço nesta militância pró extinção da igreja, penso ser um desperdício de esforço intelectual, e porque não dizer até prejudicial a sua saúde.

    Todos nós que um dia entramos nesta luta contra a igreja institucionalizada, já entramos com a data marcada da nossa derrota. Eu também já entrei nessa roubada! Por isso digo com conhecimento de causa. É tempo perdido, fora é claro o ar de superioridade que sentimos quando nos referimos aqueles que estão engaiolados como sendo de uma classe inferior, que ainda não atingiram a nirvana, e que não superaram aquele estado de ignorância para serem melhor iluminados. Nada além disso Anja!
    Um dos meus pensadores favorito é o Nietzcshe. Mas foi de uma infelicidade incrível em militar tanto contra o cristianismo. Ele tinha a igreja como seu principal adversário. Paulo era seu declarado desafeto. E a pergunta que se faz é; o que ele ganhou com isso? Senão o estigma daquele que morreu precocemente por alimentar esta raiz de amargura contra a igreja? (este é o pensamento de alguns malucos igrejados não o meu)

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não luto contra a igreja institucionalizada querendo extirpa-la da face da terra (se bem que não seria má ideia viu rsrs), mas não tenho esta prepotência não Doni, sei que sou menos que um verme diante desta grande deusa-meretriz! rsrs Mas uso o que eu posso (e no meu caso é meu blog e o convívio com meus amigos) para mostrar-lhes que se são infelizes como eu fui na igreja, que saiam e venham ser feliz no mar, onde há de fato segurança.

      Eu seria tola de dizer que estou numa guerra contra a igreja querendo seu fim, mas sim, estou numa guerra pra mostrar a todos quanto posso que eu encontrei Deus e a felicidade FORA da igreja e jamais dentro dela. Esta é que é minha luta, pois muitos se sentem presos e são infelizes (assim como eu era) e por medo dos castigo e de todas as outras alegorias, permanecem presos a uma vida robótica, presos a uma falsa santidade e a um falso deus.

      É eles que quero alcançar!

      Excluir
  82. Bacana mesmo Edu!! (rsrs)

    Todos somos livres Edu, mas uns não se dão conta disto nunca! Eu apenas quis mostrar aqui que ser desifrejado vai além de não pertencer a uma instituição religiosa, pois pra mim isto abrange muito mais coisas. Porque pra mim se dizer desigrejado e continuar com o mesmo discurso apologéticos de antes, não difere em nada de ser igrejado.

    é isto que eu falo quando digo que precisamos de uma nova teologia (ou ideologia, ou ainda uma nova filosofia de vida), é exatamente uma mudança radical, senão não encontramos sentido no que falamos.

    Eu rompi de vez pra não mais voltar. Pode ser sim, que amanhã eu mude de ideia, mas a principio não. É esta que tem sido a luta do Gondim (que tem me pastoreado a distancia)comigo, que volte a congregar, mas eu tenho relutado muito.

    Não consigo por mais que queira entrar num templo, tamanha a hipocrisia que entope os bancos. Eu tenho procurado viver como de fato sou, e isto eu não consigo dentro da igreja (também na hora do culto já to é turbinada rsrs)

    Mas tenha certeza querido, que digo o que penso e procuro viver uma vida plena. Já fui acusadora, hipócrita, medíocre, santarrona, vidente, profetiza; e nunca fui feliz! Hoje eu sou apenas eu...

    Confesso que me decepcionei a princípio, quando no artigo do Donizetti sobre o martírio, com alguns comentários (não me refiro aos seus viu?), por achar incoerente e por isto resolvi entrar de "carrinho na altura da canela" rsrss mas não para mostrar-me intolerante ou quem deseja apontar uma fôrma reguladora, mas apenas pra mostrar que não somos iguais. E eu acabei encontrando aqui "desigrejados" de uma nova espécie rsrs uns até muito tementes a figuras holográficas, por sinal, o que não me pareceu ser caso. Entendi como sendo uma apologética reversa (vamos chamar assim), o que voce comentava, ou seja, apesar de comungar da mesma opinião minha, queria fazer-me expor com o máximo de clareza, joro que tentei, mas poxa, final de semana meu cérebro se entorpece com vários ml de skol rsrs só na madrugada de domingo pude responder alguna comentários a contento (inclusive o do Donizetti que não deu mais as caras e a Guiomar que sumiu e espero que eles não tenham se chateado comigo, mas sou assim mesmo. Direta e por vezes até agressiva, mas sempre sincera no que digo e quando digo que gosto de todos aqui é porque gosto mesmo). Alguns já me chamam de ateia (mas não sou, ou aliás, sou sim, mas ateia do deus da igreja institucionalizada), mas vivo com fé, dignidade e amor e creio num Deus tão, mas tão "divino" que se fez "humano" pra nos ensinar a sermos mais "humanos".


