terça-feira, 27 de dezembro de 2011

DEUS É CAPRICHOSO




“Sabemos que em todas as coisas Deus intervém para o bem dos que lhe amam.” (Romanos 8.28).


Ouvimos demasiado esta "celebre" frase: “Não foi a vontade de Deus.” Sequer questionamos ou analisamos o motivo dos nossos fracassos, dos nossos equívocos. É bem mais fácil nos escondermos atrás de um Deus caprichoso que simplesmente, sem palavras, sem respeito, trava o caminho que escolhemos seguir, e ainda nos deixa navegando à mercê da imensidão dos mares, sem bússola, e sob qualquer tempestade.

O nosso Adão continua procurando sempre alguém a quem acusar, jamais assume suas irresponsabilidades, sua falta de sensatez nas escolhas, seu desejo de conquistar sem o mínimo esforço. A nossa Eva continua buscando alguém em quem se apoiar para ver se dá certo. Gastar tempo analisando os prós e os contras é muito trabalhoso. Finalmente quando tudo vier abaixo, "foi esta a vontade do Pai!”

O que seria realmente a vontade de Deus para nós? Se acreditamos em um Deus que é pleno amor, concluímos que Ele tem prazer em nos ver realizados. Felizes com as nossas conquistas idealizadas e sonhadas por nós mesmos. Entenderemos que Ele é aquEle amigo com quem podemos compartilhar os nossos projetos; e como sendo sábio e conhecendo perfeitamente a nossa estrutura, aqui e acolá, Ele vai colocar diante de nós uma opção que se adequaria mais satisfatoriamente às nossas aspirações no nosso cotidiano. Sem embargo, será apenas um parecer, jamais uma imposição.

Por vezes, embora tenhamos apenas conhecimentos teóricos, achamos que as nossas escolhas são mais suficientes e desprezamos a sabedoria deste amigo que, não sendo soberbo, não nos abandonará à mercê de uma má sorte por havermos descartado a sua inteligente opinião. Seguimos teimosos no nosso hipotético entendimento... Às vezes até por caminhos mais rápidos, mas de repente, nosso mundo vai abaixo. Então exclamamos: “Castigo de Deus!”

Mais uma vez estamos equivocados atribuindo a Deus a consequência por nossos tropeços, nossas ações mal planejadas, nossas boas intenções fracassadas. “A vontade de Deus é perfeita para as nossas vidas.”

Quando, deliberadamente, buscamos a direção de Deus para algo que não estamos seguros se realmente é o melhor para nós, embora desejemos que fosse, e Ele nos traz uma resposta negativa, não é porque Ele é caprichoso, nem simplesmente, como muitos equivocadamente afirmam, que “Ele está quebrando o nosso EU”. Antes, porém, é exatamente como já dissemos acima, porque Ele conhece a nossa estrutura e sabe o que é realmente o melhor para nós.

Ouvi a história de uma senhora que quando ia vestir sua pequena filha para escola dominical, colocava sobre a cama dois vestidos e lhe ordenava escolher qual ela queria vestir, após a escolha feita, ela guardava o vestido escolhido e dizia você vai é com este para quebrar o seu EU.

Como muitos de nós agimos como esta senhora citada, tendemos a enxergar Deus da mesma maneira. Deixamos de ser conforme a Sua imagem e semelhança e passamos a construí-Lo à nossa imagem, conforme a nossa semelhança.

Necessitamos crescer, reconhecer que devemos ser senhores das nossas ações; que podemos encaminhar nossos passos ao nosso bel prazer. Devemos reconhecer que somos livres para dar à nossa vida o sentido que bem entendermos; que estamos sujeitos apenas às leis naturais que regem o universo ou à nossa cultura, e que quanto a Deus, somos livres para tomá-Lo como Senhor ou não das nossas vidas. No entanto, particularmente, e sei que para milhões de outros, a melhor opção para termos uma vida menos trabalhosa e com acertos, é nos submetendo ao senhorio sábio de Cristo.

Guiomar Barba.





_________________________________________
publicado também em http://davidguiomar.blogspot.com/

26 comentários:

  1. Como a Gui publicou este texto tanto aqui, quanto no seu blog, vou postar aqui também os comentários que forma feitos por lá:

    Carluca disse...

    Sim, vamos nos submeter ao senhorio de Cristo. Posto q/ Ele é amor, ñ devemos ter medo de fazê-lo. Não q/ Ele vá nos guiar como robôs, mas sendo onisciente e amoroso, nos apontará sempre o melhor Caminho.

    ResponderExcluir
  2. Eduardo Medeiros disse...

    texto muito interessante. já que a sua vez de postar, você poderia colocá-lo também lá na confraria.

    hoje em dia, não creio mais em Deus como tendo uma vontade para as pessoas, pois me é estranho as pessoas não fazerem a vontade de Deus, e ele ficar triste por causa disso ou por outro lado, impor essa vontade "soberanamente". Mas para quem uma ideia de Deus como tendo todos os sentimentos humanos ou da ideia da soberania total de Deus, cabe a reflexão.

    seu texto deveria ser lido por muitos que até para cortar o cabelo vai antes saber se é da vontade de Deus ou não; não sabem que têm autonomia de realização e criação exatamente por serem imagem e semelhança de Deus.

    26 de dezembro de 2011 20:46

    ResponderExcluir
  3. Rô disse...

    Vamos nos submeter ao senhorio de Cristo. Pois Ele tem o melhor para cada um de Nós, que ja esta revelado em sua palavra.
    Feliz ano novo Gui!

    27 de dezembro de 2011 09:23

    ResponderExcluir
  4. Altamirando Macedo disse...

    Guiomar, os crentes tem muito a aprender com um profeta chamado Jesus. Vou editar aqui uma oração sobre a condição humana e a ação divina. Não vou revelar a fonte para não causar polêmica.


    Eu que sou pó e cinzas,
    O que poderia planejar se TU não o quiseras?
    O que poderia conceber sem tua permissão?
    Como poderia ser forte se TU não me sustentasses?
    Como poderia ser instruído se TU não me modelasses?
    Que poderia dizer se TU não abrisses minha boca?
    E como contestarias se TU não me ensinasses?
    Sem tua vontade nada se faz
    E nada pode conhecer-se sem que TU o desejes.
    Amém.

    27 de dezembro de 2011 16:06

    ResponderExcluir
  5. Guiomar disse...

    Edu, eu creio em um Deus que se relaciona com o homem a partir dos sentimentos do homem. E não foi exatamente por isto que Jesus veio até nós?

    A tristeza que causamos a Deus quando desobedecemos, não seria porque Ele sabe que sofreremos as consequências dos nossos equívocos?
    Veja bem, falei consequência e não "castigo."
    Beijo.

    27 de dezembro de 2011 16:31

    ResponderExcluir
  6. Guiomar Barba disse...

    Mirandinha, outro dia li no face uma pessoa dizendo que era um cachorro e quando Jesus falava ele baixava as orelhas. Me lembrou o bonde do Tigrão. kkkkkkk
    Enquanto Jesus nos chama de amigo existem aqueles que pensam que ser humilde, é "se anular."

    Creio que a minha postagem está muito longe desta visão que condiciona o homem ao servilismo sob as ordens de um deus tirano.
    Obrigada pela sua visita, foi muito legal encontrar seu comentário aqui.

    Beijão amigo.

    ResponderExcluir
  7. Guiomar Barba disse...

    Rô e Carluca, assim é, o senhorio de Cristo só nos trás proveito e muita alegria.

    ResponderExcluir
  8. Altamirando Macedo disse...

    Guiomar, o teu Deus não é tirano, vingativo, ciumento nem egoísta. Concordo. Aqui vai mais uma oração muito usada pelos contemporâneos de Jesus.

    "Malditos sejam por teus culpados atos.
    Que Deus te afunde no terror, nas mãos dos que executam as vinganças.
    Que faça cair sobre ti a destruição nas mãos dos executores das penas.
    Maldito sejas, sem compaixão, pela negritude dos seus atos e sejas condenado à escuridão do fogo que não se extingue.
    Que Deus não sinta piedade de ti quando o invoques nem te perdoe quando faças penitências por tuas culpas, que ELE levante sua encolerizada face para vingar-se de ti, e que não encontre paz por boca dos que intercedam."
    Amém, Guiomar!...