    Bjux


    Anja

    ResponderExcluir
  83. A Anja Arcanja colocou, sozinha, todos refutantes dentro de sua doxologia de uso litúrgico. Glorificou a todos que estão no processo de salvação sem a glorificação justificada. Ninguém encontrou argumentos convencíveis para calar suas preposições, inclusive quando afirmou que o religare do Levi é um engôdo e não encontrou Deus na igreja. è isto aí Anja, aplausos!... (Miranda)

    Bom Miranda!

    Refutaríamos sim, ou para ser mais humilde, tentaríamos pelo menos refutar, se acaso houvesse preposições coerentes E consistentes. Sejam teológicas ou filosóficas.

    Mas eu, particularmente, considero perda de tempo discutir com pessoas que uma vez violentada, volta suas energias negativas contra quem o violentou. Isto é trabalho de analistas e não meu!

    Abração. Seja bem vindo nesta sala!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Donizetti, Desculpa querido, voce é meio tolinho no que diz, pois houve sim uma consistência minha tanto teológica quanto filosófica, confesso que ao responder seu 1° comentário eu estava já um tantinho alterada, mas depois me refiz e até cometi a perca de tempo (agora ´percebo) em me desculpar contigo, pois me parece que voce sequer mereceu.

      Sinto muito por voce ter feito este comentário a meu respeito!

      (pergunte a qualquer que tenha sido "violentado" por anos a fio se morre de amores por seu algoz?

      Excluir
  84. Talvez Doni, voce não tenha refutado nada por nada ter a refutar pois o silencio é a prerrogativa dos culpados

    ResponderExcluir
  85. Anja,

    Não se apegue ao exemplo e sim ao princípio existente no mesmo!


    Também trabalho no sentido de livrar as pessoas dessa violência emocional que sofrem dentro de algumas denominações. Sobretudo as pentecostais e neo-pentecostais. MAS TODA GENERALIZAÇÃO É NO MÍNIMO INJUSTA ANJA. Não podemos ser cegos ante os inúmeros benefícios trazidos pela igreja. Benefícios em todos os aspectos.

    Sabe Anja, já perdi muito do meu tempo trabalhando com o objetivo de enfraquecer aquilo que eu condeno. Hoje volto minhas forças para as coisas que eu defendo. E nesta empreitada apologética não utilizo o método de desqualificação do outro, do lado oposto. Mas sim de mostrar o melhor que há naquilo que me propus defender. Acho muito baixa esta atitude.

    Me desculpe pela franqueza Anja! Mas de vez em quando também entro na “canela”

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre gosto de quem procede assim querido, só não gostei de ouvir vc falar de minha inconsistência, incoerência e fraqueza teológica e filosófica.

      ´É como eu disse desde o começo:

      só mesmo um igrejado convicto achou incoerência no que eu disse

      Penso (como disse antes, mas agora trazendo números) que podemos jogar fora apenas 99% de toda TEOLOGIA que conhecemos hoje!

      Insisto, pra nada serve! Hoje sequer pra que eu ganhe a vida com o que perdi anos a fio me dedicando. Hoje não me traz nenhum retorno.

      Excluir
    2. Doni, tenho que me apegar a seu exemplo: pessoas que uma vez violentada, volta suas energias negativas contra quem o violentou. (Donizete)

      Seu exemplo foi perfeito! Exatamente isto que sofri anos a fio na igreja. Violência contra meus direitos, contra minha humanidade e até contra minha moral (mas penso que não preciso esmiuçar isto aqui né? seria constrangedor, não pra mim, mas talvez pra muitos igrejados desta sala)

      Anja

      Excluir
  86. Perceba Doni, que quando voce diz que não admira minha postura, eu apenas apresento o que de fato penso e como eu ajo, mas falar que fui louca, confusa e que tudo que escrevi foi verborragia inútil ou meu argumento teológico e filosófico foi hipossuficiente já é demais né?

    ResponderExcluir
  87. SOBRE A VERDADE

    Ricardo Gondim


    Dizem que certo dia, um Diabão muito experiente nas artes malignas foi escalado para ajudar um Diabinho nos primeiros ensaios de como promover o mal. Os dois caminhavam pelas ruas apinhadas de uma cidade qualquer. O Diabão, bom pedagogo, receitava o que o noviço precisava fazer para arrasar com a vida dos humanos.

    Ali, mostrava como o dinheiro pode arruinar a almas; acolá, como a arrogância sempre foi eficaz em antecipar tropeços; mais além, como insuflar traição entre amigos.