    ResponderExcluir
  9. Guiomar, adorei esse texto. Me fez lembrar de uma época que eu e meu marido, passamos a visitar uma denominação chamada Cristã Maranata. Eu já tinha me afastado da igreja e ele ia pouco e havia uma igrejinha muito acolhedora perto de nossa casa e minha cunhada era membro dessa denominação. O culto é curtinho, organizado, a palavra é muito branda e ficamos indo sempre. Lá pelas tanta fomos apresentados a CONSULTA. Sempre que alguém vai fazer alguma coisa importante como uma viagem,uma compra, um namoro ou casamento, isso é participado ao pastor e eles fazem uma consulta baseada no urim tumim que é citado no velho testamento(consultam até mesmo se a pessoa está pronta para ser batizada, se pode levar a palavra no culto, quem vai colocar as flores no altar etc..). Abrem a bíblia aleatoriamente três vezes e dependendo da interpretação positiva ou negativa sabem se o SENHOR aprova ou desaprova a viagem, compra ou namoro... Certa vez, fui convidada para fazer parte de um culto de consulta , sai de lá e nunca mais voltei rs... Uma amiga nossa foi assaltada próximo ao shopping da cidade e foi logo dizendo: "Isso aconteceu porque não consultei ao Senhor antes de sair de casa." Era muita loucura!
    Temos o fôlego da vida. Ter fé é caminhar confiante de que nossas escolhas se não forem boas, pelo menos revelarão quem somos e nossas reações. Se Deus fizer tudo, nunca saberemos quem somos.
    Um abraço querida! Muitos beijinhos pra vc! Fica com Deus.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Guiomar


    Este seu texto me fez refletir um bocado.

    A imagem daquele pai carrasco que foi implantado em meus tempos de menino, eu penso tê-la exorcizado. Dizer: “Eu e o meu pai somos um” no meu tempo de criança, quem seria capaz de tamanha ousadia?

    Já hoje, com a história de um homem divinizado, posso dizer: “Eu e a minha “imago paterna” somos Um”. Meu coração, agora, junta o que a mente de outrora separava.

    Às vezes, quando menos espero, ajo com o meu semelhante, como o Javé Fogo Consumidor agia com os que não O obedeciam (faz parte de nossa natureza divina /humana), mas logo me recomponho, ao ver um Amigo de braços abertos, em Seu lugar, a dizer para mim: “Não tenha medo de Javé, estou contigo!”

    Acredito que o mito cristão com sua pujança criativa teve o condão de fazer a síntese entre a imagem de um Deus(Pagtriarcal), Poderoso e Senhor do homem bruto, com o Deus servo, compassivo e amigo do homem lapidado, simbolizado por Jesus ― o Arquétipo da Alteridade: Um Deus que vê a sua metade diferente e obscura refletida no Deus do outro, que em épocas remotas, era considerado um inimigo a ser destruído.

    ResponderExcluir
  12. Guiomar,achei precisa esta frase "Necessitamos crescer, reconhecer que devemos ser senhores das nossas ações...". Transcrevo abaixo parte do comentário que fiz no blog do Rodrigo com algumas supressões e acréscimos para adequação.

    Nós seres humanos sofremos da Síndrome de Avalista", queremos achar alguém que seja responsável por nossas KHDAS!!!

    É mais simples, cômodo e igualmente desonesto jogar a batata quente no colo de alguém do que "rebolar" e assumir a própria responsabilidade sobre a gestão da vida para fazer menos besteira e com isso não ter de amargar as indesejáveis consequências.

    Sofremos por questões simples: Pura e mera contingência (acontece com todo reles mortal), passividade em encarar os processos de mudança do nosso contexto (omissão cômoda ou falta de coragem de dar a cara pra bater) ou até mesmo, por consequência da nossa irresponsabilidade em tratar bem o "dom da vida" nas suas mais variadas expressões incluso nosso ecossistema!

    NADA A VER COM DEUS! COISAS QUE ACONTECEM NA CAMINHADA E QUE DIZEM RESPEITO SOMENTE A NÓS...

    Realmente o Deus de alguns é caprichoso, manhoso, melindroso e arca com toda asneira do asno que deveria assumir sua própria bronca!

    ResponderExcluir
  13. Best Vidente Mari Lima (Revelações em 12 megapixel high definition prontinhas em cinco minutos) rsrsrs.

    Seu comentário foi uma verdadeira cartomancia profética gospel!!! rsrsrs

    Agora é sério... O que vc relatou sobre sua cunhada e a igreja maranata, é exatamente o que acontece aqui em V.P. onde me recluso do restante do planeta, o cenário é idêntico ao que tenho presenciado até com os mesmos personagens, só que aqui é a família inteira.

    É exatamente como vc descreveu, urim e tumim puro, eu já estou de paciência cheia de escutar tanta besteira em nome de Deus e de fazer "o coitado do Senhor" fiador das asneiras daqueles que não tem "saco roxo" de chamar para si sua própria responsabilidade!!!

    Acertou na mosca Best taróloga rsrsrs "Temos o fôlego da vida. Ter fé é caminhar confiante de que nossas escolhas se não forem boas, pelo menos revelarão quem somos e nossas reações. Se Deus fizer tudo, nunca saberemos quem somos", ASSINO EM BAIXO!!!

    ResponderExcluir
  14. A posição deísta oferece as respostas mais plausíveis acerca desta questão.

    A imago Dei no Homem dá a ele as totais condições de escolha em relação a tudo na vida.

    Erros a acertos fazem parte da nossa humanidade.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  15. Franklin, vc é UMA FIGURA!!rsrs...Abraços.

    ResponderExcluir
  16. KILIM,

    tua frase já entrou para a galeria das "grandes frases" da logos e mythos:

    "Ter fé é caminhar confiante de que nossas escolhas se não forem boas, pelo menos revelarão quem somos e nossas reações. Se Deus fizer tudo, nunca saberemos quem somos"

    mas o senso comum evangélico ainda é de que somos crianças que a cada passo precisamos perguntar ao Pai se sim ou se não; isso demonstra uma grande imaturidade; pessoas que não adquiriram autonomia espiritual.

    Não vou dizer que um crente não deva orar a Deus(ou ao seu inconsciente, como prefere o Levi)em busca de soluções para questões e demandas difíceis da vida. Isso é até bom emocionalmente falando, pois em todo caso, se ele não estiver falando com um "Deus que está fora", ela estará falando com "um Deus que está dentro".

    Jesus perguntou certa vez quem é que antes de construir alguma coisa não faz antes os planos para ser bem sucedido na empreitada? Taí Jesus nos dando autonomia e dizendo que somos capazes de pensar e planejar por nós mesmos.

    ResponderExcluir
  17. KILIM,

    mas uma coisa: TU É MESMO UMA FIGURAÇA!!!!!! KKKKK

    ResponderExcluir
  18. DONI,

    pode ser que o Deísmo se adeque mais à autonomia humana, mas a prática (que a Mari registrou) causa muitas decepções pois saber a "vontade de Deus" para todos os mínimos detalhes da vida pode ser frustrante, já que duvido que alguém ouça claramente Deus lhe dizer se deve casar-se com o joão e não com o joaquim, se deve comprar um carro da Ford ou da Fiat, se deve pintar o cabelo de preto ou loiro...

    Nos meios pentecostais clássicos existe há muito a figura da "profeta" - aquela irmã que é sempre consultada pelas pessoas sobre dúvidas em alguma decisão na vida. Isso está bem próximo, claro, dos profetas nas antigas culturas que eram consultados se o rei devia ir a guerra ou não ou tomar alguma decisão importante.

    Mas modernamente também está bem próximo da vovó Conga que joga búzios para ver o "futuro".