    De repente, o Diabinho viu um homem apanhar algo reluzente do chão. O homem segurava uma luz, que de tão brilhante, alumiava todos ao redor. Como bom aprendiz, perguntou:

    - O que é aquilo? O que ele segura nas mãos?

    - O Diabão respondeu sem hesitar: – Ele acaba de achar uma verdade.

    - Mas, você não vai arrancar a verdade das mãos dele? – insistiu o inexperiente Coisa-ruim.

    - Não é preciso, vejo que ele vai abrir uma igreja.

    http://omundodaanja.blogspot.com.br/2012/05/sobre-verdade-by-gondim.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PQP!PQP!PQP!PQP!PQP!PQP!PQP!PQP!PQP!PQP!PQP!PQP!PQP!
      BLASFÊMIA!BLASFÊMIA!BLASFÊMIA!BLASFÊMIA!BLASFÊMIA!
      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Excluir
    2. Relativa esta questão da verdade ne Anja! Como e relativa!

      Excluir
    3. Afirmativamente falando a verdade jamais estará na igreja institucionalizada!! Jamais Donizete!

      Excluir
  88. Donizete,

    Continuo reiterando minhas preposições. "O sapo quando está dentro do poço vê o mundo do tamanho da abertura do buraco".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Continuo desconsiderando sua fala Altamirando!

      A reciproca e verdadeira!

      Excluir
  89. SSim Anja. Tambem sou um igrejado convicto. Muito prazer!

    Vocë continua desconexa Anja!

    Quando disse acerca dos inumeros beneficios que a igreja traz, foi no sentido pratico e não teorico. Penso que não preciso enumera-los.

    E quem disse que a teologia e um meio de vida...

    O que eu digo acerca da inconsistência em seus saberes e isso ai Anja!

    Onde e como você concluiu que 99% da teologia deve ser desconsiderada.. Se você me disser que e em funcão do seu livre pensamento ou questão de opinião, tudo bem!!!

    Se não sou levado a acreditar que você e uma grande pesquisadora e capaz de colocar em cheque o trabalho milenar de todos os teologos!

    P.s. A falta de acentos se deve as falhas do teclado que estou usando!

    ResponderExcluir
  90. Doni (repetindo)

    Doni, tenho que me apegar a seu exemplo: pessoas que uma vez violentada, volta suas energias negativas contra quem o violentou. (Donizete)

    Seu exemplo foi perfeito! Exatamente isto que sofri anos a fio na igreja. Violência contra meus direitos, contra minha humanidade e até contra minha moral (mas penso que não preciso esmiuçar isto aqui né? seria constrangedor, não pra mim, mas talvez pra muitos igrejados desta sala)

    Anja


    Faço minhas as palavras do Mirandinha: "O sapo quando está dentro do poço vê o mundo do tamanho da abertura do buraco".

    ResponderExcluir
  91. Eu disse que a teologia nem pra isto hoje me serve!

    Donizete, hoje eu desconsidero a TEOLOGIA e a vejo como hipossuficiente e verborragia inútil!

    Não serve pra nada e só me serviu pra que meus olhos fossem abertos. Este foi o grande benefício que a teologia me trouxe.

    Claro que quando eu cursei teologia, intentava "trabalhar no maldito reino", mas felizmente me libertei desta escravidão e hoje, preciso voltar a estudar pra poder concluir os estudos que parei para estudar teologia (que pra nada me serve mais)

    ResponderExcluir
  92. Hoje um seminarista intenta um "cabide de emprego numa igrejinha qualquer e depois noutra maior e depois noutra... e depois na convenção etc... todos temos aspirações querido. Eu também tinha as minhas, mas não suportei o preço inviável e a carga de corrupção que teria que carregar.

    Alguns tem esta coragem de jogar tudo para o alto, outros preferem continuar no engodo como um amigo meu que me confidenciou que não poderia abdicar depois de tanto tempo perdido na igreja (ps.: foi meu profeesor, pastor e amigo pessoal)

    citei ele (mas omiti o nome, apesar de ninguém aqui o conhecer) pra que não pensem que faço referencias pessoal a algum IGREJADO que por ventura possa estar nesta sala.

    ResponderExcluir
  93. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  94. Tem algumas pessoas que admiro, outras desprezo. Eu tenho desprezo por gente medrosa e covarde, ams admiro os corajosos.

    Kilin, admiro muito voce por ter tido coragem de jogar tudo para o alto e recomeçar de novo!

    ResponderExcluir
  95. Apenas os que mudam amadurecem, apenas pessoas maduras estão aptos às transformações.....

    ResponderExcluir