    ResponderExcluir
  19. FIGURAÇAAA EUUU!!! Do que estão falando nobres hereges e confrades Edu and Mari?! rsrsrs

    Que frase entrou para os anais da Logos & Mythos ?! (Entrar para os anais é meio forte e obsceno rsrsrs), digo novamente, que frase entrou para a galeria das "grandes frases"?!

    ResponderExcluir
  20. Mari, dói pensar que como esta congregação, existem muitas outras, olhando pela bolinha de cristal. E haverá sempre, enquanto barganhadores e preguiçosos escolherem ir a consulta.

    Você disse: "Se Deus fizer tudo, nunca saberemos quem somos."

    Conduzi-te pelo deserto para saber o que estava no teu coração...

    Será que seria mesmo para Deus saber? Ou para que eles se conhecessem?

    Obrigada amiga, gosto do seu raciocinio. Beijo.

    ResponderExcluir
  21. Levi, você deveria fazer um texto do seu comentário e publicar na sua vez, acho que seria de muito proveito.

    "Acredito que o mito cristão com sua pujança criativa teve o condão de fazer a síntese entre a imagem de um Deus(Pagtriarcal), Poderoso e Senhor do homem bruto, com o Deus servo, compassivo e amigo do homem lapidado, simbolizado por Jesus ― o Arquétipo da Alteridade: Um Deus que vê a sua metade diferente e obscura refletida no Deus do outro, que em épocas remotas, era considerado um inimigo a ser destruído."

    "Amigo do homem lapidado..." como fica distante do Deus que é puro amor e compaixão.

    Gosto da sua sensibilidade. Beijo.

    ResponderExcluir
  22. Meu querido e irreverente Franklin, estava já para reclamar você nos meus textos.

    Gostei da afirmação: "Nós seres humanos sofremos da Síndrome de Avalista", queremos achar alguém que seja responsável por nossas KHDAS!!!"

    O pior de tudo é colocar Deus como responsável por todas elas... O cúmulo da irresponsabilidade ou do orgulho.

    Não se perda de mim. Beijão.

    ResponderExcluir
  23. Edu, gosto de ver quando você se aproxima dos crentes e entende eles.

    Meu amado, te conto que agora, esperando que meu filho houvesse passado no vestibular, eu ia antes de saber o resultado, fazer a faixa homenageando a ele e dando honras a Deus. Eu não te conto o que aconteceu para que eu não fizesse, porque nem os que acreditam que Deus fala e age iriam crer. No entanto, pela manhã, antes de sair o resultado eu pensei: vou escrever no carro o que iria por na faixa; quando ia descer, ouvi nitidamente: espera! Isto foi pela manhã. As 3:00hs saiu o resultado negativo. Eu sei o que significaria para mim apagar tudo...

    Outras vezes Deus tem me mostrado claramente o caminho a seguir, evitando assim, maiores dissabores para mim.

    Beijão amigo.

    ResponderExcluir
  24. Gui,

    quando eu me aproximo dos crentes e compreendo a eles??? rsssss Gui, não se esqueça que eu estou no meio evangélico desde que nasci, há 46 anos, e entendo bem os mecanismos de fé e a boa e velha mensagem da cruz.

    Se fosse há uns 30 anos eu diria "Glória a Deus, ele te avisou mesmo, irmã"; hoje eu digo: será que só a explicação que foi a voz de Deus que você ouviu que explica sua experiência? por outro lado, se você está convencida que foi Deus que te avisou que teu filho não tinha passado, o que me resta dizer? Vai nessa tua fé.

    ResponderExcluir
  25. Edu, uma coisa é a voz da prudência, outra coisa é a voz que prepara e consola, e esta é uma das poucas e pequena experiências em que escuto a voz de Deus.

    Não conheci ninguém aqui na blogosfera que chegou as conclusões que você chegou quanto ao evangelho, a bíblia, etc., que tenha uma compreensão igual a sua e trate os evangélicos com tanto carinho.
    Feliz ano novo para você e família.
    Tenho um grande carinho por você e consequentemente, rsrs pela sua família.

    ResponderExcluir
  26. Gui, obrigado por suas palavras. Que cada um de nós saiba ouvir a "voz de Deus".

    ResponderExcluir